"Os mais excitantes contos eróticos"


Coroa me fodeu (1° vez)


autor: Eduardo
publicado em: 26/04/16
categoria: gays
leituras: 6137
ver notas
Fonte: maior > menor


Me chamo Eduardo, tenho 19 anos, 1,70h 80kg, branco, olhos e cabelos castanhos e uma bunda avantajada e esse relato ocorreu quando tinha 18 anos.
Meu vizinho Marcos era um homem de 50 anos, moreno, já não tinha um porte atlético, mas era bem conservado, inclusive várias mulheres da rua eram apaixonadas por ele. Ele morava sozinho e era cheio de mistérios.
Tudo começou quando um dia eu estava na calçada e Marcos fora à rua para fumar um cigarro. Eu estava tranquilo até que ele veio até a mim e me perguntou:
-Você sabe mexer em computadores?
-Sei sim, senhor, por quê?- respondi-lhe
- Estou com uns problemas no meu, será que você não poderia dar uma olhada?- perguntou
- Claro, posso sim.
Naquele momento via tudo com normalidade, mas mal sabia o que eu esperava. Marcos pediu que eu entrasse e me levou até seu quarto. Lá pediu que eu sentasse na cama e me perguntou:
-Quantos anos tem?
- Tenho 18.
- Hmmmm.... Bem novinho!
-Você já saiu com rapazes?
- Não, nunca sai, senhor, por quê?
Enquanto tentava entender o porquê daquela pergunta, Marcos começou a tirar sua roupa e ficou nu. Fiquei perplexo ao ver seu pau, que começava a ficar duro. Devia ter uns 18 cm e era grosso. Comecei a ficar com tesão e nesse momento ele me disse:
- Gostou dele né? Hoje você vai saber como é sair com um homem. Vou comer esse seu cuzinho!
Estava sem reação, nunca havia feito nada com um homem antes. Marcos aproximou seu pau da minha boca, encostando-os nos meus lábios. Eu, sem pestanejar, abri a boca e comecei a chupá-lo, enquanto ele me dizia:
-Aahhhh... isso chupa gostoso vai, seu safado.
Estava adorando aquilo, estava me sentindo muito safado. Depois de chupá-lo por um tempo, ele tirou o pau da minha boca e mandou eu pedir mais e começou a bater o pau na minha cara. Comecei a pedir por aquela rola maravilhosa e ele novamente colocou na minha boca, dando um leve tapana minha cara e me chamando de vadia.
Depois de ter deixado aquele pau todo babadinho, ele mandou eu ficar de 4 e começou a passar um lubrificante no meu cuzinho, o qual estava louco por aquela rola, eu sentia que faltava algo dentro de mim. Após todo o preparo, Marcos colocou so a cabecinha (nessa hora dei um leve gemido de dor) e ficou colocando e tirando ela até eu me acostumar.
- Agora o tio vai colocar ele todinho, aguenta firme- disse ele
Então ele começou a colocar todo aquele pau dentro de mim e foi até o talo. Começou a me comer bem devagar e foi aumentando o ritmo. Eu estava completamente dominado, Marcos me comia com muita vontade e me dava tapas na bunda enquanto me dizia:
-Agora esse cuzinho é meu, vou comer ele pra sempre, seu safado.
Após um bom tempo me comendo de 4, ele me mandou ficar de ladinho e novamente começou a me comer. Ele bombava cada vez mais forte e a cada bombada eu ficava mais louco. E ele chupava meu pescoço e sussurrava em meu ouvido:
-Ahhh....você é uma putinha safada!
Eu não conseguia dizer nada, só gemia. Passou-se alguns minutos e Marcos novamente sussurrou em meu ouvido.
-Vou gozar no seu cuzinho, deixar ele todo meladinho.
Após dizer isso ele impôs um ritmo mais forte e rápido e em questão de segundos, eu senti um jato quente dentro de mim. Me senti uma verdadeira putinha. Marcos após gozar continuou alguns segundos com o pau dentro de mim e me disse:
- Agora vai lá tomar um banho que vou te dar um presentinho.
Eu, em silêncio e totalmente com as pernas bambas, fui ao banheiro, pensando o que Marcos daria pra mim. Liguei o chuveiro e comecei a me lavar, nesse momento, ele bateu na porta e entrou no chuveiro comigo. Ambos tomamos banhos juntos e após estarmos lavados ele me mandou ajoelhar e chupar o pau dele. Fiquei perplexo, pelo fato dele ainda ter fôlego, mas fiz o que ele pediu. Enquanto eu o chupava ele me disse:
-Achou que eu ia deixar você ir embora sem te dar leitinho:? O que seria de mim se fizesse isso? Titio vai te dar leitinho, mas não quero desperdício, viu? Se desperdiçar, titio vai te castigar.
Comecei a chupar só a cabecinha enquanto na outra parte eu o masturbava e em questão de segundos senti mais um jato, só que agora dentro da mina boca, engoli tudo sem reclamar e ainda chupei o pau dele para não deixar nada.
-Bom garoto, agora você será minha putinha e sempre que eu quiser você virá aqui pra eu te comer, esse cuzinho só será meu.- disse ele
-Acho melhor não, alguém pode descobrir.- disse à ele preocupado
-Fica tranquilo, ninguém vai descobrir, só se você me desobedecer, aí vou contar pra todo mundo- disse ele em tom de ameaça.
Essa ameaça me deixou com um pouco de tesão, pois agora eu era totalmente dele e ele havia me dominado por completo.
Marcos e eu fizemos sexo várias vezes durante 1 ano, até que fui para a faculdade. Mas sempre quando dáfaço uma visista à ele. Toda vez ele me surpreende mais e nunca falta leitinho. Na próxima eu conto mais experiências minhas com ele



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.