"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Primeira Trepada com Padrasto


autor: bernard
publicado em: 11/04/16
categoria: incesto
leituras: 64301
ver notas
Fonte: maior > menor


Adriana, tem 18 anos e o que vou relatar aconteceu quando ela tinha seus 15 anos. Ela perdeu o pai muito cedo e a mãe resolveu refazer sua vida amorosa quando ela entrou na adolescência. Nos seus 12 anos, a mãe, resolveu lhe apresentar ao seu namorado de nome Carlos. Bem, Adriana nunca se opôs em nada à felicidade da mãe e em menos de 6 meses eles resolveram morar juntos e Carlos passou a morar junto com elas em sua casa.
Passado os três primeiros anos de convivência com Carlos é que Adriana veio conhecer a real intenção desse envolvimento amoroso da parte dele com a sua mãe que era enfermeira e sempre fazia plantão.
Quando Adriana fez 15 anos, optou por não ter festa e em troca pediu a mãe um celular, o mais novo em tecnologia do mercado, porém, seu padrasto lhe disse que seu presente era uma surpresa e que ela iria abrir somente na sua presença. Porém, semana do seu aniversário sua mãe teve que viajar para fazer um seminário de reciclagem em outra cidade se ausentado do lar por dois dias. Adriana se despediu da mãe, triste por ela não poder estar no dia do seu aniversário, mas feliz por ter recebido seu presente antecipado.
Bom, nos dois primeiros dias foi tudo ótimo, mas depois ela começou a perceber que o clima mudou entre ela é o Carlos, quando foi cobrar seu presente que ele havia dito que lhe daria. Ele disse que ela iria gostar e se trancou numa sala de estar. Adriana fez menção de que tinha ido pro quarto, mas voltou e ficou escutando ele assistindo vídeos e pelo som alto, percebeu que era filme pornô, então olhou pelo buraco da fechadura e o viu se masturbando, chamando-a pelo nome. De início ela ficou assustada pois nunca tinha imaginado isso, ou seja, ele a chamar pelo nome acompanhado de termos como putinha safada, gostosa, safadinha, etc...
A noite, ele a chamou para um jantar especial em comemoração ao seu aniversário. Adriana ficou curiosa pois ele havia lhe garantido que naquela noite ele iria dar o seu presente; o presente que ela merecia ter. Ela ficou muito curiosa e assustada ao mesmo tempo, pois viu muitas camisinhas espalhadas na mesa, pelo chão e no sofá cama presente na sala. Percebeu também que ele olhava fixamente para seus seios. Mesmo assim, se fez despercebida e jantaram normalmente. Logo em seguida ele estourou uma champanhe e blindaram juntos em comemoração ao seu aniversário de 15 anos. Logo em seguida, ele lhe deu um abraço forte e apertou seu corpo com intensidade no dela ao ponto dela perceber que o seu pênis estava super ereto, pois começara a tocar bem forte no ponto da vagina e deu uma leve gemida em seu ouvido. Ela tentou se desvencilhar, porém foi em vão, suas mãos foram parar em sua bunda...já que estava de Microssaia... E daí pediu que ele parasse, mas ele disse que não aguentava mais de tesão na pica por sua causa e que chegava a bater várias punhetas no dia pensando nela pois esposa, a mãe dela, já não estava mais satisfazendo suas fantasias e ela já estava na hora de ter a sua primeira surra de pica na vida. Disse inclusive que estava disposto a pagar quanto ela pedisse para ser o primeiro macho da sua vida, que não tinha mais como aguentar o tesão recolhido por ela desde os seus 12 anos e que resolveu aceitar o pedido da sua mãe em morar com ela pensando na hipótese de ficar mais perto dela e ter essa chance de arrancar seu cabaço. Adriana ficou muito assustada e tentou fugir, mas ele disse que era em vão, pois a porta estava trancada e a chave estava dentro da sua cueca, em seguida a empurrou por cima do sofá cama, colocando-se sobre seu corpo, com as pernas encaixadas nas suas pernas, perguntou se ela era virgem...ela muito assustada, disse que sim...e que não poderiam fazer aquilo...mas foi em vão... logo ele começou a se esfregar nela rasgando sua blusa e tirando o soutien, abocanhando seus seios. Ela não estava mais resistindo, mas estava com muito medo. Foi quando começou a ceder, e ele percebendo isso tratou logo de abaixar o short e uma pica gg (grande e gostosa) e bem ereta pulou em direção aos seus seios, no que ele fez uma espanhola deliciosa. Quando viu que ela estava com tesão naquela situação, arrancou sua calcinha com raiva e posicionou a cabeça do pênis na entrada da vagina e dando umas porradinhas na entrada deu um soco violento, penetrando nela com vontade que na hora deu um grito, pois ele havia arrancando seu cabaço sem o menor sentimento e começou a socar bem forte. Chegava a arder, sentindo a cabeça do caralho cutucando seu útero que doía. Ele havia penetrado sem camisinha e logo após receber o primeiro jato de porra no seu interior, o pênis dele não amoleceu. Foi então que ele a colocou em outra posição para ela cavalgar nele. E sendo assim, começou, mas por falta de experiência, ele apertava a sua bunda e controlava os movimentos de forma violenta. Foi aí, depois de tanto esfregão recebido na vagina por aquele pênis violento que ela começou a sentir um tesão incontrolável tomando conta dela e começou a gemer. Enquanto ele a xingava e dizia que era o seu macho e a partir de agora ela teria que dar para ele todos os dias. Ela já estava ficando mole...quando por incrível que pareça gozaram juntos e ela caiu sobre o corpo dele com o seu em meio a um calafrio gostoso, sua bucetinha latejava pedindo mais.......porém nada da pica dele amolecer... ele disse que era loucura o que estava fazendo, mas que ela valia a pena tomar o lugar mãe dela tranquilamente e lhe deu um beijo na boca deitado sobre as suas costas e novamente a penetrou por trás, socando forte sem parar quando finalmente ele gozou pela terceira vez, já arrancando o pênis amolecido.... Nessa situação ele mandou que ela se cobrisse com o lençol e adormeceram juntos no sofá pois pela madrugada foi penetrada por ele mais umas cinco vezes, ao ponto de amanhecer com o pênis dele penetrado na vagina. Desde então tem sido assim, ele obcecado por ela, querendo comer o melhor do seu mel. Existem noites em que ele dá chá para a esposa, mãe de Adriana, que só acorda na manhã seguinte, enquanto ele a fode a madrugada inteira em seu quarto. Gostou? Se excitou? Dá uma nota então...e não deixe de ler a segunda parte desse conto. Se desejar podemos conversar sobre o assunto. Skype: bernard.zimmer3 ou e-mail. bernard3320@live.com ou WhatsApp: 11944517878




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.