"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Ulisses


autor: Jaymaktub
publicado em: 02/12/16
categoria: gays
leituras: 1429
ver notas
Fonte: maior > menor


Ter aplicativos de cassação gay no celular é muito interessante pois isso pode se tornar uma espécie de roleta russa do prazer , você nunca sabe quem ira te chamar pra um encontro e nem se sera bom , pode ser que isso resulte em uma boa gozada com com momentos intensos de penetrações,chupadas anais e muito beijo na boca ou apenas um numero de celular nos seus contatos aonde num dia sem nada pra fazer você marque algo com aquela pessoa ou troque umas fotos apenas pelo Whatss e não passe disso, mas últimamente acho que algo no universo maluco que eu vivo conspirava pra me fazer gozar com boas experiências .

Eu estava trabalhando no meu emprego recente de vendedor de películas de celulares , era por volta das 16:30 da tarde quando voltava do almoço e estava respondendo algumas mensagens qualquer no hornet , quando vi algo que me chamou atenção naqueles diversos rostos , paus e bundas do aplicativo , Ulisses …era esse o nome dele , um nome diferente e nem tanto comum hoje em dia, porem começamos a conversar papo fluiu ideias bateram e marcamos de nos encontrar após o meu expediente de trabalho .

Sai do quiosque que trabalhava já era por volta das 21:30 da noite e fui até ao encontro dele na região do bairro do Tatuapé São Paulo. Esperei ele na estação do metrô no horário marcado porem ele não respondia mais as minhas mensagens nem as ligações , comecei a ficar preocupado e bravo por levar um "bolo" , pois eu estava cansado mas mesmo assim não furei e fui ao encontro , eu já estava esperando cerca de 30 minutos lá e nada dele dar sinal de vida , quando eu estava quase desistindo chegou uma mensagem dele informando estar a caminho pra me encontrar , ele disse pra mim esperar pois o taxi dele estava chegando , passou se mais alguns minutos e ele chegou .

Em quanto ele vinha em minha direção comecei a observa lo Ulisses usava : uma calça jeans escura ,all star e uma blusa preta básica de banda de rock . Ele era como na foto do perfil magro e de cabeça quase raspada porem era nítido os ralos cabelos já grisalhos e seu corpo magro me chamou atenção , pois na foto do perfil só vi ele do pescoço pra cima .
Achei ele com jeito de gringo não aparentava ser brasileiro. Ele chegou e se apresentou


- olá, demorei por causa do taxi.. vamos então?

E foi isso … simples direto com poucos rodeios e mimis pra justificar o atraso dele , partimos em direção a parte de baixo do metrô na plataforma do terminal de ônibus pra esperarmos mais um taxi pra irmos finalmente pra casa dele que era a poucas quadras dali.

A noite estava agradável muita gente transitando na rua pois estava um clima meio de sábado a noite porem era uma terça feira . Chegou o taxi , Ulisses sentou no banco da frente em quanto eu estava no banco de trás pensei , " Bom..Louco ele não é pois ele veio mesmo , pode ser um psicopata porém só saberei quando chegarmos lá aonde ele mora "

Eu sempre penso que o cara que vou sair pra transar são psicopatas , talvez eu pense assim pois vejo muito filme de terror dessa vibe (risos )..

Ulisses quase não interagia comigo e sim mais com o taxista , bem jeitão de cara mais velho que faz isso, porem eu pra não ficar de fora do papo deles quando via uma brecha no assunto eu falava algo pra interagir , após alguns quarteirões e papos aonde eu tava " boiando" chegamos na esquina da casa dele .

Era um sobrado bonito estilo casarão antigo,achei até então normal , percebi logo de cara um quintal grande com uma casa de fundo porém tinha outras no quintal , entramos e fomos em direção a última casa do Quintal , que passava por um jardim bem bonito ,diferente das outras casas do inicio a dele tinha esse jardim que adornava a entrada .

Ulisses disse pra mim que iria na frente pra prender os cachorros e mandou eu esperar no portão , senti receio pois confesso ter medo de cachorros grandes fiquei desconfortável mas não demonstrei preocupação a ele com isso, após prender os cachorros Ulisses voltou e me chamou pra entrar e fui em direção a casa dele.

Ao chegar lá em quanto passava pelo jardim pensei "o que me espera ali atrás daquela porta ? Como sera minha noite nessa casa ? "

Ulisses abriu a porta e um cheiro de incenso suave subiu em meu nariz eu vi a sala mais exótica que já tinha visto , com uma infinidade de quadros e objetos de arte de todos os estilos possíveis e imagináveis de decoraçao misturados a luz do ambiente que era leve e muito sutil praticamente uma luz de abajur, entrei e fiquei meio estagnado olhando os quadros diversos na parede.

Quando ele virou e disse ..

- você bebe o que ? Cerveja , vodka ?…

E ele já foi em direção a cozinha , eu sentei e fiquei olhando toda aquela decoração e conclui " essa casa parece um museu "

- ulisses você trabalha do que ?
_ sou professor
- professor de arte ?
_Não, biologia em um colégio particular aqui próximo.
- Sua casa é muito diferente , esses objetos todos você coleciona ?
_ Sim eu gosto

Ulisses trouxe uma cerveja pra mim e outra pra ele,sentou em outra poutrona de frente pra mim e disse

-Vamos matar essa e a gente sobe pro quarto.

