"Os mais excitantes contos eróticos"


Moreninha gostosa III


autor: adriano.master
publicado em: 22/07/16
categoria: bdsm
leituras: 1523
ver notas
Fonte: maior > menor


Olá a todos. Já descrevi minha moreninha linda em detalhes nos outros contos. Então neste vou direto ao assunto. Não namoramos, mas nos gostamos muito, então ela perguntou o que eu gostaria de receber de presente. Pensei um pouco e resolvi revelar um desejo que me acompanha desde que nos conhecemos, queria usar meu chicote na sua bundinha linda. E a bundinha dela é realmente deliciosa.

Ela olhou pra mim e sorriu e respondeu:

_Chicote? Pode sim.

Fiquei super feliz. Sou louquinho por ela e a bunda dela me da o maior tesão. Combinamos de nos encontrarmos em meu apartamento. Assim, ela se sentiria mais confortável e tranquila.

Lá pelas 16:00 horas da sexta, antes do dia dos namorados o interfone toca. É ela. Digo que vou esperar no quarto. Ela deve entrar apenas de calcinha.

Aguardo no quarto, sentado em uma poltrona confortável. Segurando meu pequeno chicote negro.

Minha moreninha chega, como pedi, usando apenas calcinha, bem pequena, preta com as bordas floridas. Eu a adoro, linda e safada.

_Boa noite meu Amor - digo;

_Boa noite meu Anjo - ela responde.

_Coloque as mãos para trás. Abra as pernas, quero lhe admirar.

Ela obedece. Fico olhando admirado. Seu lindo rosto, seus cabelos negros, seios médios e duros, coxas grossas, a bucetinha, mal coberta pela calcinha minúscula.

_Se vire. Quero ver seu rabo. Coloque as mãos acima da cabeça e segure os cabelos.
Ela faz como eu pedi.

A calcinha enfiada no rabo, realça seu bumbum redondo e gostoso. Meu cacete já da sinais do meu imenso desejo. Me levanto e me aproximo. Minhas mãos percorrem suas costar suavemente, até encontrar o volume da bunda. Aperto com força. Ela geme. Belisco e acaricio. Me ajoelho e mordo.

Me levanto e começo a dar palmadas em sua bunda. Repetidamente minha mão estala no seu rabo. Ela geme baixinho e nada diz. Sua bunda começa a ficar vermelha. Abro suas nádegas e vejo seu cuzinho. Tento colocar um dedo, seu anel se retrai.
Meto a mão por baixo e encontro sua xaninha. Aperto e acaricio seu grelinho, massageio os lábios e enfio dois dedos na sua buceta. Ela começa a ficar molhadinha. Aproveito o suco em meus dedos e volto ao rabo.

Desta vez, com os dedos lubrificados pelo seu melzinho, se torna fácil. Coloco um dedo, sinto seu reguinho se acomodar e penetro mais profundamente. Logo são dois dedos. Enfio e tiro, repetidas vezes.

Tiro a roupa e a mando se ajoelhar. Ofereço meu cacete. Ela segura meu mastro e brinca com a língua na cabeça. Punheta meu pau e passa a língua com vontade. Logo o abocanha todo. Começo a fuder sua boca com vontade. Ela babá e engasga com o cacete enfiado na boca. Retiro minha rola da sua boca e bate com ela em seu rosto. Seguro seus cabelos e esfrego com força minha vara na sua cara.

_Esta gostando? Minha gostosa?

_Muito, falta você cumpri sua promessa.

A segurando pelos cabelos levo-a até a beira da cama.

_Duas mãos na cama. Abra bem as pernas, fique nas pontas dos pés. Levanta este rabo o máximo que você conseguir!

Me coloco atrás dela e me preparo para realizar meu desejo e o dela.
_Conte após cada chicotada. Alto e claro!!!

_Zaaappttt. Um...

Chego mais próximo dela e examino. A chicotada deixou uma marca vermelha e fina.

_Zaaappptttt. Dois..

_Zaappttt. Três...

_Zaaaappttt. Quatro...

Volta a examinar sua bunda. Agora quente e mais vermelha. Beijo as quatro marcas e enfio um dedo em sua xaninha gostosa. Ela esta excitada, sua buceta melada e o cheiro que ela exala demonstram isso.

Brinco um pouco com o chicote em suas costas. Percorro suas curvas e utilizo o chicote para acaricia-la e abrir mais suas pernas. Levo o chicote a sua boca e a faço beija-lo.
_Pronta? Posso reiniciar?

_Sim, por favor. Quero mais.

_Zaaappptttt. Cinco..

_Zaappttt. Seiiiiiisssss...

_Zaaaappttt. Oitoooooo...

_Zaappttt. Nove......

_Zaapptttttt... Dezzzzz. Ufff... ufff...

Seguro sua bunda e aperto. Ela geme alto. As marcas vermelhas se destacam. Sua bunda esta realmente linda. Acaricio cada marca e a beijo, pois cada uma representa a conjunção de nossos desejos .

_Gostou meu Amor?

_Muito. Fode minha bucetinha. Enfia teu cacete gostoso dentro de mim. Tô precisando de rola.

A joguei na cama, deitada de costas. Segurei meu cacete e o coloquei na entrada da sua buceta. Fiquei passando minha rola por toda extensão, sem enfiar. Adoro olhar para seu monte de Vênus. Lisinha, com poucos e pequenos pelos. Lábios grandes e um grelinho gostoso. Queria tirar uma foto e colocar na sala. Não há nada mais lindo.

Não suportei mais e enfiei minha vara na bucetinha. Entrei rasgando como ela gosta. Com força e desejo. Procurei sua boca e a beijei, beijei, beijei muito. Minha pica não dava descanso a aquela xoxotinha e minha língua percorria seu rosto, pescoço seios.
Segurei seus ombros e meti com violência. Rasgava e bombava. Metia e urrava. Ela me acompanhava. Nossos corpos suados e excitados. Sua unhas arranhavam minhas costas. Eu gemia de prazer. Com a boca ela mordeu meu peito. Gritei de prazer e dor.
Socava aquela xereca com fome e desejo. Metia e tirava. Beijava e lambia sua pela. O desejo tomava conta de nós. Falávamos putaria, safada, cachorra e ela respondia, safado, puto, mete esse pauzão dentro de mim.

Logo senti o gozo se aproximar. Meu corpo perdia por ele, minha perna dava sinais de câimbra. Meu pau pulsava e sua buceta lateja. Gozei, enchi sua buceta de porra. Gemi e gozei de novo. Meu cacete latejava e exporrava. Meu corpo não aguentou e cai sobre ela. Seu corpo sob o meu.





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.