"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Perdendo a inocência com o co


autor: Nessa
publicado em: 29/07/15
categoria: hetero
leituras: 13657
ver notas
Fonte: maior > menor


Meu nome é Vanessa,hoje tenho 26 anos,mas essa história que vou contar aconteceu quando eu ainda era adolescente e tinha 16 anos. Sou branca,tenho os cabelos cacheados na altura do meio das costas, e desde a adolescência tenho a cintura fininha e pernas e bunda grandes, além de peitinhos arrebitados com o biquinho rosadinho, por ter um corpo bonito,sentia que era muito olhada pelos homens. Fui nascida e criada na zona rural do município de Montes Claros- MG, e só ia a cidade mesmo para fazer exames médicos, ou raramente para fazer compras com minha mãe.Com 15 anos comecei a namorar um rapaz lá da roça, o nome dele era Marcel, um rapaz franzino e não muito bonito,mas era de boa índole e meu pai fazia o maior gosto desse namoro. Eu e Marcel sempre que estávamos a sós dávamos uns amassos no meio do mato, e ele era doido pra me comer,mas eu tinha um sonho de me casar virgem,e dizia a ele que só deixaria ele fuder comigo depois que a gente se casasse.No entanto mesmo sem tirar minha virgindade fazíamos varias safadezas,adorava chupar o pau dele e deixá-lo gozar em minha boca bebendo toda a porra, e gostava que ele me chupasse também,mas nunca tinha conseguido gozar, e de vez em quando deixava ele colocar só a cabecinha do pau na minha bucetinha. Minha mãe trabalhava como cozinheira em uma fazenda de uma família rica de Montes Claros, e em certa ocasião sua patroa a chamou para passar alguns meses em Montes, onde iria cozinhar para uns pedreiros que iriam trabalhar em uma construção da família na cidade.Mesmo relutante, minha mãe decidiu ir pois a sua patroa sempre havia sido muito boa com ela e com nossa família. Assim fui pra Montes Claros para ajudar minha mãe,pois ela teria que fazer comida para muitos homens.Deixei Marcel na roça e prometi a ele que quando voltasse o recompensaria bem gostoso pelo tempo que ficasse fora.
Em Montes Claros ficamos hospedadas na casa de luxo da patroa, e passavamos o dia praticamente a sós,pois os patrões saiam cedo,e seus filhos estudavam fora. A rotina era a a mesma,acordávamos cedo,começávamos a fazer a comida, e quando era por volta de meio dia um senhor vinha buscar uma parte da comida que era para os pedreiros de uma das obras que ficava longe da casa, e minha mãe ia levar as marmitas dos pedreiros de outra obra que ficava mais perto da casa em que estávamos.
Assim,todos os dias por volta do meio dia eu estava só naquela casa enorme.O Sr que vinha buscar as marmitas era o Irineu,um coroa que devia ter por volta dos 45 anos,era um moreno alto, forte,cabelo grisalho e conservava no seu rosto um bigode que achava bem feio.Todos os dias quando ele vinha sentia ele me comendo com os olhos, e fui notando que ele começou a chegar cada vez mais cedo do que o horário combinado, de forma que quando ele chegava eu ainda estava numa correria na cozinha para aprontar as marmitas e ele ficava conversando comigo.Falava que eu era bonita,que tinha que me mudar de vez para cidade...e conversas que me deixavam ofendida:
-Vc tem namorado?
-Sim,mora lá na roça
-Ahh seu namorado deve passar bem com uma moça linda como vc.Vcs ja fazem sexo?Ele ja mete gostoso em vc?Sua bucetinha é cabeludinha ou vc raspa?
E ele dizia que se eu contasse qualquer coisa pra alguém,ele negaria,e que eu ficaria de errada,então ficava com medo e nunca dizia nada a ninguém.Mas a verdade é que sempre que ele falava dessas coisas ficava excitada,minha bucetinha ficava toda babada,imaginando beijar ele na boca e sentir aquele bigode.
Um dia ele disse que no dia seguinte queria me ver de vestido,pq eu sempre usava calça,fiquei com vergonha,mas fiz como ele pediu,no outro dia quando ele foi buscara comida eu estava de vestidinho curto,e quando ele chegou foi logo elogiando:
-Eee Vanessinha,você é muito gostosa..hoje vou querer um presente,vou pelo menos meter o dedo nessa sua buceta
Ja tava com a bucetinha toda molhada so de ficar esperando ele chegar e ficar falando essas coisas, quando ele disse isso,senti minha buceta contraindo,mas tive forças pra pedir a ele que me respeitasse. Mas não obedecendo, ele me puxou pelo cabelo e me levou pra o quintal da casa,me colocando deitada numa mesa,levantou meu vestido e ficou alisando minha boceta por cima da calcinha, depois enfiou os dedos pelas laterais e ficou bulinando minha buceta... e eu ja fora de controle não sabia se gemia ou pedia pra parar:
-ahhh...paree...hummm
-Vc gosta neh sua putinha?Eh assim que o corno de seu namorado faz?
-Eu sou virgem,só vou deixar ele me comer depois do casamento...mas não para não..Ahhh delícia
-Seu namorado chupa sua buceta?
-Não,só brinca com os dedos..
Irineu então,tirou minha calcinha fora,levantou meu vestido e ficou puxando o biquinho dos meu peitinhos, enquanto entrou de cara na minha buceta,senti seu bigode em minha virilha,e aquilo me levou a loucura..sua mão no meu peito, quase machucando de tão forte que ele puxava,sua lingua experiente chupando meu grelo...sugando, e pincelando,seu hálito quente no meio das minhas pernas...e aquele bigode...Ahhhh estava indo a loucura...gemi alto e gozei gostoso...uma sensação perfeita que nunca tinha sentido...senti minhas pernas morrerem.Mas que depressa ele lambeu todo o meu liquidozinho doce de buceta, e me ajoelhou no chão pedindo que eu o chupasse...mas que depressa fiz o que ele exigiu...segurei aquela vara grossa e dura na minhas mãos,estava já toda molhada, coloquei em minha boca e fiz um boquete gostoso pra ele,enquanto acariciava suas bolas.Nisso eu era boa,ja estava acostumada chupar o pau do Marcel. Não demorou e ele gozou em minha boca,me fazendo engolir toda a porra.
Minha virgindade foi mantida e acabei perdendo mesmo depois de casada com o Marcel,mas nesse pouco tempo que fiquei em Montes,todo dia gozava gostoso e dava muito prazer a esse coroa também.Bons tempos por sinal!



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.