"Os mais excitantes contos eróticos"

 

PAPAI ENFIA NO MEU CUZINHO!


autor: lua21
publicado em: 19/12/15
categoria: hetero
leituras: 149230
ver notas
Fonte: maior > menor


Oi gente me chamo luana tenho 22 anos, morena clara, 1,68 de altura, cabelos ondulados sempre tive um corpo escultural, tenho um pouco de vergonha. Mais vou tentar descrever com veracidade o que aconteceu comigo a uns 11 anos atrás.
Sempre durmi no quarto do meu pai desde quando eu tinha 9 anos quando minha mãe saiu de casa pra morar com outro cara. Meu pai nunca a perduou e sempre disse que eu era safada igual a ela.
Não sei se eu era safada, mas curiosa isso eu sempre fui. Meu pai tinha uns 45 anos, um coroa muito atraente um corpo de bota inveja . casou novamente com uma mulher que eu odiava, ela sempre tentou me pôr para fora do quarto, mas eu fazia um drama e meu pai me deixava ficar. Não sei se minha madrasta fazia de propósito. mas toda vez que eu fazia pirraça ela dava o cu pra ele a noite toda . E gemia auto dizendo:... vai enfia tudo, isso rasga meu cuzinho com esse caralho enorme. . Eu não conseguia durmi....Então, eu olhava disfarçadamente fingindo estar dormindo e via tudo foi quando percebi que todas as vezes que ela dava o cu pro meu pai, ela mexia na perereca.....
...... Então. .... resolvi mexer também só por curiosidade.
Nooooosssaaaaa!!!!!!!! Foi incrível, nunca tinha sentido algo do tipo . Depois disso todos os dias eu mexia na perereca principalmente quando meu pai chegava minha xaninha já ficava molhadinha. Quando eu os via transando mexia na xana e enfiava o dedinho no meu cuzinho, um desses dias ele me viu fazendo isso e parece que ele gostou de me vê espiando eles e fudeu Ela com mais força.
Certo dia meu pai chegou mais cedo do trabalho com uma dor no pulso ... tirou a camisa e colocou aquelas bermudinhas de ceda. deitou se no sofá e pôs um pano no rosto querendo durmi. Quando eu o vi deitado daquele jeito .... eu fui lá. era difícil chegar nele por que ele sempre me respeitou.... Então chegei de vagar e baixinho no ouvido dele e pergutei se ele queria alguma coisa. E rindo ele disse: -o que eu quero vc não pode e nem sabe fazer. ... ainda é muito nova kkk .... mas pode fazer uma massagem no meu pulso.
Eu olhei pra ele como quem não gostou do comentário e disse: - eu não sou mais criança .
Peguei o braço dele e comecei a apertar fazendo massagem , mas como eu estava no chão e ele deitado no sofá. Fingir que a posição estava ruim pra mim, e subir em cima dele . ele me olhou rapidamente, mas não disse nada....continuei com a massagem e fui devagarinho me posicionado em cima do pau dele , quando conseguir sentar minha bucetinha ja estava molhadinha e me esfregava no pau dele bem devagar. Pra minha surpresa o seu cacete começou a crescer e endurecer de tal forma que eu não consegui fazer mas nada ... Quando ele percebeu o que havia acontecido levantou e foi para o banheiro.
Então fui buscar uma toalha abri a porta, que estava apenas encostada e disse com uma cara de inocente: - Vim trazer a toalhinha pro senhor e lhe ajudar a tomar banho por que o senhor esta doentinho e tirei o vestido e a calcinha, nem deu tempo dele falar nada e eu ja estava no chuveiro ensaboando o pulso machucado. Quando ele me viu ali pelada com meus peitinhos pequenos e durinhos , uns poucos pelinhos na bucetinha, eu nunca vi.... aquele pau tãaaaoooo grande e grosso .... era enorme e pulsava forte .
Eu queria pegar . ...Então perguntei: - posso brincar o ele? Parece que quando eu disse isso o cascete dele cresceu ainda mais. Ele segurou minha mão e me conduzio numa punheta e mais pediu para eu abrir minha boquinha e ele enfiou nela bem gostoso. eu chupei ele dodinho até que senti um jato bem quente na minha boca. Não gostei do sabor não mas, engolir assim mesmo. Quando terminou de gozá. Mandou eu tomar banho e me vestir.
Irritada pensei: -só isso? ... um negoço quente na boca e pronto? Então tomei banho me enrolei na toalha e sair do banheiro, ele não estava na sala nem na cozinha, abrir a porta do quarto dele e o vi batendo uma punheta , quando me viu parou o que estava fazendo. Seu cassete continuava tão grande e duro como à pouco.
E eu queria mais.... deixei a toalha cair no chão, fiquei de quatro, abri minha bundinha.....
Então falei: - papai enfia no meu cuzinho?
- LUANA.... VAI PÔ UMA ROUPA MENINA.(ele tava a ponto de explodir de tanto tesão)
