"Os mais excitantes contos eróticos"


AMIZADE SEM PUDORES


autor: Amora
publicado em: 06/06/15
categoria: grupal
leituras: 15580
ver notas
Fonte: maior > menor


Após a noite, madruga quentíssima com Junior e Jennifer, logo pela manhã os dois foram embora, sem despedidas longas ou marcação de um novo encontro.
Assim que os dois partiram tomei um café da manhã reforçado coloquei meu biquíninho, peguei minhas coisas e parti para praia!
Como de costume fiquei próxima a uma barraquinha onde diversos amigos e amigas frequentam e quase todas as vezes que estou lá, sempre aparece uma amigo para dar a famosa secadinha!
Nesse dia quem estava lé era Marcio, um moreno forte de mais de 1,80 chegando quase aos 40 anos mas muito conservado.
Apesar de Marcio ser muito gostos e ter me cantado inúmeras vezes, nunca havia rolado nada entre nós, já estava a algumas horas ali me bronzeando, quando ao longe ouvi uma voz, "Sabia que iria te encontrar aqui!", ao me virar para ver quem falava, me deparei com Jennifer chegando.
Ao chegar ao meu lado ela olhou para Marcio e lhe pediu que trouxesse uma cadeira para que ela se sentasse ao meu lado.
Marcio gentilmente trouxe uma cadeira e ficou parado esperando Jennifer acabar de falar comigo para que pudesse dar andamento em nosso papo, mas antes mesmo que Jennifer acaba se de falar, novamente ela olhou para ele agradeceu novamente a cadeira trazida por ele, e pediu licença pois gostaria de conversar comigo e caso ela precisa se de algo solicitaria ele novamente!
Tanto eu quanto Marcio sorrimos, um pouco e pedi desculpas em não ter apresentado ele para Jennifer corretamente, e expliquei que ele não trabalhava na barraca era apenas um amigo que conversava comigo.
Jennifer pediu desculpas pelo engano, mas mesmo assim insistiu que deixássemos nós duas por alguns minutos a sós para colocar o papo em dia, simpático Marcio disse um até mais e se dirigiu em direção a água.
Assim que Marcio virou as costas para nós, Jennifer falou, "Ai que vacilo pensei que ele fosse da barraca, já ia pedir uma porção da linguiça dele!", após rirmos da piada, Jennifer já falou o quanto havia gostado da noite passada e quis saber oque eu tinha achado?
Respondi que havia gostado também, ela então questionou qual parte eu havia gostado mais?
Um pouco sem graça, respondi que no momento que tive o orgasmo com ela me chupando!
Jennifer não demonstrava constrangimento nenhum em falar, disse que havia ficado muito excitada em ver seu namorado me penetrando e que havia gostado muito de ter sido chupada por mim, finalizando, dizendo que nuca havia gozado tão gostoso sendo chupada, seja por homem ou outra mulher!
Jennifer continuou falando suas besteiras, contando como havia perdido a virgindade com dois primos dela, perguntava para mim como tinha sido minha primeira vez, como era com meu ex marido e como estava sendo hoje em dia, até que chegou de como havia sido fazer com Junior, respondi a ela que estava bêbada e não lembrava bem, mesmo assim ela insistiu em saber detalhes, novamente lhe disse que estava bastante alta naquela noite e no máximo de detalhes que dei foi dizer que havia feito sexo anal com ele.
Jennifer automaticamente me interrompeu e disse adorar fazer sexo anal também!
Continuamos conversando, e Jennifer então estendeu sua canga ao lado da cadeira e deitando se de bruços nela pediu que eu passa se, bronzeador em suas costas.
Quando comecei a deslizar minhas mãos por suas costas, Jennifer começou a soltar pequenos gemidos e falar o quanto minha mão era macia e gostosa, estranhamente senti um leve calor na minha grutinha e então deslizei minha mão pelo seu corpo esguio até chegar ao seu bumbum, com as duas mãos apalpei eles e Jennifer sussurrou, "Ai sua cachorra safada, me deixou molhada!"
Levantei sem graça sentindo os bicos dos meus seios duros como pedras, sentei em minha cadeira e permaneci em silêncio esperando o tesão que começava a sentir sumir, mas Jennifer logo quebrou o silêncio, perguntando "E esse seu amigo?" referindo se a Marcio.
Expliquei que apenas conversava com ele na praia, nada além dali, novamente sem pudores Jennifer começou a falar como Marcio parecia ser gostoso e sempre referia se ao seu membro como linguiça, por diversas vezes falou como não deveria ser bom experimentar sua linguiça.
Após ter saído por um bom tempo Marcio reapareceu ascendendo de vez Jennifer, que se insinuava para ele e o incentivava ele a dar em cima de mim, com seu jeitinho de ninfetinha Jennifer conseguiu arrancar de Marcio diversas coisas desde um simples sorvete até um chapéu.
