"Os mais excitantes contos eróticos"


♥♡2. Sobrinho Festa e Tesão Puro


autor: Máquina55
publicado em: 24/09/16
categoria: hetero
leituras: 4598
ver notas
Fonte: maior > menor


Ola gente!

Voltei com tudo, continuo contando meu encontro amoroso com um gatinho aliás gatão. Sou muito detalhista para narrar minhas aventuras no campo sexual, afinal o leitor merece algo excitante .

Sou mulata de 40 anos solteira, de seios fartos, pontudos que curto muito ainda mais depois do silicone, tenho quadril largo e bundão típico da etinia da raça. Mas confesso mesmo assim não escapo das gordurinhas.

Como sou vaidosa, prático caminhada e dança, sempre com um grupo de colegas, também sou adepta da auto massagens com aparelinhos que faço em casa, realmente ajuda a eliminar as gorduras localizadas.

Profissionalmente sou realizada e gosto muito do que faço, não reclamo da vida afinal o mercado está numa fase difícil, em " stand by" para quase todo negócio.


Há um mês e meio atrás recebi um convite do meu Condomínio para ir a " Festa a Fantasia Vermelha com Máscara" que será realizada nas dependências do mesmo no Recanto de Convivência.

Me animei toda e junto com uma amiga vizinha providenciamos nossas fantasias junto a uma Loja que está confeccionando várias para a ocasião. Escolhemos separadamente as fantasias para causar o impacto no dia do evento.

Convidei também minha amiga quase" irmã" Maria Júlia também colega de trabalho que aceitou de imediato. Ela é sempre muito amigável comigo então é uma oportunidade para retribuir. Para festa ela veio com o marido o Jair e lógico seus filhos que considero" sobrinhos" com as namoradas.

Entretanto o único que me interessa é o Jairzinho meu "sobrinho" preferido veio sozinho é lógico combinamos tudo. Estamos tendo um tórrido caso, ele nos seus 25 anos me tira o fôlego me entrego sem reservas.


No dia da festa acordei cedo, marquei com a esteticista para depilação íntima e uma drenagem linfática. Depois segui para o Salão de Beleza para cuidar do cabelo, unhas e sombracelhas. Ao termino vim para casa para descansar.

Chega a noite tomo banho e hidrato a pele com óleo cítrico hummm... é o momento de me arrumar, visto um conjuntinho de peças intimas uma calcinha minúscula vermelha e soutien meia taça sem alca, para a sedução ser infalível o tamanho é de um número menor... me olho e fica tudo estourando de tão apertado, mas sensual.

Visto um vestido vermelho cor da festa um pouco acima do joelho mas bem colado. Salto alto e uma leve maquiagem com cabelo meio preso.

O diferencial é a máscara linda de pedras que cobre parte do rosto. Na festa encontro a família de Maria Julia e ficamos conversando um pouco. Em um dos cantos da quadra, olho disfarcando para Jairzinho que faz vários sinais me chamando, faço de conta que não vejo.

Ele se encoraja e vem ao nosso encontro, sua aproximação me excita, está lindo, e olho o volume da sua calça.


- "Lane, me apresente umas gatinhas que estão ali". Ele argumenta.
- " Nossa, filho se arrume como pode e nos deixe conversar." Fala Maria Julia.
- "Ela precisa me introsar afinal, nos convidou". Ele finaliza.

Me segura pela mão, me levanto e sai me carregando praticamente, meu coração salta como de uma adolescente. Ele entra na quadra no meio das pessoas que dançam, aperta minha cintura e passa a mão no meu bumbum. Minha calcinha minúscula cola na xoxota.

- "Tia gostosa que estou doido pra ver essa calcinha, tirar com o dente." Murmura o safado.

Rebolo com esse argumento primitivo me enlouquece, e seguimos apressadamente cruzando as calcadas das casas.

Entramos e paramos no cantinho do meu jardim, tem um banco de ferro num recanto bem escondido pelas árvores. Me beija... me beija ... me beija ... estremeço e calcinha molhadinha.

- "Saudades do sobrinho ..." murmuro.
- "Tambem tesão, semana toda sem te ver, sem comer essa xoxota." Ele.


Ele abre meu vestido atrás e tira meu soutien movimenta a bocarra e mergulha entre os seios e chupa cada um... solto rugido sufocado, ele sugando colocando todo e mordicando os bicos. Amo ser chupadas nos seios me mata de tesão ainda mais num lugar preste a alguém ver.

