"Os mais excitantes contos eróticos"


Putinha e o Daddy.


autor: RedLolita
publicado em: 12/12/16
categoria: incesto
leituras: 6987
ver notas
Fonte: maior > menor


Meu pai nunca teve tempo pra mim, com 18 anos e ele nem sequer se lembra do meu aniversário e acredite eu faço tudo que ele quer, sou uma boa aluna e filha.


Não namoro, sou virgem, nunca me envolvi com coisas ruins e não liga pra mim. Decidi então que iria me comportar igual a uma criança pra ver se assim ele me nota.


Acordei atrasada, não vou para a escola, me sentei na cama e chamei por ele, irritado ele aparece mas fica chocado ao me ver usar meias até as coxas e usar calcinha e sutiã de bichinhos:


- O que foi, Loly?

- Por que não me chamou? - fiz um bico.

- Não tem despertador, não é mais bebê.

- Nossa papai, você não me acha mais um bebê sou sua garotinha poxa.

- O que é isso, Lorena?

- Quero colo papai.

- Eu não tenho tempo Loly.

- Não tem tempo pra mim nunca né papai - fico de quatro me rastejando até ele como uma gatinha.

- Filha... - ele estava excitado, aquilo me deixava molhada.

- Vamos papai, quero colo! - fiz birra e ele se aproximou de mim e sentou ao meu lado.

Eu sentei em seu colo, olhando ele de frente, encostei meus seios em seu peito e minha intimidade se esfregava contra seu membro rígido.

Ele me olhava assustado, parecia querer me empurrar pra longe mas logo suas mãos acariciavam minhas costas a procurando o fecho do meu sutiã:

- Acho que minha menina prefere ficar sem sutiã.

- Prefiro papai.

- Gosta de como o papai te dá carinho? - ele aperta meus seios.

- Gosto.

- E assim? - ele começa a massagear minha intimidade por cima da calcinha.

- Gosto muito disso.

- Papai queria saber...

- O que papai?

- Minha filhinha é virgem?

- Sim papai.

- Então é toda minha?

- Sim papai, todinha sua.

- Gostaria de perder sua inocência comigo?

- Claro papai.

- Então melhor tirar suas roupas - ele tira o que sobrou.

- Tire a suas papai.



Ele começou a tirar as roupas, ficou apenas de cueca, eu estava nua quando ele começou a beijar, sua mãos procuravam minha intimidade, ele a tocou e confesso que estava totalmente molhada.


Seus dedos deslizaram pra dentro de mom com força, doía mas era bom, seu beijo me fazia perder o ar, com agora dois dedos ele me masturbava com vontade.


Sua boca foi para os meus seios, ele mordia com força, sua outra mão o masturbava, era muito bom a dor que sentia com seus dedo e as mordidas.


Ele de forma violenta me empurra pra cama, fiquei deitada, ele afastou minhas pernas e entrou entre elas, seu membro latejava na minha intimidade, aquilo me deixava louca:


- Papai eu quero você!

- Onde querida?

- Dentro de mim.

- Implore minha putinha.

- Papai me fode!

- Não devia falar palavrões.

- Me desculpa.


Ele por fim me dá um tapa ardido na minha intimidade e me penetra com força, isso doeu, posso sentir meu sangue escorrer mas confesso que meu tesão por ele me fez esquecer.

Ele socava fundo dentro de mim, mordia meu pescoço e batia na minha coxa, posso sentir os vergões levantarem, era tão bom a dor que ele e dava.

Ele me faz mudar de posição e me colocar de quatro, ele logo me penetrou novamete só que mais fundo, como era bom, depois de toda a dor, eu nunca pensei que poderia me sentir tão excitada assim.

Seus tapas intercalavam, cada vez mais ardido e alto, seu quadril batia com força na minha bunda, indo mais e mais rápido.
Sinto minhas pernas tremerem, minha intimidade se contrair, aquela sensação deliciosa me invadir.

Cai para frente, apenas minha bunda ficou pra cima enquanto meu pai fodia com força, dói mais agora mas eu quero que ele goze dentro de mim:

- Papai, goza dentro de mim!
- Claro filha, papai quer fazer você de putinha.

Posso sentir ele mais rápido e fundo, ele me bate mais forte e com força segura minha bunda, sinto algo quente me invadir e escorrer para fora. Era tão bom sentir seu gozo me invadir e m preencher.

Ele se joga no meu lado, brinca com meu mamilo e sorri safado:

- Quero você só pra mim filha.
- Quero você dentro de mim todo dia, Daddy.

E foi assim que começamos o melhor relacionamento entre pai e filha, quero dizer... Putinha e Daddy.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.