"Os mais excitantes contos eróticos"


Fudendo Minha Sogra


autor: Dezinho
publicado em: 03/01/17
categoria: hetero
leituras: 6670
ver notas
Fonte: maior > menor


Tudo aconteceu numa noite calorosa, eu estava sozinho em casa porque meus pais haviam viajado. Estava muito quente e eu ia tirar a camisa, quando eu menos esperava ouvi alguém bater na porta e quando fui atender era a mãe da minha namorada, ela disse que estava precisando de ajuda pra acessar seu e-mail, e eu imaginei que era a oportunidade perfeita de fuder ela, tive fantasias sexuais com ela desde que a conheci e não ia perder essa oportunidade. Mandei ela sentar na cadeira pra eu ajuda-la, aproveitei e entrei no quarto pra tirar a camisa e vi que meu peitoral estava molhado de suor e fui na sala assim mesmo com o objetivo de estimular desejo sexual nela. Depois voltei na sala sem camisa, e ela começou a falar do problema com o e-mail, e não conseguia desviar o olhar do meu peitoral, e então eu fui por trás dela e segurei no mouse e mostrei a ela como era para entrar, e nessa hora meu pau já estava duro e todo melado, e aproveitei e encostei meu peito suado em suas costas, e então ela olhou no meu peito e me disse que meu corpo era bem definido e eu agradeci e falei que as vezes eu malhava, e vi que já estava rolando um clima e então disse a ela que ela também era muito bonita e preservada, e ao mesmo tempo me aproximava mais dela e comecei a falar que o pescoço dela era muito lindo e sexy, e ao mesmo tempo comecei a dar uns beijos e umas lambidas nele, e do nada ela chegou pro lado e espantada me disse” Ficou doido, você e namorado da minha filha”. E então eu disse a ela:

_ Eu não aguento mais olhar para você todo dia e não poder dar uns beijos ardentes de língua nessa sua boca !!!

_Você está me deixando louco de desejo e tesão!!

E então ela ficou confusa e mais calma, e então ela disse meio sem jeito:

_Eu também sinto isso olhando pra você e pro seu corpo, mas esses sentimentos são proibidos!!

Se sentou na cadeira e eu cheguei bem perto do ouvido e disse que era só dessa vez, dizendo isso lhe roubei um beijo, e ela estava baixando a guarda, e então joguei ela contra a parede e comecei a beijar ela pela boca pelo pescoço, enquanto eu fazia isso ela sussurrava no meu ouvido me dizendo:

_ Isso era errado!!!

E eu só dizia

_ “foda-se!”.

E ela disse sussurrando:

_Não sei o que você tem de especial que mexe comigo!!E me deixa louca!!

E eu só dava umas risadas e ela também.

Depois tirei a blusa dela e a beijava, depois a saia, depois o sutiã e finalmente a calcinha, e carreguei e levei ela até minha cama no meu quarto, e eu rapidamente tirei minha calça e minha cueca, ela levantou da cama ficou de joelhos na minha frente, e começou a lamber meu saco e depois foi passando para o meu pau, e deu umas lambidas na cabeça, e começou a pagar uma boquete como ninguém por uns 10 minutos seguidos, e depois eu mandei ela deitar na cama na posição de frango assado e comecei a cuspir na buceta dela que era toda peluda, e fui metendo meus três dedos e lambi ela por uns 5 minutos, e ela só gemia, e em seguida comecei a penetração, e ela gemia a cada tentativa, e então eu deitei sobre ela e comecei a dar beijos de língua nela para que ela não grita-se e penetrei na buceta peluda dela sem dó, e devagar comecei o vai e vem, depois fui aumentado a velocidade e ela gemia tanto que eu quase gozei de tesão. Depois eu me deitei na cama e ela ficou por cima e encaixou a buceta no meu pau e começou a subir e descer nele, nooosa foi uma sensação maravilhosa e inesquecível, eu amaciava os peitos dela e dizia:

_Vai sua vadia, puta, gostosa! Me mostra do que você é capaz!!

E quanto mais eu dizia isso ela aumentava a velocidade. E quando eu me dei conta, eu estava todo suado na cama com a mãe da minha namorada em cima de mim, e me senti totalmente realizado.

Nós fizemos sexo em várias posições, tanto que eu cheguei a molhar a cama de suor. E depois mandei ela ficar de quatro:

_Fica de quatro que agora vou esfolar esse seu cuvirgem!!Sua puta!!

E então ela ficou de quatro e eu comecei a meter devagar e fui aumentando o movimento até o meu pau entrar todo lá dentro, e ela dizia:

_Vai seu garoto gostoso filho da puta!! Fode sua sogrona cheia de tesão!!

Dizendo isso ela rebolava, então eu disse:

_Rebola, rebola, rebola!

E dava umas palmadas bem fortes na bunda dela

E eu aumentava o movimento no meu máximo, e acabei gozando no cudela, e ela se virou rapidamente para engolir um pouco da porra quentinha.

No final fomos no banheiro os dois tomar banho porque ficamos muito suados. E lá dei mais uma rabada nela e gozei de novo. Depois nos trocamos e na sala demos beijos de língua, e ela ficou mais meia hora e foi embora.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.