"Os mais excitantes contos eróticos"


Moro ao lado de duas meninas super gosto


autor: adriano.master
publicado em: 20/05/16
categoria: hetero
leituras: 4299
ver notas
Fonte: maior > menor


Moro ao lado de duas meninas super gostosas, Rafaela e Ana. Elas são estudantes, fazem direito em uma universidade, aqui na minha cidade.

Sempre que as encontro no elevador ou nas áreas comuns do prédio elas são super simpáticas.

Com o passar dos meses fui fazendo amizade com a Rafaela, pois frequentamos a mesma academia.

Muitas vezes voltávamos juntos para o condomínio e batíamos um bom bate papo.

Ela não era tímida e disse que havia notado o meu olhar de desejo por ela, quando nos encontrávamos.

Não neguei, disse com todas as palavras que tinha o maior tesão por ela.

Ela sorriu e continuamos andando.

Nos encontramos outro dia e ela me convidou para passearmos de bicicleta no domingo.

Domingo pela manhã pego minha bicicleta, coloco no carro e vou ao encontro da Rafaela.

Chegando lá, surpresa, as duas, Rafaela e Ana estavam lá, ambas de roupa colada e equipamento de proteção.

Fiquei super feliz e pedalamos juntos por mais ou menos duas horas.

Acompanhei o carro das duas e entramos juntos no prédio.

Os três suados e um pouco cansados, mas felizes pela pedaladas.

Entrei no apartamento ligo a televisão e começo a me despir. A companhia toca, vou atender, são Rafaela e Ana.

_ Desculpa, mas estamos com problema no nosso apartamento, esta sem água. Podemos tomar banho aqui?

Imagina o tamanho do meu sorriso.

_ Claro meninas e se quiserem, eu comprei camarão e faço um almoço para nós três

Elas insistem para que eu tome banho primeiro. Tomo uma ducha rápida, me visto e volto a sala, onde elas me aguardam. Elas foram juntas para o quarto, tomar banho.

Minha imaginação foi a mil.

Começo a preparar o almoço.

Depois de meia hora elas voltam a sala.

Rafaela vestia um conjunto de camisa e saia azul e Ana uma regata branca e um short cinza.

As duas eram bem parecidas. Cabelos longos, loiras, sorriso largo, seios médios, cintura fina, bunda redondinha e coxas grossas.

Rafaela veio me ajudar a fazer o almoço, enquanto a Ana ligou a TV e ficou assistindo um canal de esportes radicais.

Terminei rapidamente de preparar o almoço, abri umas cervejas e sentamos a mesa.

Elas elogiaram bastante o almoço e Ana disse:

_ Delicia, o cozinheiro merece um beijo...

Fiquei de boca aberta.

Ela simplesmente se levantou e me tascou um beijo delicioso... e logo Rafaela se juntou a nós. Foi uma delicia... nunca tinha beijado duas mulheres ao mesmo tempo. Fiquei excitado na hora...

Elas me puxaram e me levaram ao sofá da sala. Rafaela ficou colada em mim, enquanto a Ana se sentou em uma cadeira ao lado e ficou nos observando. Rafaela ficou me beijando em pé e levou minhas mãos para baixo de sua saia.

Era gostoso sentir o calor de sua pele. Suas coxas grossas e o bumbum durinho.

Levantei sua camisa e ela terminou de tirar, seus seios eram redondinhos e durinhos, duas maçãs, a virei para mim e beijei seus peitinhos, com as mãos percorria seu corpo, sua pele macia e rija, a deitei em minhas penas de costas, seus seios apontando para cima, levantei a saia e expus a calcinha vermelha, Ana se posicionou do lado de sua cabeça e começou e começou a acariciar os seios da irmã.

Eu acariciava seu corpo, ia dos seios a bucetinha e voltava, meu pau endurecia sob a bermuda. Ana tirou parte da roupa, ficando apenas de calcinha branca,seus seios eram menores do que os da Rafaela, mas era duros e empinados.

Rafaela se levantou e fez um pequeno strip pra mim. logo ela estava nua em pelo, sua bucetinha sem pelos e branquinha era linda.

Ana se levantou e ficou de frente a irmã, apertando os seus peitos. Trouxe Rafaela para próximo de mim e comecei a beijar sua bunda, enquanto acariciava sua bucetinha,mordia sua bunda e logo enfiava um dedo dentro da xoxotinha. Ela acolheu meu dedo com carinho...

As duas irmãs se acariciavam, uma apertava e acariciava os seios da outra, elas já devem ter brincado juntas, logo elas estavam se beijando, procurei o seios da Rafaela para chupar, as aureolas eram redondinhas e gostosas de chupar,com a mão procurei seu rabinho e fiquei brincando na borda com o dedinho.

Deixei uma irmã na frente da outra, seus seios quase se tocavam, mamava uma e depois a outra, elas me ajudaram a tirar a camisa, logo Rafaela acariciava o meu cacete por cima da bermuda, enquanto Ana mordia meus mamilos com força.

