"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Arregassada com aval do marido


autor: Senhoritablack
publicado em: 12/04/16
categoria: aventura
leituras: 6187
ver notas
Fonte: maior > menor


Aproveitando minha inocência e o tesão de estar começando a me derreter aqui lendo estes ótimos contos, vou contar uma passagem que foi a minha melhor noite de amor que já tive. Estes são detalhes de uma parte de outro conto que não escrevi para não ficar longo demais.

Vamos lá, sou uma moreninha com coxas torneadas, peitos enormes sem silicone, 45kg , gostosinha. Até este dia apenas meu marido desfrutou desta bucetinha apertadinha que tenho. Digo até este dia pois trabalhava com alguns garotos muito legais enquanto esperava pra mudar com meu marido que já estava em outra cidade. Eles ficavam com olhares que me deixavam sem graça, pois percebia que me olhavam, me devoravam com seus olhares principalmente porque meu marido me estimulava a andar com mini saias curtas que deixavam a parte de baixo da bunda exposta e blusinhas decotadas pois meus peitos por si só já se mostravam e ainda com salto alto, tornava-me atraente. Saiamos pea beber e eles me comiam com os olhos mas não tinham coragem de me convidar pra uma transa. Naquela época, muito inocente não tinha vontade de dar pra outros caras, até meu marido nas conversas por telefone saber que saia depois do trabalho com eles, e após enviar uma foto com aquelas roupas provocativas me perguntou se eles não tinham me cantado, e que adoraria que eu desse pra outros caras pra pegar experiência, pois tinha sido comida apenas por ele. Eu disse que jamais faria isso e que não diria se acontecesse algo, porque amava-o.
Bom 3 semanas na seca e no outro dia novamente fomos beber, eu bebia pra não ficar me sentido solitária, foi aí que fiquei ajeitando meus peitos e minha mini saia e eles da mesma forma, quietos ai soltei sem querer:
Vocês não tiram o olho de mim, tão querendo me comer? Porque se fosse pelos olhares estaria estuprada, rsrs.
Eles assustados falaram que tinham a maior vontade de comer minha buceta, o Lucas mais safado deles disse que se pudesse me chuparia toda. Eu ri e disse que só daria se fosse pra alguém que tivesse um pau maior de 18 cm.
Eles olharam pro Lucas, riram e perguntaram porque. Eu disse que meu marido tinha esse tamanho e menor não deveria ter muita graça.
Pois bem após bebermos os meninos sairam porque tinham que ver suas namoradas como sabia que o Lucas não namorava eu após sair enviei uma msn no telefone pra me pegar logo a frente. Ele rapidinho parou o carro e disse pra me dar carona pra casa. No caminho ele passou a mão na minha buceta e eu rapidamente tirei dizendo que não poderia aceitar aquilo. Peguei meu celular e ele perguntou pra quem tava mandando msn.
Respondi pro meu marido.
Ele ficou com uma cara de tristeza que deu até pra rir da cara dele.
Pois bem escrevi pro meu marido que estava com vontade dele e que após a academia iria ligar pra ouvir sua voz, pois estava morrendo de saudades.
Assim que passamos na frente do motel falei:
Entra aí, você não disse que queria me comer? Vamos lá e aproveita só terá uma chance.
Ele ficou louco entramos rapidamente e fui tomar um banho.
Quando sai ele estava de baixo do lençol, deu pra ver um certo volume ai disse pra ele.
Se for pequeno não tem graça, não ta parecendo grande quanto a risada que seus amigos deram enquanto bebiamos e olharam pra você quando perguntei.
Ele disse 18cm é pros fracos, mas não levantou o lençol.
Eu estava um pouco bêbada e sinceramente não tinha noção do tamanho do pau dele, porque minhas amigas diziam que os caras tinham uns 12, 14 cm e meu marido com 18 achava que ja tinha visto o maior.
Lembrem-se que até aquele momento só meu marido tinha comido minha buceta e não sabia como agir com outros caras.
