"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Mulher do traficante


autor: HMG
publicado em: 15/08/16
categoria: traição
leituras: 7991
ver notas
Fonte: maior > menor


Bom, espero que leia até o fim e comente...
É a primeira vez que escrevo, mas certamente já li vários e vários contos, portanto, pretendo agradar ao leitor...
Let’s Go!

Meu nome é Thiago e sou de uma cidade do interior de Minas Gerais, sou advogado, tenho 32 anos, 1,82 de altura, 86 kg, moreno claro, olhos e cabelos negros...
Optei pela profissão de advogado, pois sempre vi muitas injustiças por parte da polícia, injustiças que hoje nem acho tão injustas assim... Enfim, certo dia, recebo a notícia de que um colega havia sido preso, em Foz do Iguaçu, trazendo drogas do Paraguai para o Brasil, prestei os devidos auxílios jurídicos, orientei a família como proceder, pois assumir uma causa dessa magnitude a distância seria inviável.
Cheguei a ir na casa dele algumas vezes pra resolver algumas coisas, quando o cano de água estourou, por exemplo, pra dar comida ao cachorro e etc.
A casa tinha uma bela piscina, mas nunca ousei entrar, primeiro que não tinha autorização, segundo que pareceria que eu estava aproveitando das regalias que o tráfico proporcionava...
Certo dia, quando cheguei para tratar do cachorro me deparo com a mulher desse meu amigo, que chamarei de Pâmela, ela é incrível, morena, malhada, seios médios (silicone) bunda perfeita, olhos e cabelos negros, a pele é da cor do pecado, muito bonita mesmo, típica mulher de traficante...
Lá estava ela, esticada na espreguiçadeira na beira da piscina, com um biquíni branco, pequeno, mas não daqueles pequenos demais...
Permaneci ali, por alguns segundos imóvel, sem que ela me notasse, mas logo que retomei a consciência, cumprimentei-a dizendo:
- Olá Pâmela, tudo bem? Não sabia que estava aqui (ela mora em outra cidade), vim dar razão ao cachorro e trocar a água, mas pode continuar aí...
- Olá Matheus, desculpe-me, esqueci de avisar que viria e que eu mesma já troquei a água e alimentei o cachorro, mas pra não perder a viagem, entre aqui na piscina, ta um calor terrível, tem um calção ali na gaveta.
O calor realmente estava insuportável, a visão tentadora, a voz daquela mulher era sensual, não queria parar de ouvir, mas disse:
- Não, que isso, seria muita intromissão da minha parte, além disso, se alguém vê podem pensar besteira.
- Deixa disso Thiago, ninguém vê aqui, os muros são gigantescos, troque-se e venha me fazer companhia.
Realmente não teria como ninguém ver, então resolvi aceitar o convite, troquei a roupa e fui pra piscina, ela me emprestou o protetor solar e pra minha surpresa se ofereceu pra passar onde eu não alcançava...
Aquelas mãos tocando as minhas costas me deixaram imediatamente em ponto de bala, na verdade, ela nem precisou tocar em mim pra isso, só de eu saber que ela tocaria, fez meu pau subir... Não é nada exagerado, tenho 18cm, mas bem firme...
Quando terminei e ia mergulhar ela pediu pra que eu esperasse e a ajudasse com o protetor também, pois não havia conseguido passar nas costas e já estava ardendo.
Estava eu lá, passando protetor naquela mulher maravilhosa, que de repente ela solta a parte de trás do biquíni pra eu não o sujar com o protetor, sob a desculpa de que iria o manchar...
Eu nunca havia visto um par de seios com silicone pessoalmente, mas na melhor descrição possível, eram perfeitos, lindos , já com uma marquinha de algum outro dia, e lá estavam eles, de frente pra mim quando ela se virou...
Ela disse que havia ter notado um volume no calção e como já estava há tempos sem sexo não quis perder a oportunidade.
Eu tremi, afinal, é a mulher de um traficante...
Mas, nenhum homem na face da terra teria perdido a oportunidade e eu não perdi...
Um pouco com vergonha, coloquei minhas mãos nos peitos dela, que encaixaram feito luva, me aproximei e comecei a beija-la...
Não vi a parte de baixo do biquíni sair, mas quando dei por mim já havia sido retirado deixando a mostra uma marquinha pequena, e uma bucetinha lisa como só ela era...
Ela se pós de joelhos na minha frente, e sem pudor nenhum, começou a chupar meu pau, em alguns segundo ela já o colocava todo dentro da boca, babando, e chupando...
Eu não acreditava, mas ali estava eu, com a mulher mais gostosa que eu já havia visto, chupando meu pau...
Logo a deitei na espreguiçadeira, pois já estava prestes a gozar e não queria parar ali... comecei a chupar ela, 5 minutos e ela já tinha gozado na minha boca, ela realmente parecia estar sem sexo há muito tempo!
Ela abriu as pernas e pediu pra que eu colocasse meu pau dentro dela, pois queria sentir ele latejar lá dentro... LÓGICO, imediatamente o fiz...
Ela rebolava, e me olhava com uma cara de mulher poderosa e safada, safada mesmo, não dessas mulheres de filme pornô, que forçam a barra, era natural, mas fora do comum...
Quando ela vira de costas pra mim, de quatro e pede pra que eu coloque no seu cuzinho... Aí foi demais, três vezes que penetrei, estremeci e dei sinal que iria gozar... ela se afastou e com volúpia se abaixou e chupou, todo o leite jogado na cara dela, e ela bebia, como se estivesse ficado dias num deserto sem água...
Continuamos na piscina, nesse dia não transamos mais... Pois depois que gozei bateu um certo arrependimento por ter feito isso com a mulher do meu amigo, mas no dia seguinte já queria mais...
As próximas histórias eu conto depois, hoje ele já está solto, mas eu continuo vendo ela....




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.