"Os mais excitantes contos eróticos"

 

A minha vizinha!


autor: tiozão1
publicado em: 27/11/16
categoria: lésbicas
leituras: 5297
ver notas
Fonte: maior > menor


Meu nome é Carla eu já escrevi outras historias, e espero que gostem desta: Ela é real sóque os nomes foram trocados. Tenho uma vizinha no prédio que nos damos muito bem, ela e casada, tem 35 anos, o marido dela é um bobão, pois deixa ela sempre só e carente, mal come ela. Então nos conhecemos uma manha, saindo para fazer compras rotineiras, eu a convidei para vir no meu apartamento a tarde para tomar um café e conversar, ela aceito. A tarde, tomei um gostoso banho, me perfumei, adoro perfume, claro que, daqueles suaves, coloquei uma camisetinha bem cavada dos lados, para aparecer bem meus peitos, sem sutiã nem calcinha, a minha camisetinha e curta e ao sentar ela sobe. Pois bem, esperei que ela viesse, lá pelas 16:00 horas tocou a campainha, era ela, veio de saia curta e blusa transparente bem folgadinha, sem sutiã, nos sentamos no sofá, e conversamos, como já falei, quando sento aparece quase tudo, ela ficava olhando para minhas pernas e fixava seu olhar bem no meio das minhas pernas, as quais fazia questão de abrir para ela poder me ver melhor, falamos por algum tempo e fomos para a cozinha preparar o café prometido, na cozinha, apanhava a lata de café que está no alto da prateleira, deixando a mostra meu gostoso rabo que aliais e bem empinado e durinho, ela se sentou no banquinho e percebi que estava muito excitada com a situação. Eu sem dar bandeira e sempre me mostrando, maliciava com ela, dizendo, você gosta de gozar de que jeito, qual a sua posição preferida com o seu marido, ela me comentou que o marido não liga muito para ela, sempre que ela tem tesão se veste com roupas ousadas, mas que o marido nada, nem bola da para ela, então falei.. você deve estar carente, precisa de alguém que apague seu fogo, ela respondeu sim, estou necessitada. Então falei, pois bem, estou aqui para servir, eu gosto de uma boa transa com mulheres. Tomamos o café, e fomos outra vez para a sala, já mais intimas, sentamos no sofá ficando mais perto dela, acariciei os cabelos, passei a mão no seus seios, que estavam durinhos, esperando ser palpados, e dei um beijo na boca, ela aceitou com tesão louco e comentou, você e muito gostosa, com este vestir me deixou louca, aparecendo sua bunda sua busetinha e seus seios, eu então falei, aproveita são todos seus, ela tirou meus peitos para fora da camiseta e começou a mama-los, que delicia, coloquei a mão dela na minha buseta, dizendo.. olha esta rapadinha, e lizinha, pode chupar, está limpinha e cheirosa, ela se abaixou e comensou a me chupar, que amor, que delicia , gozei na ora, então foi a minha vez, tirei a roupinha dela, estava com uma calcinha de renda preta, fio dental, lambi sua buseta por cima da calcinha, afastei delicadamente de lado a sua calcinha e chupei todinha, depois tirei a sua calcinha, virei ela de costas deixando-a de quatro, e lambi seu cuzinho, fazendo massagem na sua busetinha, ela gritava de prazer, falava.. me chupa me morde, tira este tesão de min, quero ser comida, vai.. vai, ficamos a tarde inteira nos chupando e beijando, e nos amando. Aguardo e-mail de mulheres que tenham a mesma afinidade, para poder-mos nos corresponder, principalmente com fotos.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.