Lucas me chamou e me deu um beijo demorado, delicioso e começou a tocar minha bucetinha recém depiladinhada, lisinha. Enquanto me beijava senti seu dedo entrar e ficar molhadinho lá, o tempo passava e ele me tocava no grelinho que tava inchadinho. Então rapidamente me puxou e coloquei a buceta na boca dele, e ele ainda coberto. Me chupou gostoso com a língua passeando no clitóris, sentia um calor absurdo e uma certa culpa quando vinha a cabeça a lembrança do meu amorzinho. Ele então sugou com força e eu me agarrei a cama e gemi alto, ele sentindo aquilo voltou a intercalar sua boca e seus dedos numa socada profunda. Me sentia molhadinha, lavada e horas dois ou até três dedos na minha buceta.
Ele pediu pra virar e queria um 69 nessa altura o pau dele tava enorme, quando tirei o lençol o susto, o pau dele era uma tora enorme e grosso. Conseguia ver as veias saltadas de tesão, uma cabeça enorme, olhei pra trás ele me chupando eu disse:
Lucas que pau enorme que você tem, ele riu e disse:
Por isso os meninos riram, pois quando pegamos uma puta nós 3 a puta pediu pra eu parar porque não me aguentava mais.
Aí eu me liguei no tamanho do problema que tinha pela frente. Ele continuou focado na minha buceta e eu comecei a tocar o pau dele. Com as duas mãos porque uma não envolvia aquela grossura. Meti a boca lá dentro mas não consegui colocar até o fundo na verdade deve ter entrado apenas a cabeça e um pouco da tora.
Enquanto chupava pensei no meu marido me dizendo pra provar outros caras e fiquei pensando se depois daquela noite ainda seria aquela menina ingênua que sempre fui. Também lembrei que ele queria que eu contasse depois como tinha acontecido.
Depois de ja estar com a buceta molhadinha e relaxada o Lucas me deitou e num papai e mamãe disse:
Vamos começar assim pra ir acostumando, porque sua buceta tá apertada, deve ser porque o corno não te comeu.
Respondi que eu sou assim mesma, sempre apertada e meu marido acha o máximo porque parece que sempre pega uma virgem.
Fui colocar a camisinha que tinha na bolsa, mas pra surpresa a camisinha não servia, nem entrava e ele disse que precisava de uma maior mas como não sabia que iria transar não a levou. Eu sabia que ele sempre se cuidava então disse: vai assim mesmo na conta e risco.
Aí ele ficou mais louco ainda e disse: então vou comer uma virgem hoje e colocou a cabeça, e senti aquele cacete lá mas jamais pensei que entraria pois embora tivesse melada estava doendo. Ele com muito carinho puxou os lábios da minha perereca e colocou a cabeça de volta. Eu quase quebrei a unha segurando o lençol aquele caralho tava me rasgando sem ter se quer entrado todo.
Ele deixou um pouco o pau dele e sentia as veias da vara pulsando, ele me beijou e deu mais uma estocada, eu virei o olho e ele perguntou tudo bem?
Só mexi a cabeça e senti mais uma estocada. Dei um grito: para, ta doendo muito. Ele me beijou e disse calma vou devagar agora e colocou mais um pouco e tirou. Aquilo deve ter melado o cacete porque ele entrou de volta e senti que entrou bastante desta vez um pouco menos dolorido.
Dei uma suspirada e :
Ahhhhh ahhhhhhh, ahhhhh caralho que pau grande mesmo. Mais uma socada e senti lá no fundo . os lábios d buceta tavam doendo muito deve ter rasgado nestas estocadas. Quando olhei ainda faltava quase 5 dedos pra entrar em mim. Eu disse você não colocou tudo ainda ?
Não, respondeu Lucas num sangue frio impressionante.
Ele se ajoelhou segurou minhas pernas na posição de domínio, minha buceta ficou sem defesa ali, então o golpe final. Ele tirou e entrou até o fim . eu gritei de dor e prazer sei lá. Minhas pernas amoleceram e apartir dai ele no comando bombava minha xana sem pena alguma. Eu estava em êxtase, em outro mundo e de repente com gemidos mais frequentes, respiração mais ofegante senti uma coisa que não sabia explicar, senti jorrando no pau dele e voltei a ficar em êxtase. Eu acabava de gozar , nunca tinha sentido aquilo com meu marido, e o Lucas estava ali mais louco ainda sentindo seu pau encharcado foi bombando num vai e vem alucinante foram mais de uma hora nesta posição eu gozei mais de 5 vezes neste período. Depois desse tempão sendo arregaçada falei se ele não iria gozar, porque meu marido gozava rápido.
