"Os mais excitantes contos eróticos"

 

A Mal Amada(Parte I)


autor: nhocasoba
publicado em: 26/02/15
categoria: aventura
leituras: 3329
ver notas
Fonte: maior > menor


Manoela era a minha vizinha mais chata da rua,não sabia se portar diante às pessoas e era considerada "a mal amada da rua".
Tinha apenas 19 anos e de fato nunca ninguém da rua via com algum namorado e todos a achavam ela lésbica,porém,não era percebi por certos detalhes que ultimamente vinha acontecendo muito.
A garota um dia desses tinha me chamado pra lanchar na casa dela,já que seus pais sempre viajavam e nunca tinham tempo para olhar" a garota desvairada".
Fui então,me aventurar no sistema mal amado daquele coração de pedra que ela transmitia parecer,mas,que na realidade era um encanto de pessoa.
Nesse dia,frio e nublado,ela estava cheia de plumas,cachecóis,calça de grife de acordo com a tendência da SPFW,e começamos a conversar.
-Olá!
-Olá,Manoela!Eu disse meio tímido.
-Está tudo bem?
-Sim.
-Desculpe-me pela pergunta,mas,porque você tem o apelido de mau amada?
-Ah,porque este povo é muito FDP,não existe explicação clara e precisa para lhe dar neste momento.
-Entendi.
Ficamos em um momento de silêncio até que ela voltou a falar comigo.
-E você,nunca lhe vejo na rua,o que fazes?
-Ah,eu trabalho neh,fora e também dentro de casa.
-Dentro de casa?
-Sim,é um trabalho científico que ando fazendo para uma competição internacional que irá acontecer nos EUA no final de Outubro deste ano.
-Hum interessante!Disse ela em um tom de surpresa.
-Bem já que está aqui,ta meio calor neh!
Manoela tirando o cachecol e a blusa de frio que ela utilizava,ficando com uma blusa regata apenas em um tom sensual falou:
-Que tal ir pro meu quarto?
-Vamos!
Quando cheguei lá,vi putaria pra todo lado,artistas de renome pelados e eu pensando comigo mesmo"Agora eu sei ,o porquê que tem fama de mal amada e olhada com outros olhos nessa rua",porém deixei quieto,queria ver se ela tinha potência na hora do rala e rola.
Manoela após retirar a blusa regata que utilizava,estava só de sutiã e pediste para mim:
-Chupa!Chupa meu peito por favor,estou necessitada disso e eu sei que posso confiar em você!Chupa até eu ficar molhadinha e gostosinha pra você!
Nessa hora eu já não me controlava mais,o tesão só aumentava e o corpo perfeito que ela tinha não tinha como segurar,peitos fartos e bico redondinho e preto falava comigo mesmo"Isso é tudo para mim,sem fazer o menor esforço?",chupei,lambi,degustei de tal forma que o gozo chegou precocemente.
-Mas já?Perguntou ela num tom de surpresa
-Sim!O problema maior que tu é muito irresistível,não deu para não gozar.
-Tá mais eu quero que me chame de safada e faça o que quiser no meu corpo,adoro homens que façam surpresas em meu corpo,da mais transe e mais gooostosura na relação!
Eu extasiado e adorando tudo que estava ocorrendo,fiz o que tinha me pedido
-Safada,gostosa,safada,gostosa!
-Então chupe meu pau todinho,até sair leitinho na tua boca,topa?
-Claro meu totoso!
Corpo todo em transe,e ela numa rapidez para chupa-lo,as vezes parava e dava aquele olhar de safada pra mim era simplesmente incrível,ia devagarosamente como se minha respiração estivesse com problemas,falando bobeiras o tempo inteiro,cheiro do sexo borbulhando em meus pensamentos ,em todavia o prazer sucumbido daquele mulherão,corpo perfeito e aquele bumbum empinado"Aiai,que delícia"!
Depois de um longo e interminável,quando comecei a colocar a roupa novamente antes de colocar a minha cueca falaste assim comigo:
-Que que você tá fazendo,não acabou não!
-Quero e necessito de um sexo anal ótimo,se tiver capacidade de fazer isso neh!
Como estivesse a ponto de bala,coloquei meu pau no cuzinho dela e ela rebolando ,depois esperava um bocado,e ia devagarosamente beijava meu pau inteiro,a cabeça inteira,só pra intensificar o sexo de tal forma que esqueci dos problemas ,e nesse tira e põe maravilhoso ela admitiu:
-Nunca fiz um sexo tão prazeroso como tu,moço!
Além dos beijos de foda em toda transa,eu sabia que era uma pessoa simplesmente especial que não esqueceria jamais,afinal era a minha primeira transa e mal sabia a expectativa como era,fiz e degustei-a inteiramente,entreguei de corpo e alma.
Manoela ficou tão grata e ao mesmo tempo feliz que chegou para mim e falou:
-Moço!Eu queria lhe pedir uma coisa.
-Pode até dizer duas se quiser(Disse brincando)
-Queres namorar comigo?




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.