Eu ali percebi que ele não era de muitas palavras era muito direto porém eu queria ver o que mais eu podia arrancar dele de conversa antes de subirmos pro quarto , ele não deu muito espaço e me chamou pra subir.. chegando lá observei que o local e a decoração do quarto seguia o estilo da sala algo bem teatral sua cama tinha um lençol vinho que lembrava uma cama de filmes antigos egípcios, deitei ele foi calmo tranquilo tirou a roupa toda ficando de frente pra mim, corpo depilado e sem tatuagens seu pau estava levemente duro estilo meia bomba ele pediu pra eu chupar ele, eu comecei a Mama- lo ele não colocou a mão em minha cabeça nem nada , eu em quanto o chupava olhava em seus olhos e ele me respondia com um olhar fixo e que eu não conseguia distinguir se era um olhar sádico ou vago , continuei chupando e ele não gemia nem dizia nada , fiquei fazendo oral nele por cerca de uns 6 minutos, quando ele disse

- devagar pois meu pau é sensível !

E foi apenas o que ele disse durante a oral , percebi que ele era muito controlador e não deixava transparecer nada se estava curtindo ou não ,terminei de chupa lo e deitei de bunda pra cima e empinei meu cupra ele vim me chupar também, ele começou a me chupar e dar tapas em minha bunda em quanto chupava meu cú, comecei a perceber que ele estava se soltando mais e continuei a estigar gemendo e falando bem suavemente

-me fode ,vai .. me fode !

Ele parou pegou a camisinha na gaveta da cômoda ao lado e eu reparei que próximo tinha um busto de Joana dark , mesmo aquela casa sendo estranha , comecei a embarcar nessa mistura erótica de sexo e arte , e propus pra ele pegar o celular , ele logo topou e começou a me filmar e tirar fotos minhas de quatro e ele bombando e penetrando , seu pau era grosso e grande na medida e não doia tanto pra entrar , paramos de filmar mudamos a posição, fiquei de frango assado ele olhou bem em meus olhos com aquele olhar vago e com seu pau dentro de mim

- você é meu agora ….

Eu não respondi,apenas continuei a sentir aquele prazer pois eu amo Dar de franguinho assado e apenas curti , ele mudou mais uma vez a posição e começamos a meter de ladinho , estávamos bem entrosados eu senti ali que a noite seria intensa e prazerosa e aqueles meus pensamentos sobre ele ser um psicopata estavam mais distantes , quando eu estava por cima dele lambendo sua barriga e o depois saco , perguntei

- você só é ativo ?
_sim

Ele então perguntou algo que alguns poderiam se ofender outros achar estranho , e eu achei "diferente"mas como tudo naquela casa era uma mistura de "diferente e interessante" a pergunta dele fazia parte também.

- você já pensou em fazer progama ?

Eu fiquei olhando pra ele não demorei e respondi.

- nunca pensei nisso ,embora já tenham me perguntando isso se eu era Gp , pois sempre gostei de sexo e amo me filmar transando , mas não …acho que eu não teria jeito, sou magrelo ninguém pagaria pra me comer

Ele disse ,
- Mas deveria pensar nisso, você leva jeito tem olhar de puta em quanto chupa e dá gostoso.

Foi uma conversa bem peculiar , o homem até então de poucas palavras teve uma conversa que assim como ele foi diferente e interessante, voltamos a transar e ele deixou a televisão ligada , não me recordo que horas fomos dormir , lembro dele descer ir buscar vodka com energético pra nós, bebemos transamos mais algumas vezes do decorrer da noite e adormecemos .

Acordei meio desnorteado a luz do dia já adentrava o quarto que entrava através da cortina, eu estava ainda pelado olhei pro lado e não vi ele, o quarto estava um silêncio e também não via se ele estaria no banheiro ou algo assim , resolvi levantar e descer pois ele poderia estar na parte de baixo , desci e nada …ele não estava na sala e nem na cozinha achei estranho olhei pela janela da cozinha que dava pro jardim e era muito mato e não conseguia ver se ele estava lá fora , eu resolvi então subir e colocar minha roupa pra talvez sair e ver lá fora, mas essa idéia me deixou um pouco tenso pois lembrei que ele tinha cachorros , eu então pensei " vou esperar aqui em cima" , em quanto eu esperava eu lembrei de um filme de terror que tinha assistido:

"Aonde o cara que estava com uma garota sumia ela acordava e era indiciada pela morte dele sem saber de nada nem aonde ele estava ". Sim !!.. minha mente é nessa vibe sempre pensa o pior , resolvi descer e espera então já vestido na sala sentei e resolvi abrir a porta olhei pelo jardim e vim ele vindo de volta calmo e sem pressa de pijamas preto de setim, eu voltei e sentei ele entrou e disse

- fui ver minha mãe ele mora na casa da frente ela não anda muito bem de saúde .

Eu então senti um alívio de saber que eu não seria preso por ele ter morrido ( risos)

Disse pra ele que eu já iria embora ,ele disse pra mim que iria se trocar e me levar até aonde eu pegaria o ônibus pra ir pro metrô de volta , eu disse ok!

Ele se trocou me levou até o ponto de ônibus pois eu não conhecia direito aquele bairro , porém não trocou muitas palavras assim como ontem no caminho , eu mais falava do que ele eu estava mais calmo pois ele não me matou como achei que mataria ao estilo psicopata e minha dúvida se seria boa ou não a noite já tinha sido respondida também , foi boa claro … Diferente e interessante.










ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.