Jennifer deixava Marcio confuso, com tantas besteiras que falava por vezes demonstrava estar interessado nele e por vezes dizia que ele tinha vontade mas não coragem de sair comigo, nesse joguinho Marcio demonstrou um principio de ereção quando Jennifer começou a falar de meu corpo.
Ao tempo que Jennifer arrancava lhe águas de coco e algumas coisas para comer ela o incentivava a beber algumas latas de cerveja para ver se ele se soltava, com algumas latinhas ingeridas, Marcio disse que iria até a água se molhar por causa do calor, assim que ele saiu Jennifer novamente me perguntou se eu não teria coragem de ficar com ele, respondi que não sabia se tinha coragem ou não, Jennifer então disse que iria fazer a mesma pergunta a ele, atrevida ela se levantou e saiu correndo em direção a água ao encontro de Marcio.
De longe avistei os dois na água conversando, Jennifer chegava cada vez mais perto dele e mesmo distante pude notar que os dois começaram a se beijar no mar!
Depois de alguns beijos na água, Marcio voltava a areia sendo puxado por Jennifer.
Os dois sentaram ao meu lado como nada tivesse acontecido entre eles, Marcio ficava calado e Jennifer continuava suas provocações, desta vez mais incisiva na questão de que Marcio deveria me convidar para sair, deixando o homem ainda mais confuso!
Jennifer acariciava as coxas de Marcio e o incentivava a fazer o mesmo nas minhas, falando que ele iria adorar do mesmo jeito que ela gosta de fazer, Marcio ficou em silêncio tentando entender se oque ela quis dizer é que gostava de passar as mãos em minhas coxas também!
Após um tempo quieto, só ouvindo as besteiras de Jennifer, Marcio colocou uma de suas mãos em minha coxa me assustando de leve, minha reação fez com que ele tirasse sua mão rapidamente, não falei nada nem ele fez qualquer comentário.
Alguns minutos depois fui pegar uma garrafinha de água ao mesmo tempo que Marcio também iria, segurei na mão de Marcio que me entregou a garrafa, peguei com a outra mão pois à que segurava a mão de Marcio com a garrafinha, a conduzi até minha coxa, pois era inevitável não ficar excitada com a situação criada com as besteiras ditas por Jennifer, ela então se ergueu na direção de Marcio lhe falou algo no ouvido e em seguida deu um selinho, levantou se e foi em direção a água novamente, assim que ela saiu Marcio riu e disse "Essa menina é doida!".
Perguntei oque ela havia dito em seu ouvido, mas ele apenas disse para esquecer que era besteira!
Insisti para que ele falasse, Marcio então disse "Não, não deixa pra lá!", novamente insisti e após um " Ai, ai!", seguido de um breve suspiro, Marcio arqueou seu corpo em minha direção tentando me beijar, coloquei uma de minhas mãos em frente de seu rosto impedindo seu avanço!
Ficamos os dois ali sem graça um com o outro, então me levantei e fui até a água me refrescar um pouco, na caminhada até lá senti escorrer pelas minhas coxas um pouco de meu liquido vaginal!
Apesar de ter negado o beijo de Marcio, eu queria muito ter o beijado, pois estava bem excitada principalmente após ver ele e Jennifer se beijando na água.
Estava até com vontade só me faltava coragem, mas se estava sem coragem de ceder a investida de Marcio, não me faltava coragem de sair da praia e ir para meu apartamento me deleitar com minha galeguinha Jennifer!
Voltei para próximo deles e ao chegar lá me deparei com Jennifer acariciando a coxa de Marcio, ela deslizava sua mão dos joelhos até a virilha de Marcio que demonstrava adorar aquele carinho, interrompi a seção falando que já iria embora e se Jennifer iria ficar ou ir comigo?
Prontamente ela respondeu que iria comigo, então ela deu outro selinho em Marcio, que disse que iria acompanhar nós!
Saímos os três da praia e ao chegar a esquina em que Marcio faria outro caminho, fomos nos despedir e dessa vez ao ir em direção a minha boca não o interrompi, deixei que sua lingua invadisse minha boca, tudo ao olhar atento de Jennifer que vibrou dizendo "Ai que delicia!"
Após o beijo Marcio sentiu se motivado, a dar um passo adiante, convidando me para almoçar, Jennifer que estava só assistindo a nós dois se beijando na esquina se manifestou, dizendo que era lógico que iriamos almoçar com ele, já se convidando também e que de preferencia que o almoço fosse naquela tarde mesmo.
Sem muito para onde fugir, Marcio então disse para acompanharmos ele até seu apartamento, sem conseguir negar acabei entrando na onda de Jennifer.
