"Os mais excitantes contos eróticos"

 

A professorinha e sua amiga.


autor: Senhorio
publicado em: 05/07/15
categoria: hetero
leituras: 8020
ver notas
Fonte: maior > menor


Minhas aulas agora tinham um incentivo a mais, a cada acerto muitas vezes eu ganhava um boquete de Soraya.
Sempre uma vez por semana ficávamos sós em sua casa e depois da aula eu comia Soraya.
Mas em um dia quando cheguei a casa de Soraya ela estava acompanhada de uma amiga, logo pensei; - Justamente hoje que estava cheio de vontade de foder temos companhia!
Mayara era o nome dela, baixinha da bunda arrebitada como de minha prima/namorada Mara, Mayara tinha a idade de Soraya, 17 anos, além da bunda arrebitada ela tinha os seios bem fartos e seu cabelo era preto e na altura dos ombros.
Naquela tarde estava difícil se concentrar na lição, além da minha imensa vontade de foder, Soraya e Mayara não paravam de falar uma no ouvido da outra e em seguida olhar para mim e soltar leves sorrisos.
Finalmente quando acabei a lição não via a hora de ir embora, já que naquela tarde não iria rolar nada.
Mas eu estava enganado, foi só eu fechar os cadernos para o bicho começar a pegar!
Mayara se cerimonias me perguntou:

É verdade que você beijou minha amiga?

Um pouco sem graça por não esperar uma pergunta deste tipo respondi que sim.

Ela disse que você beija bem, é verdade?

Ainda mais sem graça apenas respondi que sim novamente.

Ela beija bem?

Apenas afirmei com a cabeça para dizer que Soraya beijava bem.
Novamente as duas tornavam a falar uma no ouvido da outra e depois sorrir maliciosamente para mim. Mas desta vez além de sorrir Mayara também deu uma leve ajeitada no cabelo de Soraya, enquanto me encarava passando a língua em seus lábios!
Soraya também ajeitou os cabelos de Mayara disse algo rápido em seu ouvido deu um leve sorriso, e então Mayara beijou Soraya!
O beijo foi rápido mas foi o suficiente pra deixar meu pau duraço!
As duas safadas me olharam e sorriram, Soraya então perguntou:

Quer beijar qual das duas?

Eu não fazia a minima ideia do que falar, apenas sorri imaginando varias situações, Mayara então fez um sinal com a mão me chamando para perto delas.
No meio das duas eu revesava beijando uma ou outra, só de beija las meu pau já explodia, Soraya foi um pouco mais além dos beijos e deu leves apertadas nos peitos de Mayara.
Quando pensei que as coisas iriam esquentar mais e rolaria um sexo entre nós três, ouvimos a buzina da moto do namorado de Soraya.
Foi um balde de água fria em minhas expectativas, o cara entrou cumprimentou eu e Mayara, minha cara de denunciava que algo estava acontecendo ali.
Fomos os 4 pra sala com o namorado de Soraya sempre desconfiado fazendo várias perguntas, até que Soraya decidiu da um corte em suas perguntas e o chamou para irem ao quarto dela.
Ficamos só eu e Mayara na sala, apesar dos beijos que tinham acabado de rolar, não conseguíamos ter um clima, ela então quebrou a barreira perguntando se eu queria beija la novamente?
Comecei a beija la, e algum tempo depois que Soraya e seu namorado estavam no quarto, começamos ouvir os primeiros, gemidos, isso ajudou a esquentar o clima entre eu e Mayara.
Eu já começava a passar com mais vontade minha mão em seu corpo, ela já não se importava de ter seus seios e sua boceta tocadas por mim!
Mayara se mostrava excitada tanto quanto eu, ela também já começava a pegar meu pau por sobre a bermuda com mais intensidade!
Safadinha logo Mayara começou a abrir seu shortinhos para que eu pudesse toca la, aos poucos eu começava também a beijar seus peitos fartos!
Logo Mayara estava sacando minha rola para fora da bermuda, e começando a me punhetar, aos poucos eu me contorcia para não gozar naquela mão macia.
Me levantei do sofá pra dar uma respirada e segurar um pouco a vontade de gozar, mas a cachorra abocanhou meu pau que estava apontado para seu rosto!
Com aquela boca molhada e quente era uma missão quase impossível resistir gozar, para evitar segurei no rosto dela e com calma tirei a boca dela de meu pau!
Me ajoelhei no chão, tirei o shortinhos de Mayara e retribui a chupada!
Lambia e esfregava meu rosto naquela boceta lisinha, Mayara gritava de prazer enquanto segurava minha cabeça não me deixando para de lamber seu mel que escorria com abundância!
Com o dedo comecei a brincar com o cuzinho de Mayara, que acabou por não resistir e gozou com meu dedo fincado em seu cú e minha língua deslizando em seu clítoris.
Me sentei no sofá novamente e Mayara montou em cima de mim, subindo e descendo calmamente, aproveitando cada centímetro do meu pau fincado em sua boceta!
Eu já morria de tesão quando disse que iria gozar, como estava sem camisinha, Mayara levantou, se ajoelhou e começou a me chupar para terminar o serviço!
A safada me olhava e chupava, e bastou dizer:

Goza na minha boquinha!

Pra mim gozar feito cavalo!
Depois que gozei, Mayara e eu notamos que éramos observados por Soraya e seu namorado.
Depois desta tarde, passei a foder com Mayara também e continuei a comer Soraya que sempre queria saber quem transava melhor, se ela ou a amiga?



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.