"Os mais excitantes contos eróticos"


Ana & Ana


autor: adriano.master
publicado em: 04/03/16
categoria: lésbicas
leituras: 12933
ver notas
Fonte: maior > menor


Meu nome é Ana, sou uma mulher independente, segura e determinada. Sem falsa modestia sou linda, morena, alta, com os cabelos negros, cintura fina, pernas grossas, seios pequenos e uma bunda que é uma maravilha da natureza. Desde cedo gostei de mandar, nos meus pais, amigos e namoradas, isso mesmo namoradas. Minha família é bastante conhecida na região onde moro. Meu pais são políticos e empresários. Eu cuido dos negócios da família. Duas universidades e outras empresas.

Adoro as universidades, sempre cheias de mulheres lindas e foi em uma das minhas visitas a uma delas que encontrei uma ninfetinha deliciosa, que por coincidência, tem o meu nome, Ana. Adorei a coincidência.

A primeira vez que a vi, foi na lanchonete da Universidade, ela tinha ainda 17 anos. Notei logo seus peitos pequenos e durinhos por baixo da camisa branca. Ela estava sem sutiã. Logo imaginei sua bucetinha rosinha e carnuda. Minha imaginação sempre me levou longe....

Ela falou com a professora que me acompanhava e logo fomos apresentadas. Ana & Ana, brinquei com o fato. Ela sorriu e eu sorri de volta. Infelizmente não podia passar mais tempo com ela. Tinha outras atividades na universidade. Mas como sou a dona, foi fácil conseguir seus dados pessoais. Assim consegui seu e-mail.

Logo estava entrando em contato. Falei que tinha gostado dela e queria saber o que ela estava achando da minha universidade. Pura desculpa, estava louquinho de tesão por aquela ninfeta. Infelizmente ela era bastante ocupada e eu também. Assim apenas trocávamos alguns e-mails por dia.

Durante nossas trocas de e-mails tentei descobrir o máximo sobre ela. Um dia como quem não quer nada perguntei:

- Quero imaginar você. O que você esta vestindo?

- Pijama. Uma blusa sem manga com um tigre grande na frente e um shortinho preto.
Aquilo me deixou super excitada e essa frase não deixou minha mente durante dias.

- Posso perguntar mais?

- Pode.

- Seus seios são durinhos? Fale mais deles?

- São durinhos. Tenho mamilos redondinhose e bicos alongados, ficam duros com muita facilidade.

- Delicia. Você esta só de shortinho? Mais nada?

- Sim, mais nada

Aquelas conversas estavam me deixando a flor da pele. Ficava super excitada durante o dia, só pensando nas nossas conversas. Enviava diversos e-mails para ela durante o dia e tentava conversar a noite com ela. Numa dessas noites ela disse que faria uma surpresa pra mim. Quando menos esperei chegou uma chamada de vídeo. Sorri como a muito não sorria. Aceitei e ela se apresentou pra mim.

Ela vestia uma camisolinha branca, com alguns detalhes vermelhos. Depois percebi que eram pequenas rosas estampadas no tecido fino. Ela era linda. Seu jeitinho meigo, de uma menina quase mulher. Aquele sorriso tímido e aquele corpo de deusa. Ela usava um sutiã tomara que caia por baixo da camisola. Pirei excitada.

- Você gostou? Ela perguntou

- Sem palavras querida. Você é linda!!! Ela sorriu aquele sorriso maravilhoso.

Conversamos amenidades durante algum tempo, mas a verdade é que eu queria estar ao lado dela, rasgando aquela camisolinha e aproveitando o corpo rijo e cheios de curva. Depois de um tempo ela se levantou para atender um chamado no telefone. Quando ela se levantou puder ver que a camisola só ia até um pouco abaixo da xaninha. Pude ver que ela usava uma calcinha de algodão pequenininha, aquelas coxas grossas e aquela curvinha da bunda pra coxas me deixaram completamente tarada. Ela demorou algum tempo no telefone, já estava com ciúmes, queria ela só pra mim. Depois de algum tempo ela voltou a conversar comigo. Pedi.

- Fica peladinha pra mim fica?

- ... não, desculpa, mas não posso.

- Por quê? Você é tão linda, fica vai!!!

- ... ... não, tenho vergonha.

- Vergonha de que? Você sabe o quanto te admiro e quero você.

- Não, desculpa.

- Esta bem. Tentei disfarçar meu descontentamento, mas ela percebeu.
- Se quiser eu danço pra você, sem tirar a roupa. Ela disse acanhada, quase de desculpando.

- Então dança. Dança pra mim.

Ela se afastou e pude ver novamente o seu corpo. Ai que maravilha. Ela ficou de costas para mim e pude ver o volume do seu rabinho lindo e como a calcinha penetrava profundamente no seu rabinho.

Ela ligou o som e começou lentamente a dançar, eram movimentos sincronizados com a música. Seu corpo exalava leveza e sensualidade. Suas mãos percorriam todo o seu corpo. Das coxas a face. Ela rodopiou e ficou de frente para mim. Seus seios pareciam querer rasgar o tecido. Ela segurou seus cabelos sobre a cabeça. Pude ver seu rosto lindo ruborizado.