No caminho de mais ou menos duas quadras Jennifer não parou de falar, ao chegar ao prédio de Marcio pensei em não prosseguir com medo de como poderia acabar aquilo, ao entrar no elevador de serviço que por sinal estava bem velho Jennifer comentou, "Já pensou se quebra o elevador e ficamos presos aqui!", Marcio disse para ficarmos tranquilas que o elevador era velho mas não quebrava, Jennifer então falou "Se quebrar o elevador ninguém toca na Amora porque ela é minha!", ao mesmo tempo que falava Jennifer me abraçava entrelaçando uma de suas pernas na minha em seguida beijou meu pescoço e procurou minha boca, me dando alguns selinhos, tentei afasta la, mas ela disse "Vai amor você é minha, o Marcio não vai estranhar!"
Consegui afasta la quando o elevador parou e falei, "Essa menina é doida!", Marcio apenas nos olhou sorriu e não disse nada.
Ao entrar no apartamento de Marcio, Jennifer pegou fogo primeiro queria que Marcio colocasse musica para ela dançar, por algumas vezes quando Marcio nos dava as costas ela abaixava aparte de cima do seu biquíni, mostrando seus seios rosados!
Eu me divertia com as coisas que ela aprontava, mas derrepente ela quis que eu participasse da dancinha dela, me arrastou para o meio da sala e começou a dançar se esfregando em mim e com o dedinho na boca olhava para o Marcio, que nos olhava com desejo!
Estava difícil segurar o tesão ainda mais quando olhei em direção a Marcio que com uma mão segurava um copo de caipirinha e com a outra acariciava por cima de sua sunga seu membro já duro!
Jennifer então o chamou para próximo de nós, ela então o colocou frente a frente comigo, nós olhamos por breves segundos e começamos a nós beijar, Jennifer soltou minha canga deixando me só de biquíni, ela pegou o copo que Marcio segurava deu um gole e em seguida abaixo se colocando sua mão no membro de Marcio acariciou um pouco sobre a sunga e o retirou para fora e disse "Não falei pra você que a linguiça dele era grande!"
No meio do beijo senti Marcio dar um suspiro de prazer e senti a cabeça de Jennifer bater em minha cintura, a safada estava chupando Marcio enquanto eu beijava o!
Jennifer interrompeu sua chupada e disse, "Você precisa experimentar amor!", pegando minha cabeça e forçando a para baixo de encontro ao pau de Marcio!
Enquanto eu o chupava Jennifer o beijava!
Desde que começamos a pegação a unica coisa que Marcio falava era, "Que loucura!"
Jennifer já totalmente nua olhou para mim que ainda estava de biquíni e disse, "Só você ainda ta vestida!", Marcio estava com a sunga arreada na altura dos joelhos, Jennifer então colocou meus seios para fora e desamarrou a parte de baixo de meu biquíni, que estava todo melecado pelo meus fluidos!
Jennifer começou a me beijar e a tocar meu corpo eu retribui da mesma forma e Marcio ficou nós olhando enquanto acariciava seu pau!
Enquanto beijava Jennifer senti ele se aproximar de minhas costas e começar a roçar seu mastro em minha bunda, segurei nele e comecei a brincar com sua cabecinha na entrada de minha grutinha, Jennifer sugava com vontade meus seios enquanto eu gemia loucamente com aquele sanduiche que fazíamos!
Marcio tentou me penetrar, mas pedi para que ele colocasse um preservativo, imediatamente ele saiu correndo em direção a seu quarto, Jennifer colou sua mãe em minha bucetinha fazendo pressão, olhei em seus olhos e disse, "To com muito tesão, to quase gozando!", Jennifer então começou a me chupar, enquanto ela me chupava, Marcio voltou já com seu pau encapado com o preservativo.
Eu já estava deitada no sofá sendo chupada por Jennifer, Marcio olhou e ela disse, "Vem me comer, gostoso!"
Marcio logicamente não negaria um pedido desses e penetrou Jennifer com vontade, a safada por vezes para de me chupar e olhava para mim e dizia, "Ele ta me fudendo gostoso!", em uma dessas vezes que ela parou de me chupar para falar, ela disse, ""To com tanto tesão que quero dar o cú!", isso era oque faltava para explodir meu tesão, antes que ela pudesse falar isso para ele, segurei forte em sua cabeça e pressionei contra minha gruta e gozei!
Mesmo depois de gozar ainda estava com tesão eu acariciava meus seios enquanto Jennifer dava uma linguada ou outra em minha chaninha, até ela virar para Marcio e falar, "Come meu cú seu cachorro safado!"
Olhei para o rosto de Marcio que parecia até aquela hora não acreditar no que estava acontecendo!
Após ele penetrar ela e vadia gritar feito doida, me posicionei embaixo dela e comecei a chupar sua bucetinha, não demoro muito e a cachorra gozou, mas Marcio ainda prosseguiu castigando aquele cuzinho!