Ele absorvido mama mama e vai mordendo me olhando e alivia lambendo, por cima da calça massageio a rola que está estourando de excitada.

Ele suspende meu vestido até a cintura e olha minha calcinha, seus olhos brilham como se fosse cintilante, coloca as mãos nos lados e puxa para baixo, eu facilitando. Ver minha xoxota depilada com o bigodinho no meio. Me sento no encosto do banco e escancaro bem as minhas pernas, ele se senta e sem cerimonia chupa minha xoxota hummm grito baixinho num murmuro...

- "Chupe mor sua priquita... chupe ..." Eu sem sentido murmuro.


Ainda bem que os vizinhos do lado estão na festa ... ele tem o dom de fazer meus hormônios descompensar, de me deixar cachorra potranca. Ele atola sua boca e suga minha xana gulosamente metendo a língua no canal e eu me curvando pra frente e ele chupando... e gozo logo.

Agora o afasto e desco do banco, me abaixo abrindo sua calça, sem cueca o cachorro... com a picona pré gozo, um cheiro delicioso de sexo. Me enlouquece o cachorrinho da tia, minhas mãos são hábeis e afasto um pouco os lados da calça.

Chupo chupo e abocanho toda o olho com expressão de safada de mulher bem escrota querendo o macho que sonho. Ele geme morno apertando minha cabeça de encontro a rolona ... e chupo chupo passando a língua na rolona toda toda. Ele inesperadamente me levanta e me beija ... nos arrumamos e voltamos para a festa.

Na quadra me dirigo para conversar com seus pais , cheirando a sexo as pernas bambas , ele dança com uma garota, a beija me deixando morta de ciumes, passa um tempo e me faz sinal para irmos na minha casa.

Falo para Maria Júlia que vou ao banheiro ela diz que também vai, então vinhemos para minha casa e nos arrumos e voltamos. Digo que vou na cada de minha vizinha ver como ela está passando pois não se sentiu bem pela manhã.

Passo por ele rebolando, me segui um pouco distante e entramos na minha casa, deixei as luzes apagadas e vamos pela lateral... meu corpo deseja tudo e ele não me deixa nem entrar ... me segura e tira a minha calcinha com rispidez, rasga um lado, eu amando. Suspende meu vestido e vai tirando logo fico quase nua só com o soutien e salto.

- "Estou louco por você vou abrir com os velhos." Ele fala.
- "Amor ainda não é hora". Eu.

O beijo tirando sua camisa e abrindo sua calça, ele se livra das peças e vem para meu soutien, tira-o e gulosamente chupa meus peitões um e outro sinto tudo desaparecer. Meu corpo treme e ele mama mama ... suga suga ... chupa chupa sufocado com a ansia de um bebê, eu tendo orgasmos múltiplos sem fim me segurando na parede.

Vou levando ele para dentro deixando nossas roupas no local. Já no quarto todo preparado para a ocasião acendo o abajour e me escancaro na cama com a xoxota pra cima e ele vem e me chupa ainda na xana e eu apertando meus bicões dos peitos e ele mamando minha boceta... gozo na sua boca ele lambe meu mel.

Me viro e nos posicionamos num" sessenta e nove" louco de tesão eu abocanho e ele lambe minha xoxota fica trêmula assim como o corpo todo, meu tesão por ele é algo mágico, acho que é porque é proibido. Chupo e lambo a picona roliço veiuda e deliciosa.

Ele geme preste a derramar leitinho se apressa e me vira de quatro, com a bunda pra cima excitada para receber o nectar do sexo, me escancaro querendo ser penetrada por esse colossal picão... ele encosta na minha entranha e se encaixa na minha xana e mete eu pedindo ... gemendo ... suplicando... para me comer toda toda...

Ele é um amante de primeira e me come ... tira e come ... tira o gostoso picão me satisfazendo ... mete mete com a rolona grossa e grande...

Tenho outro gozo fico com a priquita em chama , ele em pleno "malhado " da pica na xana, o desejo me invade nos beijamos tendo o gozo final. Ele me banha com leitinho ... delicia, tomamos banho e nos arrumamos para ninguem desconfiar. Marcamos dele dormir aqui após a festa.

Voltamos para a festa separadamentem ele dança com outras garotas e eu em pé dançando com seus pais, o esperma desce pelas pernas me deixando satisfeita... com a xoxota cheia...

Comentem ... votem e releiam sempre...







ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.