"Os mais excitantes contos eróticos"


Meu peão Tião!!


autor: JuSafada
publicado em: 30/12/16
categoria: hetero
leituras: 3352
ver notas
Fonte: maior > menor


Eu sou a Julinha e venho continuar o meu conto do "Dia que perdi a virgindade na marra com um peão".
Então mesmo depois que Tião me engravidou ele continuou me comendo quando queria e com a mesma brutalidade mas não nego que gozava feito uma cadela no pau do meu peão que me possuía de um jeito que me deixava louca, os meses foram passando e a minha barriga crescendo cada vez mais, os meus pais não sabiam que Tião era o pai do filho que eu esperava, ninguém sabia eu tinha vergonha de contar menti que era de um menino que tinha sido meu colega de escola meu pai acreditou minha mãe não acreditava em mim me disse que eu era uma putinha que dei pra tanto peão que não sabia nem quem era o pai do meu filho que se fosse do menino da escola eu ia falar o nome dele.
Certo dia estava sozinha em casa, já estava com 4 meses e meio a barriguinha já aparecia e eu me masturbava na minha cama, enfiava um cabo de uma escova de cabelo na minha bucetinha quando ouvi um barulho vindo da cozinha e logo chegou no meu quarto era Tião que me olhou com um olhar tarado e me disse não aguenta ficar mais nenhum dia sem meu pau né minha puta safada, eu morri de vergonha de Tião me ver naquele estado grávida, de quatro na cama, com a minha bucetinha encharcada e enfiando o cabo da escova na minha bucetinha, mas é que desde que engravidei tenho uma vontade de dar a buceta o tempo todo, estou sempre molhadinha e com a bucetinha ardendo de tesão mas então Tião me olhou e disse é bem assim que gosto de te comer de quatro igual uma cadela, veio me deu uns 4 tapas muito forte na bunda com aquela mão pesada e aspera de peão e eu fiquei louca com aquilo então me segurou pelos cabelos que estavam amarrados em uma cola alta e meteu aquele pau enorme na minha buceta em um vai e vem delicioso, metia e batia na minha bunda e falava é assim que você gosta né sua puta, gosta que o teu macho te coma igual uma cadela né, isso rebola vai, e metia muito forte na minha buceta e masturbava meu grelinho e assim me fez gozar três vezes eu já não aguentava mais e disse para ele parar que já tinha gozado e não aguentava mais então ele disse que ele não havia gozado e que ia me usar o quanto quisesse e me comeu uns 40 minutos gozei mais 2 vezes no pau dele e depois ele gozou na minha bucetinha feito um cavalo, encheu minha buceta de porra e mandou que eu chupasse o pau dele, e eu chupei com o maior prazer aquele cacete gostoso, chupava e lambia a cabecinha feito uma puta mesmo bem como vi mamãe chupar o papai o dia que espiei a trepada deles mas isso conto outro dia, Tião ficou louco com o jeito que chupei ele e me disse que estava ficando uma puta safada igual a mamãe e que um dia ele ia comer nós juntas eu continuei chupando até ele gozar na minha boca e tomei toda a porra do meu peão. Depois ele chupou a minha buceta e me disse que adorava comer uma grávida ainda mais quando era uma cadela como eu. Tião me comia sempre que tinha oportunidade e quando não me comia eu me masturbava feito louca enfiava de tudo na minha buceta certa vez enfiei até um pepino, porque a minha bucetinha é bem larga tenho que enfiar uma coisa bem grossa pra gozar do tamanho do pau do meu peão.
Já estava com nove meses quando Tião me comeu no mato da fazenda perto do rio eu pedi a ele que não já estava muito perto de ganhar o bebe e que não podia mais foder mas ele me disse que ia me foder por bem ou por mau, me beijou a boca, me deitou no chão chupou minha buceta e meteu bem devagarzinho depois foi bombando eu não aguentava dor a minha barriga estava muito grande ele me fodeu uns 10 minutos e me mandou ficar de pé e apoiar em uma arvore eu obedeci então ele meteu no meu cú sem dó e estocava com muita rapidez, masturbando meu grelinho eu gritava de dor e prazer daquele cavalo estar arrombando meu cu ele fodeu meu cu 30 minutos e gozou e me encheu de porra, eu me vesti e voltei pra casa com porra escorrendo pelas minhas pernas, caminhei bastante para chegar em casa e cheguei com muita dor e fui me deitar, entrei em trabalho de parto e a minha mãe chamou uma parteira e foi me ajudar então minha mãe levantou meu vestido e viu que eu estava toda gozada e me deu um tapa na cara e me disse mas você é uma vadia mesmo né julia mesmo com a pança desse tamanho não pode parar de dar a buceta, sua puta, cadela eu só gritava de dor enquanto ela me ofendia, a parteira chegou e viu também que eu estava escorrendo gozo pelas pernas, ganhei meu filho naquela noite era um menino, idêntico ao Tião, dei o nome de João Gabriel, no outro dia de manha quando meus pais foram tirar leite e fazer a lida da fazenda Tião foi lá me ver e conhecer o bebe, me beijou, segurou ele no colo e olhou minha bucetinha e me disse o meu filho fez um estrago maior na tua bucetinha do que eu mas logo você melhora para eu te comer de novo e eu concordei sorrindo.
