"Os mais excitantes contos eróticos"


Ela gozando


autor: Junnior
publicado em: 11/04/16
categoria: jovens
leituras: 6332
ver notas
Fonte: maior > menor


Oi sou Junnior tenho 23 anos, magro,1.79 de altura, cabelo cacheado médio-curto, barba baixa, com o dote de 21x5 ( vai ter foto no final). Oque vou relatar aconteceu a poucos dias.
Mudei para Limeira a poucos dias e estava sem fazer sexo a 1 mes, entrei num site de relacionamento e conheci uma moça, vou chama-la de Vania (nome ficticio). Comecei a conversar com ela e a atiçar ela chamando de gostosa, delicia, safada, mandei umas fotos e claro também pedi . Ela é baixa de uns 1,58, gordinha mas gostos, peitos grandes que dá vontade de chupar, bunda média, redonda, durinha assim como os seios.Combinei com ela na hípica de limeira ao anoitecer, muitas pessoas fazem exercícios lá, caminhada, corrida e etc. Ao marcar lá com ela já tinha em mente a idéia de chupar aqueles seios, masturbar ela e fazer ela me chupar até gozar, idéia louca e arriscada rrsrs. Mas assim deixa tdo mais gotoso, fui ao encontro dela e vi ela de blusa preta de decote (pra me provocar), shorts curto jeans e batom roxo.Como que se não soubesse oque eu queria fazer com ela. Não liguei, afinal sou dominador e ao beijar e acariciar ela, ficava alisando a buceta dela por cima do shorts enquanto passava gente. Ela ficava brava por não termos privacidades pra isso, não liguei e continuei, sussurrei no ouvido dela
- Voce deveria facilitar o acesso a sua buceta, deixa eu abrir seu ziper.

Ela dizia - Não, a gente marcou aqui pra somente beijar, lembra?

Eu - Lembrar eu lembro, mas quero sua buceta toda melada nos meus dedos.

Vania ficou com tesão ao me ouvir falar isso na cara dela, sem joguinho e com voz determinada a fazer, ao beijar ela notei que estava com maisdesejo, pensei " É agora que vou fazer essa safada gemer aqui mesmo." E comecei a masturbar ela por cima do shorts e ao beijar o pescoço dela sentia sua respiração ofegante e gemidos presos. Que ao ouvir passos e conversas ficava tímida e tirava minha mão e parava de me beijar. Ao olhar um canto mais discreto convidei ela dizendo

- Vamos ali, de pé posso pegar nessa sua bunda gostosa e pegar vc pelo cabelo.

Ela - Voce não vai fazer nada, tem gente aqui ainda.

Eu - KKKK Vai pensando.

Ao começar a beijar ela cheguei no seu ouvido e disse.

- Voce é minha agora.

Ela sorriu, entendi que agora ia fazer tdo oque eu queria. Comecei a acariciar sua buceta agora por cima da calcinha fina enquanto beijava ela, seu batom já tinha saído todo e já tava tda entregue aos meus dedos e beijos num lugar publico. As vezes ela falava - Tá vindo gente, para. Mas nem ligava e isso a fazia escorrer de tesão, medo, desejo. E os gemidos presos fazia tdo ser magico. Ao pegar a mão dela e por no meu pau, reparei na carinha de puta que ela fez, segurou firme, por dentro da bermuda, olhou ao redor e começou a me acariciar. Safada resolvi fazer tdo agora,puxei a calcinha de lado e enfiei o dedo na sua buceta que tava tda melada que entrou fácil e disse - Tá toda molhadinha safada, só te largo assim que voce gozar. E beijei, ela que veio com tdo seu desejo, a essa hora não importava quem estava passando, o medo e o desejo molhava tdos meus dedos e palma da mão, que tirava e dava pra ela chupar, já com a idéia de fazer ela chupar meu pau ali mesmo. ela chupava gostoso. Sussurrei - Abre esse shorts, vou te fazer gozar gostosa. Ela sem hesitar ela abriu e me pediu pra abrir a bermuda pra ela. Abri e ela já veio pegando no meu pau pra me masturbar enquanto era masturbada beijada e ouvindo passos atras de nós. O tesão era d+, abraçava ela com um braço e o outro estava socando os dedos na buceta dela e ouvia seus gemidos ainda presos, queria mais risco, mais tesão e dizia - Geme mais alto safada, tá gostando gostosa?! Ela obedecia. - Vai gozar? Goza, safada, vem gozar nos meus dedos.
Não demora muito ela goza enquanto passava um casal perto da gente e ela gemendo e dizendo que gozou. Tirei os dedos e fiz ela limpar chupando e dizia no seu ouvido - Agora é minha vez, quero gozar, vem chupar meu pau que vc tanto quer. Ela - Não tem gente aqui. Mas com um ar de que " sou submissa sua, manda que eu obedeço como sua putinha." Peguei ela pelo cabelo e disse - Vai chupa logo cachorra. Ela como boa cachorra obediente obedeceu, ajoelhou e começou a chupar meu pau, duro como pedra ao ver ela tão submissa e ao olhar ao redor vi duas mulheres vindo na nossa direção e nos observando, o tesão foi a mil, mas elas falaram um pouco alto e ela ouviu e se levantou e começou a me masturbar e disse - Não dá pra chupar, muita gente passando. Não quis me arriscar mais, mas ainda não tinha gozado e disse - Me faz gozar então! Ela me punhetando enquanto me beijava querendo dominar a situação. Deixei, afinal ela também merecia ser minha dona. Já tava louco de tesão, queria gozar, disse - Vai me deixar gozar aonde? Ajoelha quero gozar nos seus peitos gostosos. Na mesma hora ela ajoelhou e esperou com meu pau na reta do rosto, queria gozar no rosto dela, mas era o momento dela dominar me disse - Vai goza logo.
Eu - Quer que eu goze na sua cara, já está na reta.
Ela - Não hoje não, goza nos meus seios.
Gozei gostoso nos seios dela , lambuzando todo aqueles seios, ao terminar levantei ela e desfilei com ela gozada até o bebedouro pra se limpar. MULHERES, ESTOU A SUA DISPOSIÇÃO PRA AVENTURAS.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.