"Os mais excitantes contos eróticos"


Coroa safada


autor: nerd_literaria
publicado em: 22/07/16
categoria: aventura
leituras: 3567
ver notas
Fonte: maior > menor


Um dia fazendo compras no Supermercado, me deparo com uma coroa me encarando de um corredor, seu olhar era tão lascivo, que no mesmo instante meu pau ficou duro. Não um duro qualquer, duro como pedra, achei que podia ser coisa de minha cabeça, porém compra vai e compra vem aquela mulher não parava de me secar. Vira e mexe topava com ela em outros corredores.
Ela parecia ser uma mulher endinheirada, pela minha experiência julguei que teria por volta dos seus 50 anos. Era turbinada com um corpo bonito, um bom corte de cabelo, unhas bem feitas num tom de vermelho, usava joias e estava bem vestida.

Já em sua primeira olhada fiquei interessado, mas achei que podia ser coisa de minha cabeça. Pensei: “quem sabe? Se esta coroa esta me querendo, além de trepar com essa gostosa, pode ser que me saia bem nessa relação.”

Resolvi tentar a sorte. Parei num corredor que ela estava, um pouco distante para que ela não se assustasse. Peguei um pacote qualquer e joguei a isca, fingi que lia o rótulo, dei uma olhada em volta e percebi que só tinha nos dois ali, dei uma olhada em sua direção e então ela sorri pra mim, veio empurrando seu carrinho como quem não quer nada, e parou ao meu lado.

-Oi, com licença me chamo Eva. Você tem WhatsApp? (disse com um olhar maroto)
Achei sua pergunta um tanto atrevida, mas gostei ...direito ao ponto. Como estava com o celular na mão, eu sorri.

- Prazer Eva, me chamo Gustavo, tenho sim, me passa seu numero?

Meio nervoso anotei seu telefone e salvei.

Conversa vai, conversa vem ela me disse que vive sozinha, e que sente falta de alguém para conversar. Fique embasbacado com aquela mulher.

De frente um para o outro ela me comia com os olhos, secando meu corpo e em certos momentos parando no meu pau que com certeza latejava de tão duro neste momento. Achei que poderia se até uma piada, já que nuca tinha passado por uma situação assim. Fique de chama-la para um café. Como já tinha terminado minha compra. Segui para o caixa e fui embora.

Quando saí do serviço resolvi mandar uma mensagem, nem achei que ela me responderia, mas resolvi tentar.

{Olá Eva, aqui é o Gustavo. Conhecemo-nos no supermercado, queria te dar boa noite e dizer que foi um prazer conhece-la. Quando estiver afim, me chame para batermos um papo.}

Rapidamente recebo sua resposta.

{Pensei que não entraria em contato. Desde que nos despedimos estou aguardando. Estou afim agora, quer que te busque para o tal café?}

O destino realmente está conspirando ao meu favor. Ela esta afim. Tenho que aproveitar essa chance. Não demoro em minha resposta, vai que ela mude de ideia.

Respondo que sim, e lhe passo meu endereço.

Daqui umas meia hora ela virá. Apresso-me tomo um bom banho, ponho um boxer nova, passo meu melhor perfume, e quando estou pegando uma camisinha, ouço uma buzina. Pego minha carteira e vou até o portão. Abro a porta do passageiro de seu belíssimo carro e entro, dou-lhe um beijo no rosto.

-Olá de novo. (ela diz sorrindo) Apressei e trouxe um café pra gente. Escuta, sou casada, e não acho prudente ficar conversando em lugares públicos, se importa se formos á um Motel? ( e põe a mão em minha perna).

Como não sou bobo nem nada, parto pro abraço. Já que ela quer sacanagem. Sacanagem ela terá.

- De forma alguma, o que quero fazer contigo, requer um lugar mais intimista. (Percebo que ela esta de vestido, então coloco minha mão entre suas coxas.) – Prefere que eu dirija?

- Imagina! Gosto de controle. Além do mais vamos á um lugar que já conheço.

Chegando ao motel, ela já entra no quarto descendo minhas calças, meu mastro que já está no ponto, a surpreende, e ela toda desejosa, o enfia na boca. E que boca! Ela o chupa com gosto e a experiência que só as coroas tem. Passei o dia querendo isso, ela lambi, enfia na garganta, chupa minhas bolas, essa mulher sabe o que esta fazendo.

-Eva se continua assim, gozarei em sua boca. – digo

-É justo o que quero, bobinho!

Ela continua sua performance de forma surpreendente e majestosa, A forma com que ela faz esse oral, é deliciosamente prazerosa e logo estouro num jorro de porra dentro de sua boca. Ela não perde nem uma gota, e lambe até o ultimo gole.

Com as pernas tremendo, a ergo e peço que ela se deite, pois assim poderei retribui esse grandioso deleite. Ela obedece, e ao levantar seu vestido percebo que ela esta sem calcinha.

Que mulher ousada que ela é! Ela retira o vestido e pega de dentro da bolsa, um óleo de massagem, o entrega a mim e diz;

- Acho que mereço uma bela de uma massagem, hein seu safado! Percebi desde o mercado que seu pau estava duro, agora que cuidei dele, quero minha recompensa!

Dou uma atenção aos seus seios que são magníficos, na medida certa. Chupo um mamilo enquanto com a mão desço em direção a sua xana depilada. Ela está molhada como imaginam brinco com seu clitóris e então enfio dois dedos dentro de sua entrada. Ela geme e puxa me cabelo, quando percebo que ela está quase lá, paro o que estou fazendo, a deito e jogo óleo em sua pele, jogo nos peitos, na barriga, e claro em sua xaninha sedenta.
Sigo massageado com calma e chegando novamente a sua buceta, concentro minha massagem ali, Pego um Vibrador que esta na cabeceira da cama e vejo que ela aprecia tudo pelo espelho do teto, Abro a embalagem lacrada do vibrador e posiciono em sua xana, brinco um pouco por ali, e então coloco um dedo em seu cuzinho, a essa altura ela está gemendo louca e ensandecida.

- Quer que eu coma seu cú Eva?

Penso na ironia daquilo, rsrsrs Eva me oferecendo a fruta proibida rsrsr. Bom

- Faz o que quiser comigo, seu safado, cachorro!

A puxo para beira da cama, ponho a camisinha, jogo suas pernas em meus peitos, deixo o vibrador fazendo seu trabalho em sua xana e coloco meu pau em seu cuzinho, começo com movimentos lentos e constantes, mas rapidamente evoluo para estocadas fortes e seguras.

- esta gostando safada? - digo

- mas força cretino! Fode esse cuzinho que meu marido se recusa a comer .... ha! Hum....gostoso....assim....assim...

Ela toma minha posição na função de manusear o vibrador, e mete com vontade em sua xota. Vendo aquilo, ponho mais pressão em minhas estocadas , e a ouço gemer alto, anunciando sua gozada.

Sem interromper meu ritmo, alcanço novamente um gozo, cheio de tesão por aquela mulher.

Ele pede um champanhe, bebemos um pouco na banheira gigantesca de hidromassagem. Quando acordo na manhã seguinte.

Vejo um recadinho seu, com a promessa de que nos veremos em breve.



Oi gente!. Peço encarecidamente que comentem. Quero saber o que acharam e se acham que devo mudar algo na minha escrita. espero que tenham se divertido com esse conto. Se não gostarem me deem outras chances pois desejo e sei que vou melhorar.








ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.