"Os mais excitantes contos eróticos"

 

3- Deu para três na sua primeira vez


autor: bernardo
publicado em: 23/07/16
categoria: hetero
leituras: 10155
ver notas
Fonte: maior > menor


Magali tinha resolvido que não iria esperar casar para perder seu cabacinho. E depois de ter experimentado (e gostado) de um pau no cuzinho e de fazer amor com outra mulher, achava que só faltava escolher um cara para torna-la uma mulher completa.

Sua amiga Vera, quando treparam pela primeira vez, tinha lhe confessado que havia gostado muito de dar o cuzinho, mas que agora queria mesmo era uma boa piroca e que tinham que combinar uma boa sacanagem para ela perder o cabacinho do cú e Magali na bocetinha.

As duas ficaram matutando para quem é que iam dar. Quem teria esse privilégio e quem lhes daria esse presente. Pensaram primeiro em um colega bonitão da escola. Um para as duas. Depois pensaram que seria melhor chamar mais um. Dois para as duas. Aí acharam que seria muito careta e assim ficaram conversando e viajando como seria. E os dias foram passando até que numa tarde na casa dela, estavam as duas e mais uma colega e três garotos, fazendo um trabalho escolar. Cada um já tinha feito uma parte e estavam montando o trabalho. O telefone tocou e a garota teve que sair, deixou a parte dela que já estava pronta e ficaram os cinco em volta da mesa terminando o trabalho.

