"Os mais excitantes contos eróticos"


Viciada em leite de macho


autor: katyferreira
publicado em: 30/10/16
categoria: hetero
leituras: 7045
ver notas
Fonte: maior > menor


No auge da minha vida sexual acabei descobrindo algumas coisas sobre mim mesma, uma das melhores delas foi descobrir meu gosto por tomar leitinho de macho, esperma, porra, chamem como quiser rs

Meu nome é Katy e sou uma fofinha bem safada, casada (em um relacionamento conturbado) e tenho 25 anos.

Muitas mulheres não tem o mesmo gosto que eu, no início também achava super estranho, mas me acostumei e tomei gosto com o tempo, hoje sou uma amante de esperma, adoro engolir tudinho.

Na última semana eu fiquei muito com esse pensamento, poderia encontrar alguém que pudesse me dar leitinho, isso já estava afetando minha cabeça. A vontade era sair na rua e procurar o primeiro safado e chupar até ele me dar seu leite, mas eu não sou tão louca assim rs...

No trabalho eu me envolvi com um rapaz chamado Antônio, contei em outro conto sobre isso, e as vezes a gente ainda tem reencontros safados. Neste dia eu estava decidida a querer só chupar e tomar leitinho.

Como de costume cheguei ao trabalho e fui a salinha de Antônio, me recebeu super bem e perguntou em que podia ajudar, fui super direta;
- Sabe amor, eu estava pensando se eu podia chupar você hoje, estou morrendo de saudade do seu pau!

Ele me olhou com cara de safado e começou a sorrir, disse que me ligaria quando estivesse mais vazio pra gente poder brincar. Isso rapidamente aconteceu, por volta de 11 horas ele me livou, pedindo pra eu ir na portaria (em sua sala), logo me levantei e fui, já estava com água na boca, eu precisava muito daquilo.

Entrando na salinha dele, ele perguntou se eu realmente estava com saudade, eu balancei a cabeça positivamente e comecei a beijá-lo. Não demorou muito e aquele cacete estava rígido e pedindo pra ser chupado. Me abaixei, e fui com minha boca até ele, peguei aquela pica morena e logo enfiei na boca, a cabeça daquele cacete parece um cogumelo, tão grande, melada fica mais maravilhosa ainda.

Tratei de enfiar tudo, até a garganta, me engasguei um pouco mas logo me recompus, eu comecei a enfiar tudo na boca e tirar, fazendo um barulho gostoso e deixando ele cada vez mais duro. Minha boca subia a descia no pau de Antônio, mamava como uma bezerra rsrs

Meu macho logo começou a gemer e se contorcer, comecei então a melhorar minhas chupadas, cada enfiada na boca eu passava a língua na cabecinha dele, e sugava com os lábios, dando beijinhos no final. Eu sentia cada veia pulsando daquele pau maravilhoso, os espasmos, cada respirada do meu macho eu ficava mais louca.

Finalmente ele me deu meu presente, encheu minha boquinha de leite...
Não conseguia falar, bebi tudinho rapidamente, engolindo e sentindo o gostinho do meu leitinho quente de macho. Deixei ele tocar meus seios e minha buceta um pouco e voltei pra minha sala. Aquilo tinha sido bom, mas eu queria mais!

Assim que saí do trabalho mandei mensagem pro meu marido dizendo que queria muito chupá-lo hoje, ele ficou super empolgado e foi correndo pra casa. Chegando lá, foi logo me beijando e dizendo que estava louco pra me pedir isso, mas como tínhamos brigado ele desistiu.

Eu o mandei calar a boca e tirei o pau dele de dentro da calça, comecei então a mamar meu segundo macho do dia, meu marido pode ser o que for, mas o pau dele é delicioso, muitooo melhor do que Antônio, nem se compara. Comecei a ficar melada mamando aquele caralho lindo e pedi pra ele me comer;
- Fode um pouquinho amor? mas não goza não, quero na boca!

Ele ficou louco, começou a me comer, de ladinho, de quatro, cavalgando, fizemos de tudo... Já nos finalmentes eu me ajoelhei na cama e pedi pra ele me melar, jogar na minha boca e meu maridinho lindo logo fez minha vontade, gozou feito um cavalo, muito esperma, pra minha felicidade. Eu e ele não transavamos fazia quase 1 mês, estava com todo aquele leite acumulado rs

Nos limpamos e fizemos as coisas da casa até meia noite, na hora de dormir eu pedi mais leitinho, meu marido sempre me dava leitinho no começo no casamento, ele então começou a se tocar pra mim, aquele pauzão na minha frente, duro e liso, uma delícia.


Depois de alguns minutos ele gozou no meu rostinho e em um momento de safadeza ele mesmo lambeu sua porra e em seguida me beijou, foi demaisss!

Ficamos alguns minutos nos beijando com gostinho de esperma, aquilo era incrível.

Agora além de putinha eu sou bezerrinha também rs
Essa tem sido a minha rotina em alguns dias, mamar um caralho gostoso e tomar leitinho.

Espero que tenham gostado do relato
Muita gente tem me enviado contos e fotos, estou adorando, de verdade. Estou a procura de alguém aqui da minha cidade pra realizar um desejo meu sem camisinha, mas teria que ser de muita confiança, se alguém se interessar me manda por e-mail por favor rs


bjos da Katy putinha




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.