"Os mais excitantes contos eróticos"


Depois do Pring, a vez de Eliz - Parte 1


autor: Erina
publicado em: 13/01/16
categoria: hetero
leituras: 3144
ver notas
Fonte: maior > menor


Olá, sou eu, a Erina novamente, sou loira, de verdade....não de farmacia....srsrs........
Sou filha de gauchos e moro no estado de São Paulo.
Primeiramente, gostaria de agradecer, a quem já está deixando seu comentário, no meu conto anterior, dividido em quatro partes, como o Fernandes, adorei o que escreveu, obrigada, beijo...
Como disse no meu primeiro conto...quero sim, contar aqui, mais relatos próprios.....e quem ainda não leu meu primeiro conto, recomendo que o faça...pra saber mais sobre este que agora, farei....o relato da minha transa com Elizabete...... E peço que continuem deixando seus comentários, pois são importantes pra mim....assim saberei se posso continuar a compartilhar mais de minhas histórias pessoais com vocês........
Cheguei em casa maravilhada, após a transa com Pring....ainda podia sentir a sensação da penetração daquele pau..
Nossa, que pau gostoso....a respiração ofegante dele em mim.....aquela língua deliciosa, que me levou a completa loucura.....pring, era um cão e um amante delicioso demais.....estava euforica, e tinha que me conter da transa inesquecivel que acabara de ter.......
Sentia uma vontade enorme de repetir e fazer mais, transar o dia inteiro com aquele cachorro...estava realizada, era uma loucura, mas uma loucura maravilhosa, a qual eu não abriria mais mão.....transar com cachorro era, aliás, é, é bom demais...
Os dias foram passando, e eu tornei a visitar a casa de Renata. Pring, no primeiro contato que tive com ele após nossa fantástica transa, me reconheceu, deve ter lembrado de como adorei ser a cadela dele, pois veio logo querendo me cheirar as partes, disfarcei acariciando a cabeça dele, e dizendo que bom que ele havia gostado de mim, tambem gostei dele.... E sai, já sentindo a minha calcinha umidecendo com minha buceta querendo ser comida por ele.
Mas um outro desejo meu, continuava latente....transar com Elizabete, havia realizado meu sonho, com o cão dela, agora era a vez da dona dele....
Comecei a criar um vinculo ainda maior com Renata, nos tornamos inseparáveis. Ela é uma pessoa muito agradável, então, era fácil e prazeroso estar com frequência em sua companhia, e assim ter pretexto pra mais contato com Elizabete.
Certo dia, umas sete e meia da noite....estava saindo da casa da Renata, e a Elizabete que ía pra academia, se ofereceu pra me dar uma carona.
Ainda tentei disfarçar, dizendo que não queria dar trabalho, quando na verdade tava louca por essa oportunidade e ter esse momento a sós com ela.
Como contei antes, no outro conto, ela é uma mulher muito atraente, loira legitima também....um corpo muito bem esculpido pelas horas de academia, uma quarentona que se cuida muito....seus cabelos volumosos, um pouco baixo dos ombros.... Seios menores que os meus, uma bunda maior que a minha também, e coxas bem fartas.....uma delicia de mulher.
Ela me despertava os instintos de ser ativa com ela, de ser o homem dela, uma mulher charmosa, educada. Sempre bem vestida.
Ela estava com um top preto, sem sutiã, que deixava os bicos salientes. uma legging azul marinho que deixava aquela bunda ainda mais demarcada.
Começamos a conversar, disse que ela estava linda...o que a fez corar. Ela disse que na sua idade, tinha que se cuidar, já não era mais jovem, então tinha que cuidar do corpo, não só pela aparência, mas pelo cuidado com a saúde do corpo. Falei que se ela não se incomodasse, gostaria de acompanhar ela malhando, pois queria então já aprender que tipo de exercicios ela fazia, para já ir fazendo também....ela disse que eu não precisava me preocupar com isso agora.....mas insisti e disse que gostaria....ela aceitou e eu entrei pra ver a aula dela na academia, como convidada, com a desculpa, pra ver os procedimentos, conhecer tambem o lugar, e quem sabe já me increver.... Ela me apresentou o personal dela...ela malhando e eu não tirava os olhos daquela mulher estonteante......
Ao término de seu período de exercicios...ela foi pro vestiário tomar uma ducha rápida.....
Fiquei do lado de fora, por mais que quisesse entrar, não poderia, não estariamos sozinhas.....tinham outras mulheres entrando e saindo de lá.
Quando entramos no carro...eu disse:
- Se eu já achava você uma mulher linda, depois de hoje, estou rendida a sua beleza. Ela, corou novamente, ficou atordoada com minhas palavras e perguntou: O que você quis dizer, exatamente? E eu respondi....... A renata não sabe, mas sou lésbica, e tenho um tesão enorme por você.
Ela ficou muda, completamente perplexa, não sabia como reagir ao que eu lhe revelava ali......
Depois de um tempo, nervosa, ela falou:
- Não esperava por isso, mas querida, eu jamais tive nada com mulher e sou a mãe de sua amiga. Não poderia ter nada com você. E eu, completamente decidida falei: - Tudo bem se você não teve algo ainda, eu posso ser a sua primeira. E você ser mãe dela, não impede nada. Ela não precisaria saber. E poderia ter algo sim, basta você ficar quieta. Tirei o sinto de segurança, avancei sobre ela, alcaçando aquela boca, e enfiei minha língua deseperada, ardentemente. Ela ficou parada, sem reaçaõ. E eu continuei. Então, senti a língua dela corresponder a minha.
Depois de uns três segundos, ela me empurrou. - Como você pode fazer isso, e ainda por cima estamos no estacionamento. Quanta ousadia, fatou-me com o respeito garota.
E eu respondi : - Não foi o que sua língua achou. Eu senti, seu corpo me quis, você me quis....teria faltado com o respeito se não tivesse dado pra você o prazer que uma mulher pode dar pra outra, pois você agora tem duas opções, ou aproveita a oportunidade e descobre um prazer que você jamais sentiu....ou ignora isso, e perde uma chance única....
- Que chance? que historia é essa, você está louca. Vou te levar pra casa e não quero você tendo mais contato com minha filha.
E eu então resoluta, falei: - Louca sim, louca de desejo por você. E você só foi beijada, ainda não viu o que é gostoso. E você não vai me levar pra casa. Vai ligar pra renata dizer que vai visitar uma amiga. Eu vou ligar pra minha mãe, avisar que vou dormir na sua casa. E você vai é me levar pro motel mais perto, e esta aqui vai fazer você mulher. Olhei pros lados, vi que naquele momento não havia ninguém perto daquela área do estacionamento. E avancei sobre ela novamente, a beijei com mais intensidade. E uma de minhas mãos, enfiei por dentre o top, agarrando seu seio esquerdo.... Ela estremeceu, não aguentou aquilo. E cedeu. Correspondeu. Depois do beijo, olhou pra mim, e disse: Isso é loucura, isso é loucura!
E eu falei: - Uma loucura muito prazerosa. E prazer é o que eu vou lhe dar hoje. Muito prazer...



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.