"Os mais excitantes contos eróticos"


Trepada com o patrão!


autor: Deusaafrodite
publicado em: 06/05/16
categoria: hetero
leituras: 9889
ver notas
Fonte: maior > menor


Boa tarde, me chamo Luciana, sou morena, 1,68 cm, 70 Kg, olhos azuis, seios médios e uma bunda bem durinha!

Essa história aconteceu semana passada no final do expediente com meu patrão.

Ele chama Arthur, tem mais ou menos 1,75 cm, 90 kg, negro, olhos escuros e um sorriso maravilhoso!

Trabalho lá já tem 4 meses e desde quando eu comecei, percebo que ele me olha diferente.

Sempre que surge uma oportunidade ele encosta em mim, segura minha mão, acaricia minhas costas e pra ser sincera eu curtia muito isso.

Na verdade sempre que ficávamos perto um do outro, dava um choque, um calor na barriga e no meio das pernas.

Era uma sexta feira e eu tinha acordado com o maior tesão então eu decidi que eu precisava dar pra ele nesse dia.

Durante o expediente, mais uma vez ele se aproximou de mim, com a mão na minha cintura para me mostrar alguns gráficos. Aproveitei aquela chance e sussurrei :

-Libera o pessoal mais cedo que hoje quero dar pra você!

Ele se assustou e riu, muito!

-Deixa disso Lu, que brincadeira besta.

-Eu não estou brincando!

Pra provar que estava falando sério, olhei pros lados , vi que não tinha ninguém e enfiei a mão em seu pau que endureceu imediatamente.

-Lu, você está maluca? Alguém pode nos ver!

-E isso não te exita? Por que eu, estou molhadinha.

Ele não aguentou, trancou a porta e me agarrou.

-Eu quero te comer agora, sua gostosa!

-Então come! Difícil será não gritar.

-Não seja por isso! Tive uma ideia.

Ele tirou a gravata , colocou na minha boca e amarrou.

-Pronto! Agora você não grita!

Ele arrancou minha roupa, tirou as coisas de cima da mesa, me colocou em cima, abriu minha pernas e começou a chupar minha buceta.

Ele enfiava a língua dentro de mim enquanto apertava meus seios e acariciava meu clitóris.Eu segurava sua cabeça com força e rebolava em sua boca!

Depois ele sugava meu grelinho e me fodia com dois dedos, metendo bem no fundo. Eu gemia, abafado por conta da gravata!

Depois ele me tirou da mesa, me virou de costas pra ele, apoiando meu corpo na mesa deixando minha bunda bem pra cima.

Só ouvi o barulho do zíper se abrindo e quando eu menos esperava ele já estava dentro de mim.

Ele segurava meus braços pra trás e metia com força, aquela pica enorme.

-Assim ta bom pra você, cachorra!

-Huhummmm... - era só o que eu conseguia dizer!

Deus, como ele era gostoso. Devo confessar que estava doendo um pouco, pois sua rola era muito grande. Mas eu tava com tanto tesão que nem ligava!

Ele me xingava e eu estava adorando.

Percebi que ia gozar e comecei a rebolar em seu pau e a me movimentar de maneira que ele entendesse que eu queria mais fundo e rápido.

Ele foi com toda força possível até que disse que ia gozar. Tirei ele de dentro de mim, me virei, tirei a gravata, me ajoelhei e comecei a chupa-lo.

-ahhhhh, desse jeito vou gozar na sua boca.

-Pode gozar, quero sentir se sabor.

Aumentei a velocidade da chupada e ao mesmo tempo eu o masturbava e em alguns minutos assim, senti sua porra preenchendo toda minha boca , era quente e adocicada! Uma delícia!

Eu ainda não havia gozado então, sentei na mesa e pedi pra que ele me masturbasse mais um pouco.

-Não, não vou te masturbar!
-Não?! Por que?

-Vou é foder essa bucetinha com meu pau mais um pouco.

Aquele homem era insaciável. Ele tinha acabado de gozar e ainda estava duro e com tesão.

Ele colocou minhas pernas em seu ombro e meteu lá no fundo, no meu ponto G. Era quase que insuportável a sensação.

Eu comecei a gemer alto e logo ele tapou minha boca com sua mão e com a outra acariciava meu clitóris que estava pulsando e inchado de tanto tesão.

10 minutos se passaram e finalmente senti o orgasmo brotando no meio das minhas pernas.

-Vai chefe, fode com tudo agora que eu vou gozar.

Ele meteu com força, que nem homem e eu gozei, derramei todo meu mel em sua pica.

-Ai que delícia! Ai que delícia.

-Isso gata, to sentindo seu gozo, que tesão.

Ufa, que intenso que tinha sido. Estávamos sem fôlego. Nos arrumamos , ele me deu um beijo e disse:

-Você é tudo aquilo que eu imaginava! Tudo e muito mais. Eu queria te comer desde quando você fez a entrevista.

-E eu to querendo te dar desda primeira vez que te vi. vou querer repetir algumas vezes.

-Claro, com certeza, eu também.

E foi assim, agora estou aguardando ansiosamente pra darmos outra trepada gostosa!

Beijos pra todos!

Gostaram? Então acessem para outras histórias deliciosas!





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.