Estava excitada. Coloque a mão dentro da calcinha e comecei a me acariciar. Estava meladinha e cheirosa. Ela parou caminhou lentamente pelo quarto pequeno e começou novamente com movimentos sinuosos e sensuais. Ela suava e eu me excitava.

Ela voltou para frente da webcam, parou e me mandou um beijo com mão. Segurou a ponta da camisola e começou a fazer gestos sensuais, enquanto dançava. Levantou um pouco a camisola e mostrou parte da calcinha. Depois levou o dedão de umas das suas mãos e fez posse. Começando a moder-lo enquanto dançava. Aquilo era bom demais. Uma ninfetinha linda, sexy, suada e ainda por cima que sabia dançar.

Ela se virou levantou a camisola e me mostrou o rabinho lindo. Sua bunda rebolava e rebolava... Já tinha dois dedos enfiados na minha bucetinha e estava completamente molhada...

Ela parou abriu as pernas e se ajoelhou deitando de costas... colocou uma mão dentro da calcinha e simulou uma siririca... ela fazia caras e bocas...

Eu olhava extasiada, já estava suada e excitada. Meu grelinho estava inchado de tesão, meus lindos seios estavam com os bicos duros e rijos de tesão. Minha buceta pulsava... e o prazer irradiava por todo meu corpo. Comecei a gemer gostoso ao ver aquela menina, mulher, deusa, ninfeta, gostosa dançar...

- Aaahhhh... minha tesudinha... minha ninfetinha bailarina... hummmmm.... tesão... Minha linda menina, minha pequena bailarina. Sua dança me excitava...

Ela se levantou tirou a calcinha e jogou em direção a webcam. Meus dedos me penetravam profundamente. Meu corpo tremia... queria gozar e gozar... aquele espetáculo me dava um imenso tesão... amo mulheres que sabem dançar.

A imensa delicadeza de seus movimentos transformavam aquela linda menina em uma mulher que era para mim puro desejo. Ela rodopiava e rodopiava, assim eu podia ver levemente sua bucetinha, com poucos pelos, rosadinha e linda...

Apertava meus seios e acariciava meu grelinho com força. O tesão tomava conta de mim. Meu seu sexo exalava paixão e tesão. Enfiei um dedo profundamente e simulei uma penetração...

Ela ajeitou a posição da webcam e se ajoelhou na cama, ficando de costas pra mim. Deu pra notar que ela também começou a se masturbar... Ela começou a gemer bem gostoso e seu rabinho subia e descia no ritmo dos seus dedos...

Seus gemidos aumentarão ainda mais meu tesão.

- Hummm.... ahhhhh.... hummmm... hummm.... hummm... meladinho... tá meladinho....
Ela virou o rosto vermelho sorriu para mim e passou a língua no lábio superior... mordeu a ponta da língua e gemeu novamente.

- Tô meladinha... tô com tesão... hummm.... hummm.... hummmmmm... hummm.... hummmmm.... ahhhhh... meladinha... você me quer? Você me quer?

- Quero sim. Sua ninfetinha gostosa... Te quero muito... quero chupar esta bucetinha deliciosa...

- Hummm... você vai chupar meus peitinho? vai? vai?

- Vou querida... mostra os peitinhos pra mim... mostra...

- Você vai me dar umas palmadas? Vai? Eu estou sendo uma menina má.

- Vou querida. Vou deixar essa sua bundinha linda bem vermelha... aii... ahhhh....
Depois que eu disse isso ela começou a dar palmadas em sua bunda e ao mesmo tempo continuava a se masturbar com a outra mão.

- Paftt... ahhhh.... vem... vem... eu sou uma menina má... eu mereço ser castigada... pafffttt.... ahhh... meladinha... tô meladinha...

- Ahhhh... paffttt... ahhhhh... meninas más merecem palmadas... ahhhhh... paffftttt.... meladinha... meladinha...

- Pafffttt.... paffttt... pafffttt... ahhhhh... hummm.... hummmmm... huuuumm.... huuuumm.... hummm.... gostoso... gostoso.... gostossssso....

Ela aumentou o ritmo... sua bundinha subia e descia... subia e descia... ela enfia cada vez mais o dedo na bucetinha... cavalgava como uma ninfetinha gostosa gosta de fazer...

Acompanhei seu ritmo... estávamos próximas ao gozo... ela gemia lá e eu cá. Duas mulheres tesudas e gostosas, prontas pra gozar.

- Vai minha putinha... goza... goza... goza gostoso pra mim.

- Ahhhhhhh... aahhh.... hummmmmmm.... hummm.... hummmmmmmm....

- Asimmm... geme gostoso pra mim.... aasssiimmm.... assimmm.... assimmm...

- Hummmm... hummmmm.... huuuummmmm.... hummm... hummmmmm.

- Tesão de ninfeta... asssimmmm.... vai... vai.... vaiiiiiii.... goza gostoso pra mim....
- AAAAAAAAhhhhhhh.... ela desabou sobre o seu dedo gozando gostoso...

Logo em seguida eu a segui...




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.