Este dia estava muito calor e todos muito suados, com as roupas do uniforme e não sabe bem qual deles que deu a ideia de tirar a camisa. Magali e a amiga não se opuseram e os três imediatamente ficaram com o peitorial à mostra. Na mesma hora elas olharam para eles com tesão e Marcos, o mais safadinho falou que se elas quisessem também poderiam tirar a blusa que eles não se incomodariam. Todos riram e Magali imediatamente sem pestanejar (e sem nem pensar direito) tirou sua camiseta, ficando só de sutiã e Vera, antes que alguém pudesse se recuperar do susto da sua atitude, fez o mesmo. Só que ela estava sem sutiã e seus peitinhos durinhos explodiram à frente para regozijo dos machos presentes. E todos se olharam e, num primeiro momento, ficaram paralisados. Aí Vera disse: - Vamos acabar logo esse trabalho! Só que o tesão já estava no ar. O corpo de Magali já começava a antever o sabor do que poderia acontecer e depois de um minuto de silêncio que pareceu uma eternidade, sentiu uma mão na perna e quando foi conferir, relaxou. Olhou para o Reinaldo que estava sorrindo esperando sua atitude que foi imediatamente pegar na sua mão e botar no seu peitinho que já estava bem durinho. Ele se levantou e ela pode perceber o volume da sua calça. Levantou-se também e foi se abraçar a ele, esfregando-se naquele corpo gostoso de homem e foi aí que decidiu que ele seria o primeiro. Vera já tinha tirado os shorts do Marcos e do Eduardo e punhetava os dois que estavam em ponto de bala. Magali piscou para ela e partiu para o quarto agarrada naquele homem. Quando chegaram foram logo se beijando na boca, na orelha, nariz, cabelo, peito, tirando as roupas e quando ela viu a pica dele na sua frente ficou doidinha...caiu de boca nela, com vontade, fez bem gostoso, deixando-a bem molhadinha. Em seguida, deitou-se na cama e arreganhou as pernas para ele se servir e ele não se fez de rogado, meteu a boca na xoxota, chupou gostoso, mordiscou o grelinho, e a fez gozar uma vez, duas vezes e quando ela desfaleceu, pode ver que Vera e os dois outros meninos já estavam ali no quarto também. Vera vendo-a toda arreganhada não resistiu e lhe deu uma baita chupada acordando-a e aí falou para os três: - Ela é virgem na xoxota e eu no cuzinho, vocês vão poder estrear nossos buraquinhos. Magali falou que queria começar pelo Reinaldo que encaixou a cabeça do pau na portinha e começou a forçar, bem devagarinho, bem gostosinho, até que chegou no ponto. Aí ela sentiu um ardido, contraiu um pouco e ele recuou e ela disse: não pare, vai mais, quero tudo, me fode gostoso e aí surgiu um bicho de dentro do cara e ele enterrou de uma vez e começou a bombar, tirava e botava, sentindo a xana toda ensopada. Magali olhou para o seu lado e viu a amiga Vera de quatro recebendo um pau na bunda enquanto chupava outro. E aí foi um estrondo...Reinaldo gozou na sua buceta, misturando sangue e esperma entre urros e gemidos de ambos e o Marcos que estava engatado na bundinha da Vera explodiu em um gozo também uivando como um lobo, sem que a Vera deixasse de mamar o pau do Eduardo. Aí Magali saiu de debaixo do Reinaldo e foi ajudar a Vera na pica do amigo. E as duas ficaram se revezando até ele explodir num gozo, espalhando porra nas bocas e no rosto das duas. Era muita porra! Quando olharam para trás o Reinaldo já estava se posicionado atrás da Vera e o Marcos estava apontando a pica no cuzinho da Magali que relaxou para facilitar a entrada. Deu um beijo gostoso na boca da Vera que estava ao seu lado com o pau do Reinaldo acabando de lhe abrir o cuzinho a qual lhe pediu para que ele entrasse pela frente para fazer uma dupla penetração. Enquanto isso o Marcos já bombava no rabinho da Magali e demostrando que iria soltar seu leitinho em alguns minutos. Ela ficou só olhando a trepada de Vera, Reinaldo e Eduardo, morrendo de inveja e ao mesmo tempo se masturbando e sentindo aquela pica explorando-a mais e mais e mais e ...ahhhhhhhh!! que gozada !!!! Aquela porra escorrendo do seu cuzinho era muito gostoso. Eduardo saiu de debaixo da Vera e foi ao encontro da Magali que se virou de frente e enterrou sem dó a pica de uma vez, até o talo na sua xoxota que sentiu um pouco de dor, mas o prazer era maior. Bombou com força, parecia que iria rasga-la. Ele se virou de quatro e enterrou de novo tudo e foi bombando de um jeito muito gostoso, rapidinho, como se fosse um cachorrinho, e ela gozou gostoso e ele também enchendo-a de porra quentinha. Caíram os cinco na cama, um por cima do outro, todos melados de suor, esperma, líquidos dos seus corpos. Vera se levantou foi ao banheiro e entrou no chuveiro, Magali foi atrás, carregando o Marcos pela mão dizendo-lhe que só faltava ele comer a sua bucetinha. Entraram no chuveiro os três e Vera a beijou com ardor e paixão. Marcos se juntou a elas ficando no meio e Magali pegou seu pau para punheta-lo e Vera desceu logo, botou ele na boca e começou um boquete para levantar aquele pau que iria ser somente da Magali. Ela pegou o sabonete e começou a se lavar, olhando aquela mulher chupando o pau do macho que iria come-la e quando se virou pode reparar que o Reinaldo e Eduardo já estavam dentro do banheiro também um punhetando o outro. Ah que visão!! Aqueles dois bonitões se punhetando, que tesão que lhe deu. A sua xoxota ardia de tesão e aí ela sentiu a cabeça do pau de Marcos, cutucando-a, pedindo licença para entrar. Vera abriu a porta e foi ajudar os dois enquanto Magali e Marcos iam se entendo... Ele foi cutucando, botando a ponta da cabeça e tirando...depois ia um pouco mais, enfiava a cabeça toda e tirava até que tirou tudo, e ela já ia reclamar e ele cravou os dentes na sua nuca, as mãos nas ancas e de uma vez enterrou seu grosso pau na xoxotinha que acabou de se abrir para o mundo. Foi assim que a sua vida tomou outro rumo. Gostou? Quer mais? Faça um comentário e se desejar entre em contato comigo, terei o maior prazer em responder. Skype: bernard.zimmer3 e-mail. bernard3320@live.com - WhatsApp: 11944517878. Divirta-se!




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.