"Os mais excitantes contos eróticos"


Uma experiência matinal


autor: Di
publicado em: 08/04/15
categoria: poesia
leituras: 1847
ver notas
Fonte: maior > menor


Tem dias que acordo pensando em putarias. Uma vagina… não, uma boceta profunda e um pau duro. A foda quente, sem delongas, até sem gozo no final, apenas fluídos dos corpos que se misturam e seus odores se esvaem pelo ar. Às vezes acordo pensando em enfiar um dedo no rabo, ou dois, ou lamber teu cu até você gozar, ou chupar tuas bolas e mordê-las, te fazendo urrar de dor. Depois te beijar longamente, fazendo você provar do seu próprio sabor; te beijar com força, suave, passar a língua pelos dentes, contornar tua bochecha, salivar na tua orelha, rabiscar meu desejo na tua pele. Muitos dias acordo sozinha na cama. Muitos dias acordo com você dentro de mim. Muitos dias desejo solidão, quando não, te ligo e você vem, meu cachorrinho, lamber os peitos da mamãe, mamando meus bicos besuntados de Nutella. Tua cabeça escura faz estrago em meu corpo. Minha boceta fica úmida e desejosa. Não te dou paz, pois não quero paz. Quero foder; e ser comida. Faça-me gritar, e te farei meu macho, enquanto eu quiser.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.