- Eu não sou mais criança, eu sou uma mulher.
- você quer ser tratada como uma mulher então eu vou te dar o que você tá querendo.
Ele me pegou pelo braço, me jogou na cama, me pôs de quatro e comecou a lamber meu anelzinho, quando estava bem molhadinho ele começou a bater uma punheta bem encostadinho do meu cu, com a outra mão pegou na minha bucetinha e mexeu devagar. Me arrepiei toda e automaticamente empinei minha bunda para trás e como ele estava bem molhadinho a cabecinha daquele cacete enorme entrou um pouco .... sem pensar gritei: -"AI PAPAI, DUEU" . Tentei sai então ele me segurou, parou a punheta e disse: -não foge não, você não que ser tratada como mulher, então vem e deixa eu ver se vai aguentar ao menos a metade nesse cuzinho gostoso!
Então ele continuou a mexer minha xaninha e a empurar devagar no meu cu. ... doía, mas era muito gostoso, quando eu dizia:-"AI PAPAI DEVAGAR"
ele retrucava:- RELAXA SÓ VOU ENFIAR A CABECINHA. e empurrava mais um pouco.
Até que eu sentir meu cuzinho se rasgando e tipo um estralo... -AAAAAIII
-RELAXA A CABECINHA JÁ ENTROU GOSTOSO, JÁ POSSO TE DÁ LEITINHO.
O pau dele latejava e abria ainda mas meu anelzinho, ele soltou meu grelinho e abriu devagar minhas nadegas, sentir entrando mais um tanto daquele cacete enorme e grosso dentro de mim, ele jemia de tesão disse que queria socar tudo, mas eu não ia aguentar, então ele ja ia gozá. Ficou parado um pouco e quando seu pau parou de latejar me perguntou se eu queria leitinho agora ou depois que ele fiasse mas um pouco. E eu respondi :- DEPOIS QUE ENFIAR TUDO NO MEU CUZINHO.
sentir como se seu pau tivesse ficado ainda maior depois do que eu falei. Ele segurou forte minhas nadegas empurrou mais um pouco e mais forte seu pau pulsava e rasgava meu rabinho.
Doía, eu não ia aguentar. até ele mandar eu mexer na minha bucetinha, tentou me explicar como era pra eu fazer. ... mas eu ja sabia. Quando eu comecei a acariciar minha pererequinha ... NOOSSAAA ficou tudo uma delícia. Ele não precisou mais empurrar, eu queria mais daquela pica gigante no meu anelzinho apertadinho, ele me segurou para eu não tirar o pau do meu rabinho e sentou lentamente na cama. Continuei mexendo na minha xana e comecei a descer sem nem perceber, quando me dei conta já tava tudo lá dentro.
Ele ficou surpreso não acreditava que o meu cuzinho engoliu aquele caralho imenso todinho.
- Olha só filha, você engoliu tudo, aguentou tudinho dentro de você, pega aqui ( segurou minha mão e pôs entre meu cu e suas bolas) abriu minhas nadegas para entrar um milímetro que restava e continuou dizendo:- tá sentindo .... (deu um jemido gostoso) olha lá no espelho que delícia meu pau todo no seu cuzinho, tô louco pra te dá leitinho bem quentinho lá dentro.
Eu sentia aquela pica gigante latejando dentro do meu buraquinho. Então ele começou a mexer devagar pra frente e para trás, a princípio lento e depois rápido e forte e quando saia fora ele colocava novamente fez isso algumas vezes tirava e colocava de novo "até o talo" socava tudo como ele queria rápido, forte e bem gostoso até que ele parou disse que se continuasse ele iria gozá, mandou eu ficar parada. ele não queria que acabasse. (Olhou para o relógio, faltava pouco para minha madrasta voltar do serviço)
- VAI PAI CONTINUA, ENFIA MAIS. TÁ TÃO GOSTOSO! !!!!
Ele me pôs novamente de quatro, mandou eu abrir bem meu buraquinho enfiou TODO devagarinho e depois me fudeu rápido e forte . Eu mexia sem parar na minha xaninha, De repente sentir algo diferente como uma explosão de arrepios eu não queria que ele parasse eu mexia e dizia:-ENFIA TODU PAI, VEM ENFIA TUDO. Não consegui segurar os gemidos.
Ele parou, me se gurou forte e disse: - toma leitinho, toma tudu no cuzinho toma.
Imediatamente sentir vários jatos quente, forte e delicioso no meu buraquinho. Quando terminou eu estava paralisada de tanto prazer.
Depois desse dia eu sempre perguntava a ele... -PAPAI ME DA LEITINHO? e ele ja ficava de pau duro e não tinha hora pra ele comer meu rabinho mesmo com minha madrasta em casa ele me chupava ou eu chupava ele.
Teve um dia que ela foi na feira ele me segurou no colo, levantou meu vestido, afastou minha calcinha colocou a cabecinha no meu cuzinho e me fez descer devagar..... mas isso é outra história, depois eu continuo.





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.