"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Droga do Sexo


autor: vitinhoCH
publicado em: 05/04/16
categoria: virgindade
leituras: 4132
ver notas
Fonte: maior > menor


Já passava da 0:00 noite quando a vi andando na rua, não acreditei que aquela delicia de uns 20 anos, branquinha, cabelos pretos e peitos enormes estava andando numa rua sozinha! fui andando atras dela até que ela estivesse mais perto do meu carro, dai agarrei ela por trás e tapei sua respiração com um pano. Não demorou muito tempo e ela desmaiou, pronto, agora ela era minha, botei ela no porta-malas e segui pra minha fazenda que era bem perto dali, tive tempo de tirar ela do carro, leva-la para meu quarto, tirar aquela roupinha apertada e amarrar suas mãos e pés. Eu odeio transar com pessoas amarradas e contra a vontade delas, e com certeza esse caso seria assim, mas eu sou experiente e tenho meu método de fazer ela me querer. Tem uma droga que é conhecida nas ruas como "droga do sexo" que faz a pessoa virar uma maquina de fazer sexo, seu corpo fica sedento para ser tocado e sua mente só pensa em transar, eu tenho um amigo farmacêutico que me arranja essa maravilha.
Apliquei a droga enquanto ela ainda estava desmaiada, desamarrei suas mãos e pés e fiquei pelado deitado do lado dela esperando, ela começou a ficar ofegante, suas pernas se esfregavam um na outra e ela acordou com um gemido alto. então ela olhou para mim e sem dizer uma palavra me beijou violentamente, ela colou o corpo dela no meu e enquanto me beijava, esfregava aqueles peitos enormes em mim, apertei aquele bundão e ela na hora parou de me beijar e botou a bucetinha na minha cara, não perdi tempo e comecei a chupa-la como se fosse a ultima buceta, enfiava minha lingua e girava, e ela gemia e gritava de prazer, gastei um bom tempo chupando e ela gozou na minha cara. então ela sentou no meu pau e começou a cavalgar muito rápido, aquilo tava me deixando louco quando vi o sangue saindo da buceta dela. AQUELA GATA ERA VIRGEM e sentou na minha piroca violentamente! agarrei ela pela bunda e comecei a me mover também, acelerei o ritmo e comecei a gritar junto com ela. Até que puxei sua bunda fazendo meu pau penetrar completamente e não deixei ela se mover, queria meu pau parado la dentro enquanto jorrei minha porra naquela bucetinha, enquanto gozava eu chupei aqueles peito tão grandes que minha cara afundava neles. Tirei ela de cima de mim e já ia me levantando da cama quando ela ficou de quatro e abriu sua bunda com as mãos indicando que queria ser fudida no cu. Na hora meu pau ficou duro de novo e sem perder tempo fui pra cima dela e meti naquele cu sem lubrificar nem nada, ela deu um grito muito alto e isso so me fazia foder mais rápido, aquele cuzinho apertava e engolia meu pau todo, comecei a bater naquela bunda e ela pedia mais, ela empurrou a bunda dela contra mim fazendo meu pau entrar por completo e começou a rebolar, e eu perdi a cabeça, segurei ela pela cintura e fodi como um cachorro, e gozei tudo dentro daquele cu, agora o só faltava uma coisa pra completar a noite, uma espanhola naqueles peitos maravilhosos, deitei ela na cama e comecei a fazer, os peitos dela abraçaram meu pau completamente eu os apertava muito, mandei ela chupar a cabeça enquanto eu fodia seus peitos, ela chupou e lambeu, foi tão gostoso que eu tirei meu pau dos peitos dela e comecei a fuder a sua boca, ela fazia sons de que estava engasgando mas eu não me importei e fodi mais rápido, segurando a cabeça dela com as mãos para ela não se mover e gozei tudo na boca dela e mandei engolir e ela o fez com prazer. Dormimos pelados de conchinha, eu acordei no outro dia, ela ainda estava dormindo e nos ainda estávamos na mesma posição, senti meu pau encostando naquela bucetinha e fiquei duro, comecei penetrar devagar dentro dela, na hora ela começou a acordar e falou coisas como ''oque é isso?" "quem é você?" e "pare!!". eu tava tao excitado que fiquei por cima dela para que ela não se movesse e continuei a fuder, ela gritava pedindo para parar e eu ja não me importava mais, gozei dentro de novo e ela chorava. então tapei sua respiração novamente até ela desmaiar, vesti suas roupas nela, coloquei ela no carro e deixei ela no mesmo lugar que a encontrei.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.