"Os mais excitantes contos eróticos"


A carona - By Sophys


autor: Sophysticada
publicado em: 05/06/16
categoria: hetero
leituras: 2896
ver notas
Fonte: maior > menor


Saindo do trabalho toda atrapalhada cheia de bolsas só em pensar em pegar um ônibus lotado já tive vontade de chorar, buááááá.
Saindo do elevador dei de cara com Fernando um ex peguete pra lá de delicia.
Jesuissss, esse homem sabe enlouquecer uma mulher,
sabe aquela homem que só te olhar vc fica encharcada.
Sempre achei ele meio bruxo.Como assim????

Fernando muito gentilmente me ajuda já pegando algumas das sacolas e diz:
Fê - Novamente comprou o shopping todo, neh?
Dei uma gargalhada.
Fê - Onde esta seu carro te ajudo
Eu -Estou sem carro, hoje.
Fê - Puxa que sorte, estou indo para o seu bairro. quer uma carona?
Eu- CLARO!!!!

O banco do carona estava cheio de caixas então teria que me ajeitar no banco de trás.
Claro que aproveitei para tirar uma onda e comecei a chamar o Fê de Charles meu motorista.
Pra variar o transito estava horrível e ele me olhava pelo espelho retrovisor e surgiu aquele papinhos. Vc lembra da gente juntos?
(Como esquecer)
Fê - lembra das nossas brincadeiras (sexuais, claro, neh, vcs não iam esperar outra coisa)
Dei um sorriso.
Eu - Sim me lembro. Nós nos divertíamos muito sempre gostei de um teatrinho.
Temos uma gargalhada. (Adoro homens q me faz rir).
Fê - Vamos brincar, voce pode escolher a brincadeira.
(Pronto encharquei!!!)

Eu - Então agora você é meu motorista Charles e eu, sua patroa tarada.
A situação é essa mesma no transito e eu subindo as paredes.
Voce tem que ficar quietinho ai fazendo seu trabalho, me levar em segurança para casa.
Tirei minha calcinha lentamente coloquei dentro da bolsa,
simplesmente abrir as pernas para bater uma siririca.
Charles ajeita o espelho retrovisor para apreciar melhor sua deliciosa patroa.
Abro a blusa e aberto os meus seios.
Me masturbo lentamente provocando meu pobre motorista
que nada pode fazer além de admirar a cena.
Vou penetrando um dedinho dentro da minha bucetinha.
dois dedinhos,
ops três.
Minha respiração se altera estou cada vez mais ofegante. minha bucetinha esta encharcada.
Desliso os dedinhos e massageio meu grelinho, delicadamente. Não consigo ver Charles. Mas continuo brincando com o meu sexo. Meu cheiro se espalha pelo carro.
Abro minha bolsa e retiro meu amigo ( Davi - nome carinhoso do meu vibrador).
Charles - Voce é impossível.
Dei um sorriso e brinco com o meu Davi para deleite do meu querido motorista.
Gozei várias vezes. E a brincadeira não parecia ter fim.
Quando percebo estamos em frente a minha casa.
Charles - Chegamos Madame, quer ajuda com os pacotes? Abrindo a porta.
Saio do carro arrumo minhas roupas, vou pegando os pacotes,
deixando o pobre Charles admirar eu quase de quatro.
esfrego minha bunda no seu pau duro como uma rocha.
Eu - Obrigada, Charles por hoje estou satisfeita.
Dei uma picota nos seus lábios e entrei no meu prédio sem olhar pra trás.
Me senti tão ordinária.
Bom, naquela noite Fê me ligou e fizemos sexo via fone. ao vivo no dia seguinte.

By Sophys




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.