Quando Marcio gozou Jennifer desfaleceu por cima de mim, mas após alguns minutos a safada voltou a me cutucar, começou a enfiar seu dedo em minha bucetinha e forçava a entrada do meu cuzinho com outro, e falava, "Dá o seu também pra ele!"
Marcio do outro sofá apenas nós observava!
Levantei e disse que queria tomar um banho, Marcio me indicou a direção do banheiro, mas permaneceu no sofá.
Quando estava no banho, Marcio apareceu e perguntou se podia entrar junto comigo, em meio a ducha gelada nos beijávamos e eu percorria acariciando seu corpo malhado e lisinho e ele a todo instante tentava me colocar em uma posição que pudesse me penetrar, falei então, "Vamos sair do chuveiro e vamos para o quarto, pra você me comer gostoso!", segurei naquele pau de mais ou menos 18cm de cabeça roxa e o conduzi até o quarto!
Começamos a nos beijar, Marcio colocou o preservativo e me penetrou no papai e mamãe mesmo aos poucos fui abrindo minhas pernas fazendo a posição frango assado, Marcio me penetrava com vontade, comecei a gemer cada vez mais alto, ao ouvir meus gemidos Jennifer entrou no quarto se deparou com nos e falou, "Tá comendo essa vagabunda né!", e deu um tapa no rosto de Marcio, em seguida se dirigiu a mim pressionou minhas bochechas com uma das mãos e com a outra me deu um tapa no rosto e disse, "Ele tá te comendo gostoso, cachorra?", respondi a ela que sim, ela então me deu outro tapa e falou "Manda ele te fuder gostoso vagabunda!" e eu fiz prontamente, meus gemidos só eram parados quando Jennifer colocava sua bunda em meu rosto para que eu chupasse sua grutinha e desse linguadas em seu cú!
Aquela garota estava possuída quando não estava enfiando a bunda em meu rosto estava dando tapas no rosto de Marcio e dando seus seios pontudos e rosados para ele chupar e em determinadas vezes tirava o pau dele de dentro de mim e chupava introduzindo em seguida!
Marcio pediu que ficasse de quatro para ele, eu então me posicionei, Jennifer ficou em minha frente e puxava minha cabeça para de encontro sua vagina! Sempre dando ordens para que Marcio me comesse com vontade.
As estocadas de Marcio começaram a aumentar os meus gritos de prazer foram no mesmo ritmo, até ele começar a descompassar e anunciar que iria gozar, Jennifer então aos berros disse, "Não goza agora seu frouxo, não goza dentro dela seu puto!" eu que também já estava quase gozando, cheguei ao orgasmo na hora em que Jennifer retirou o pau de Marcio da minha amiguinha e arrancando lhe a camisinha e masturbando o até ele explodir sua porra no rosto de Jennifer eu me tremia de prazer enquanto ela batia com o pau de Marcio gozado em seu rosto igualmente melado de esperma!
Jennifer segurou em meus cabelos e conduziu meu rosto até próximo a vara de Marcio e disse, "Agora limpa o pau dele com a boca sua vagabunda!", olhei para o rosto de Marcio e perguntei, "Posso?", ele apenas balançou a cabeça fazendo o sinal de afirmativo e segurou minha cabeça enquanto eu engolia seu membro!
Após eu lamber seu pau, Jennifer veio me beijar, trocávamos nossas salivas misturadas com a gala de Marcio!
Depois de todas essa putaria fomos nós três para o chuveiro e lá trocávamos beijos entre nós três e as vezes uma ou outra chupava e Marcio que também retribuía com algumas chupadinhas em nós!
Colocamos nossos biquínis e saímos do apartamento de Marcio, já havia escurecido e no caminho de volta para meu apartamento fomos falando diversas besteiras e comentando sobre oque havia acabado de acontecer, parecíamos duas loucas na rua de canga e biquíni no inicio da noite!
Logico que no caminho ouvimos algumas graças dos homens que passavam pela rua.
Ao chegarmos em meu apartamento disse para Jennifer pegar uma roupa minha emprestada e ir tomar banho que eu a levaria até a sua casa.
A safada então falou, "Vou pegar a roupa mais ousada que você tiver, pra ficar igual a vagabunda gostosa que tu é!", e se aproximou de mim me beijando e esfregando novamente por cima de meu biquíni o meu sexo!
"Para menina doida!" falei a Jennifer que respondeu, "Sou doida mesmo!", "Quero você, o Junior e o Marcio!" completou.
Começamos a nos beijar e fomos para minha cama, nos chupar, Jennifer chupava minha grutina e meu cuzinho e dava dedadas nele, me fazendo gozar facilmente, como ela ainda não havia gozado, peguei meu vibrador e introduzi nela, que gritava "Me fode minha vagabunda!" até gozar loucamente.
Levei ela para casa e nós despedimos com um delicioso beijo!




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.