Um mês e meio se passou e eu já estava louca para dar de novo para o Tião então um dia me pai foi entregar umas ovelhas em uma fazenda bem longe só ia voltar no outro dia e eu achei que minha mãe tivesse ido junto com ele mas não e eu chamei Tião para me comer e estavamos lá ele estava me comendo na cozinha quando minha mãe chegou e me viu com o pau do Tião atolado na minha buceta e eu gemendo dizendo isso assim me fode meu peão, me arromba toda meu macho gostoso, vai come a tua puta, safada, vadia, isso arromba a minha buceta sem dó ahhhhhhh, e derrepente minha mãe olha pra nós e diz o que é isso?? Eu quase morri de vergonha de minha mãe me ver daquele jeito mas Tião olhou pra ela e disse estou comendo a tua filha mas não se preocupe tem pau pras duas, minha mãe riu e começou a tirar a roupa eu não estava acreditando naquilo então Tião me virou me apoiou na mesa e continuou bombando na minha buceta bem forte, batia na minha bunda e chamava de puta, safada e disse para a mamãe olha só como a tua filha fode bem, vagabunda igual a voce eu gozei e gemia muito alto, minha mae me deu um tapa na cara e disse isso aguenta esse pau te arrombar toda sua vadia e rebola gostoso vai sua puta eu rebolei e gozei de novo no pau do Tião então ele tirou o pau da minha bucetinha e colocou eu e mamãe de joelho e gozou na nossa boca dividindo a porra entre nós e minha mãe chupava o caralho dele de um jeito que eu nunca vi, chupava até as bolas dele, em 15 minutos o pau dele estava duro de novo então ele colocou minha mãe de quatro que já estava com a bucetinha encharcada e meteu sem dó nela em uma estocada só que bateu no útero dela, afundou o pau valendo e socava em um vai e vem muito forte, minha mae gemia feito uma cadela, e dizia vai devagar seu vagabundo assim você vai me rasgar e eu deu um tapa na cara dela e disse aguenta sua vagabunda e Tião gostou e socava mesmo com força e batia na bunda dela então deitei na frente dela, abri as pernas e mandei que ela chupasse minha buceta e ela teve que chupar, gozei na boca dela e Tião fez ela lamber todo o meu gozo sem parar de foder a buceta dela que já estava toda arreganhada e assada, comeu minha mae 30 minutos quando estava quase gozando tirou o pau passou uma manteiga no cu dela e meteu no cu dela arregaçado bem o cu dela, ela chorou de dor no cu pedia para ele parar e eu dizia continua Tião, fode a mamãe com força, ela precisa de um macho como você que esculache bem ela, essa puta ordinária ela gemia e chorava com o pau do Tião atolado no seu cu foram
15 minutos e Tião encheu o cu dela de porra e a fez chupar o pau dele e limpar tudinho, ela obedeceu e chupou a bucetinha dela estava toda esfolada e o cu sangrando, depois que chupou ele foi tomar um banho e eu fui dormir com o meu macho e agradeci ele por ter fodido a minha mãe daquele jeito afinal ela era uma puta safada que vivia me humilhando porque tinha engravidado e perguntei se ela sempre fazia drama quando dava pra ele então Tião me contou que na verdade minha mãe não dava pra ele porque queria, é que meu pai se endividava e não tinha como pagar então mamãe tinha que pagar com a buceta e que todos os peões da fazenda já tinham comido ela em troca de dinheiro que meu pai devia a eles e que uma vez um dos peões comeu ela de quatro no curral na frente de todo mundo e que todos riram da cara dela e que depois ela teve que chupar os quatro que estavam lá e que todos gozaram na boca e na cara dela mas o cu dela acho que ninguém tinha comido antes porque era muito apertado e sangrou muito mas gostei quando quiser que como tua mãe de novo é só avisar disse Tião, mas disse que não queria dividir meu macho com mais ninguém mas ele me disse que ele ainda ia me dividir com outros peões mas isso fica para um próximo conto!



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.