Rafaela colocou as pernas entre as minhas e sentou em minha coxa, ela começou a passar a buceta em minha coxa, era muito gostoso. Ela abriu o zíper da bermuda e as duas me ajudaram a tira_la.

Rafaela sentou ao meu lado e segurou meu pênis inchado. Ana se ajoelhou em minha frente e começou a me chupar bem gostoso. Começando pela cabeça vermelha e com as veias dilatadas, eu fui a loucura, a língua daquela menina era uma delicia, a sua irmã não fazia por menos, acariciava gostoso minhas bolas.

Logo as irmãs trocaram, Rafaela veio chupar minha vara, enquanto Ana passava a língua pelo meu corpo, principalmente peito e barriga. A língua da Ana deslizava por todo meu cacete e as vezes parava na cabeça, onde ela passava um longo tempo brincando com a glande.

Rafaela mordia com força meus peitos. Me arrancando gemidos de dor e prazer...

Procurei com as mãos a bucetinha lisinha da Rafaela, meti dois dedos na sua bucetinha doce e aconchegante, ela era macia e gostosa ao toque.

Ela correspondeu segurando minha vara e fazendo uma gostosa punhetinha, sua mão era leve e delicada, ela mantinha um ritmo delicioso.

Ana veio me beijar, suguei sua boca com fome e desejo, sua boca era deliciosa, leve, com um gostinho de chocolate. Pouco depois foi ela a segurar meu pau e fazer uma deliciosa chupada, ela colocava a glande na boca e descia até o talo, voltava e brincava com a ponta da língua, fazendo movimentos circulares com a língua, depois voltava a engolir meu cacete.

Pouco depois Rafaela se juntou a brincadeira, as duas passavam as línguas ao mesmo tempo em minha vara, hora uma ficava passando a língua no tronco a outra mamava na cabeça, depois elas trocavam.

Rafaela voltou a masturbar meu cacete e Ana enfiava a língua no buraco da glande, meu cacete parecia que ia explodir na boca daquela gostosa, me segurei muito para não gozar, queria curtir muito mais com aquelas gostosas.

Ana puxou os cabelos da Rafaela e deu lhe um beijos molhado na boca, dizendo:

_ Irmãzinha eu preciso de um cacete bem duro agora!!!

Falando isso ela segurou meu pau, ficou de costas para mim e sentou na minha lança dura até sua rachinha encontrar minhas bolas., seus cabelos longos caiam sob seus seios e até quase a cintura, era lindo de se ver. Ela começou a cavalgar feliz a minha vara, ela subia e descia lentamente, provando, degustando, minha vara. Eu segurava sua bunda e apertava sua pele macia, sua bucetinha com poucos pelos engolia todo o meu cacete.

Ela rebolava gostosa e cavalgava com força meu cacete. Meu pau pulsava e latejava de prazer. Aquela rachinha era uma delicia de se comer. Sua irmã logo veio me beijar e colocou minha mão entre suas pernas me fazendo bater uma siririca deliciosa na sua bucetinha.

_ Ai... agora é minha vez, quero sentir esse pauzão dentro de mim..

Ana tirou meu pau da sua bucetinha. Rafaela se deitou no sofá e abriu as pernas.

Eu me levantei me posicionei entre as pernas da Rafaela. Ana segurou minha vara e direcionou para dentro da bucetinha da irmã, ela já estava molhadinha e excitada, minha vara entrou com facilidade e eu comecei a bombar com força na xaninha da Rafaela.

Eu metia com gostoso, meu pau duro se encaixou com perfeição naquela bucetinha molhada. Ana aproveitou e começou a mamar os peitos da irmã, enquanto com a outra mão acariciava o grelinho inchado da sua buceta.

Meti e fudi aquela gostosa, durante uns dez minutos e logo ela começou a gozar gostoso no meu pau. Ela gemeu alto e melou todo meu cacete, retirei meu pau e Ana o segurou e começou a chupar o liquido quente que escorria da buceta da irmã, sem deixar de me punhetar.

Depois de chupar a irmã, Ana tomou sua posição no sofá... meti.... profundamente naquela bucetinha... minha lança a penetrou com velocidade e força... meti... fudi.... comi... aquela buceta... me aceitou completamente... logo quem estava gozando era eu... retirei o pau daquela xana... e sentei no sofá... as duas vieram gulosas... e suas bocas se revezavam em meu cacete... quando notaram que o gozo se aproximava as duas colocaram as línguas pra fora e começaram a se beijar loucamente.... meu gozo cobriu seus rostos... suas bocas... seus seios... as duas se lambiam e se beijavam... com desenfreado desejo e tesão...

Como Ana ainda não havia gozado... fui chupar sua deliciosa bucetinha, enquanto eu chupava gostosa... Rafaela a beijava e mamava seus peitinhos, mas logo ela se juntou a mim e fizemos aquela gostosa gozar gostoso em nossas bocas... essas foi a primeira de muitas transas que tive com aquelas duas gostosas...





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.