"Os mais excitantes contos eróticos"


50 Tons de Vingança


autor: nhocasoba
publicado em: 20/11/16
categoria: hetero
leituras: 2527
ver notas
Fonte: maior > menor


Brenda Roskubaska, era uma imigrante polonesa muito charmosa.Intelectual e sábia em suas palavras sabia da língua brasileira toda,afinal,era filha de pais poloneses,só que com um porém,levava na bagagem uma tradutora sempre em qualquer lugar que fosse.
A moça de 1,70 , seios fartos, olhos e cabelos delineados azuis,era provocadora não levava desaforo pra casa de qualquer maneira, era do tipo descompassada, atrevida no ponto certo,alegria espalhada pelo teu corpo,sempre em busca do ideal:do novo amor.O que mais atraía, era aquele bumbum bem desenhado ,afinal fazia academia diariamente,deixando é claro os homens a loucura.
A garota de seus 19 anos,cintura fina,com alguns piercings espalhados pelo corpo e algumas tatuagens,algumas por sinal em lugares íntimos,fazia questão de falar que era virgem pro seu garoto especial,o Jackson.
Jackson era do tipo ou vai ou racha,intenso ,avassalador,sem medo de brincar com os sentimentos(na qual tinha feito muito com outras garotas que tinha ficado),daqueles considerados vagabundos de primeiro patamar,seu objetivo quase sempre era o de iludir.
Em questão sexual ,Brenda,não ligava muito pelo tamanho,mas, sim se ia funcionar mesmo na hora,se fosses bom ou teria que salvar a noite com seus artifícios que a maioria das mulheres carregam consigo .
Ambos os dias ,Jackson ligava para sua ficante,sempre pedindo foto no snapchat ,sempre nua de preferência,e sempre Brendinha falava:
-Menino,tu não tem papo não?
-Desculpe é o hábito de ficar louco por ti mesmo.
-É só isso que tem pra falar?Vaza,não quero papo contigo hoje não.
O homem era meio aqueles cachorros vagabundos atrás da dona,tinha levado infinitos fora de Brenda,até que ela deu chance para ele depois de delongos anos.
Certa vez,Brenda estava louca pra fazer sexo,afinal tinha quase 6 meses que não transava,só dava apenas pequenos beijos e nada mais,pra não pegar intimidade,esse era o ofício dela apenas,na qual deixava a maioria dos homens revoltados,dai chamou seu cachorro de estimação,Jackson.
Jackson ,por sua vez,como sempre estava livre,óbvio que tinha aceitado,pensou que iria fazer um sexo daqueles com aquele mulherão,mas,estava enganado.....
-Oi ,amor!Disse Brenda
-Amor?Virei seu amor? Jackson encucado.
-Espera ,deixa eu te fazer uma coisinha ,feche os olhos por favor,vai ser gostoso te garanto,amorzinho.
-Então tá.
Brenda por sinal ,esperta,colocou um belo esparadrapo em tua boca e ainda pra judiar ainda mais do teu amor,colocou uma venda em teus olhos.
A mulher encapetada,algo tinha lhe transformado, e ,não tinha bebido nenhuma bebida ,mas,estava de saco cheio ,daqueles relacionamentos clichês ,então a inovação era o necessário para aquela ocasião.
Desde já mandou alguns certos avisos:
-Olha para sua informação ,não sou virgem,já transei,segundo quero que esse momento tu fiques caladinho,não merece falar nada,você se aproveita de qualquer garota que aparecer,terceiro vai apanhar muito,quarto depois que acabar desinfeta daqui ,não quero nunca mais te ver e por último quem vai decidir as ações sou eu,você não terá direito de escolha de nada.
Brenda deixou-o imobilizado(apenas livre seus braços),apenas tirou sua roupa, assim para a mesma,mesmo assim seu pau enorme estava já teso,era complicado ela resistir,entretanto o nervo em que ela estava,era superado por qualquer desejo que ela obtivesse.Aquela atitude soberba,só demonstra o que era o certo e errado(que por sinal era uma atitude até correta).
As primeiras ações dela foram meio fora de costume, entre algumas lambidas na cabeça dava tapas em suas bolas,repudiando fortemente tudo aquilo que já presenciou ou já escutou de suas amigas.Logo após certo sofrimento,ela deixou um pouco sentir como ela estava, deixando-o enfiar alguns dedos em sua buceta e falou:
-Faz mais forte agora , filho da puta!
O problema maior que estava desgostoso,não tinha menor prazer com tudo isso é claro,embora sendo gostosa ou não,para ele acabou ali.Não via nada,era mesma coisa que transar com um travesseiro na cara(como ele mesmo fazia quando pegava as moças consideradas feias).
Sem prazer,só pra satisfazer Brenda ,era quase impossível continuar naquele clímax gerado antes de tentar pelo menos começar o ato,havia uma tamanha rebeldia por parte da mulher,que ele não reconhecia quem era a gostosa que conheceu a 1 ano atrás.
Brenda ainda foi mais ignorante com ele colocou tua bunda empinada e ordenou-lhe:
-Lambe,desgraçado!Não tô vendo aquela macheza que pensei que foste.
Jackson,lambeu,mas até que se comportou direitinho,e finalmente deu um mero prazer,mesmo que pequeno,foi válido para ela,de qualquer forma amassou o rosto dele,por tanta força aplicada que ela estava fazendo .Perplexo não sabia quanto tempo que iria continuar aquele martírio,mas,não esperava o que estava por vir.
A moça obviamente satisfeita, por tudo aquilo feito com ele,falou:
-Tem mais um presentinho , amor!
Brenda tinha levado consigo uma correia de couro,e assim, a tortura começou, desde o pênis machucado até a cara dele,.
-Isso é para nunca mais iludir uma mulher, seu merda do caralho! Você pode pegar quem tu quiser,mas,inventei de me apaixonar por ti,cheguei a gostar verdadeiramente de você,tu não é homem e sim um moleque de rua procurando alguém pra satisfazer somente, e antes de mais nada,se vire,que eu não lhe vou te desarmar ,e nem sequer tirar a venda, pois tu não merece, se vire filho da puta!
A moça saiu do motel sorrindo, foi a vingança perfeita para ela e suas amigas, enquanto ele ,imóvel não pode fazer absolutamente nada,só conseguiu tirar tudo aquilo depois que chegou uma moça pra limpar todas as sujeiras deixadas pela garota.












ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.