Não , não to com mínimo de vontade, disse Lucas.
Ele tirou o pau de dentro e olhei minha buceta estava arreganhada com um buraco que dava pra ver la dentro, rs , o safado olhando e rindo, e eu com ela doendo mas excitada.
Então disse se ele tava gostando, porque afinal não tinha dado pra nenhum outro fora meu marido.
Ele disse sorridente: você foi a melhor que comi até agora, porque parecia uma virgem mesmo no começo, agora ta igual de puta toda fudida.
Bom aquilo me tirou um peso das costas e ele olhando nos meus olhos disse:
E você gostou até agora?
Amei, respondi de bate pronta e ele sem deixar completar emendou: porque ainda não terminei, minha única chance entao vou aproveitar e riu. Heim posso saber o que escreveu pra seu marido?
Respondi que estava indo na academia e depois iria pra casa ligar pra ele porque tava com saudades.
E ainda vai ligar depois? Retrucou.
Claro amo meu marido.
Então acho que isso servia de combustível, ele me virou e me deixou de 4 e começou a passar o pau que tava igual uma pedra , eu já me molhando de volta, mas enquanto ele passava pensei, vou ligar pro corninho.
Peguei o celular disquei e o lucas falou.
Que tá fazendo?
Ligando pro corninho, eu disse que ligaria, mas pode continuar a me socar.
Aquilo deixou o Lucas mais duro ainda meu marido atendeu, disse que tinha chegado do trabalho e tinha acabado de tomar banho. Eu disse que tava deitada me tocando com vontade dele e que ia me masturbar pensando nele.
O Lucas não demorou e socou a rola com força e meu primeiro grito no telefone, ahhhhhiiiii
O que foi isso amorzinho, perguntou o marido.
Nada só imaginando seu pau entrar em mim. To sentido ele entrando e saindo agora lentamente, disse.
O Lucas atendeu e começou a enfiar até as bolas baterem em mim e tirar e sem demorar:
Ahhh ahhhhhj ahhhhhh, gozei amorzinho mas queo mais.
Meu marido disse que pegou o pau duro e começou a bater uma pra mim, o coitado nem pensava que eu tava me deliciando numa vara gigante.
Vai amor mais rápido, vamos. E o Lucas começou sem titubiar, segurou meu cabelo com uma mão e a cintura com outra e socava sem do. Eu tentava falar com meu marido mas não conseguia deixei o telefone do lado ligado e agarrei o lençol fortemente, o Lucas ficou mais selvagem ainda e num ritmo intenso não parava eu tive multiplos orgasmos e gemendo alto sem lembrar do corno, ouvia ele gemendo imagino pensando que realmente me masturbava, disse :
Amor to muito excitada depois nos falamos não to aguentando e desliguei o celular.
Lucas porque tá tão selvagem?
Porque você me excitou muito, adorei isso , e ele no vai e vem e eu gritando. Ele me deu uns tapas na bunda senti ele parar o pau lá no fundo danminha buceta e gemer demoradamente.
Pronto até que enfim senti a porra dele lavar- me por dentro, num jato quente e longo, sentianseu pau pulsando enquanto gozava, eu tentei fazer o que fazia com meu namorado , comprimir a buceta pra dar mais tesão nele, mas aí percebi que não tinha força pra mais nada.
Soltei o lençol como um alivio e ele tirou o pau de dentro , levantei pra beber a champagnhe quente na taça, rs quando vi o leite escorrendo nas minhas pernas. Eu estava arreganhada , arrombada. Só depois me dei conta que se passaram quase 3 horas de ele me fudendo.
Ele ainda queria mais me colocou novamente com as pernas abertas sobre sua coxa, ergueu minha cintura e chupou-me ainda tive tempo de gozar outra vez na boca dele, ele abaixou e tentou comer meu cuzinho, mas ai pensei que se a buceta ficou assim imagina o que e como ficaria meu rabo. Então neguei e disse que ali nem meu marido comeu ainda e que se tivesse uma proxima poderia comer. Meu cuzinho não dou não, principalmente pra pauzudo. Então acho que escapei, rsrs
Depois conto como contei a verdade pro marido.
Nos despedimos e 3 dias depois fiquei lembrando dele, andando de pernas abertas.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.