"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Casa de swing com 3 mulheres deliciosas!


autor: japasafado69sp
publicado em: 04/01/17
categoria: grupal
leituras: 2848
ver notas
Fonte: maior > menor


Olá, o conto que irei relatar agora aconteceu há uns 4 anos atrás.

Eu e minha namorada (na época) chamada Fernanda, gostavamos de nos relacionar com outras mulheres. Fernanda era uma mulher de 28 anos, com cabelos pretos, pele clara, peitos pequenos e bunda média, mais ou menos 1,60, tatuagens pelo corpo, muito linda, seu beleza atraia olhares de homens e principalmente mulheres, por seu estilo.

Nós queriamos ir a uma casa de Swing para encontrarmos mulheres para fazermos sexo a 3, então Fernanda convidou uma amiga para ir conosco, ela então, convidou uma amiga Giovanna, que era uma menina nifetinha de 17 anos, mais ou menos 1,62, magra, seios médios e bunda deliciosamente redondo e empinada, cabelo castanho escuro na altura do ombro e piercing no nariz, ela vestia um croped branco e uma mini saia preta que realçava sua deliciosa bunda e um salto alto preto. Apesar de nova, já tinha transado com outras mulheres e até feito sexo a 3.

Giovanna topou ir, porém quis levar uma amiga para não ficar sem graça, pois ela sabia que queriamos ir para achar outra mulher e ela por ser muito amiga de Fernanda não queria transar comigo, o namorado de uma de suas melhores amigas. Foi então que resolveu chamar Larissa para ir conosco, ela era uma menina de 20 anos, magrinha, cabelo ondulado, mais ou menos 1,65, seios e bundas médias e durinhos, piercing nos mamilos e estava com um vestido preto que moldava todo seu delicioso corpo.

Chegando no Enigma Club, casa de swing localizado em Moema, Zona Sul de São Paulo, logo que entramos já fomos comidos pelos olhos de diversos casais, mulheres e homens, pois na casa acabara de entrar um japa de 21 anos com mais 3 mulheres lindas e gostosas, poucas mulheres no local eram tão lindas e gostosas quanto as que me acompanhava.

Nós 4 sentamos em uma mesa e pedimos umas caipirinhas para nos soltarmos mais, uns 30 minutos após ficarmos conversando sobre como o local era, um casal nos abordou e puxou assunto, perguntando se eramos frequentes e tudo mais. Diana que tomou a iniciativa de puxar assunto era uma mulher de uns 27 anos, pele um pouco morena, cabelo castanho bem escuro e liso, seios méios e uma bunda grande e arrebitada.

Giovanna e Larissa percebendo que o casal estava interessado em nós, sairam para dar uma volta e conhecer o lugar. Após alguns minutos de conversa entre Fernanda e Diana, elas começaram a se beijar deliciosamente, a lingua das duas lindas mulheres se entrelaçavam de uma maneira muito sensual, logo meu pau ficou duro como pedra. Diana então sussurra ao ouvido de Fernanda:

Diana: Quero te chupar todinha!

Fernanda olhou para mim com uma cara de puta, segurou na mão dela e nos conduziu para uma das salas que haviam nas áreas reservadas para sexo.

Chegando lá na sala coletiva que estava vazio, Diana já deitou Fernanda em uma das poltronas e começou a beija-la fervorosamente, foi até seu pescoço e mordia, lambia e chupava, arrancando gemidos de Fernanda, desceu mais um pouco e chegou aos pequenos seios, abaixou a alça do vestido e começou a lamber, Fernanda já estava entregue e louca de tesão.

Enquanto eu admirava aquela cena, minha rola já ficava prestes a estourar na calça.

Diana desceu mais um pouco, levantou o vestido de Fernanda e puxou a calcinha pro lado, beijou a virilha bem depilada e em seguida deu uma lambida na buceta de Fernanda do cuzinho até o clitóris. Fazendo Fernanda se contorcer toda. Ela Lambia em movimentos circulares e a cada lambida em seu clitoris Fernanda se contorcia cada vez mais, o ritmo foi aumentando até que Fernanda anunciou seu orgasmo:

Fernanda: Vai sua cachorrra, chupa minha buceta que eu vou gozar.

Ela forçou a cabeça de Diana contra sua buceta, puxando seus cabelos e gozou.

Fernanda: Issoooo... Vaiiiii... Ain que gostoosoooo. ahhhhhh!

Fernanda já saciada com a boca da putinha que conhecemos se levantou deitou Diana e então era sua vez de maltratar sua vitma. Se beijaram com o gostinho do mel de Fernanda ma boca de Diana e então Fernanda foi descendo, colocou os deliciosos peitos grandes e firmes de Diana para fora do vestido e começou a se deliciar, causando uma grande inveja em mim.

Como eu queria estar no lugar de Fernanda, lambendo, chupando e apertando aquele delicioso peito!

Fernanda então foi descendo mais, passou pela barriga, levantou o vestido daquela deliciosa morena, puxou a calcinha de lado, assim como Diana havia feito e começou a chupar, minha namorada sabia como chupar uma buceta, pois Diana estava delirando com a boca de Fernanda em sua buceta, após uns 5 minutos chupando aquela deliciosa buceta molhadinha e raspadinha, Diana goza na boca de Fernanda:

Diana: Nossa, que boca gostosa, como vc chupa gostoso, continua assim que eu vou gozar, isso, vai, vai... Ahhhhhh.

Aqueles gemidos me deixaram com muito tesão, que gemido gostoso, fiquei me imaginando comendo aquela safada de 4 e ela gemendo daquele jeito para mim.

Eu e Marcos (Marido de Diana) ficamos apenas observando. Um rapaz chegou perto de nossas mulheres e nós não queriamos que ninguem as encostassem, então percebi que Marcos não aceitava ceder sua mulher para homens, apenas para mulheres.

Saindo da Cabine encontramos Larissa e Giovanna passeando pelos corredores, elas haviam falado que tinha dado und beijos em alguns caras mas nada além disso. Fernanda contou o que havia acontecido e as duas adoraram ouvir a história. Em uma das pausas Fernanda olhou para Giovanna e deu um beijo longo e apaixonante, eu então aproveitei a cena e a atenção voltada para elas e puxei Larissa pelo cabelo e dei um beijo bem gostoso naquela boca carnuda.

Que boca deliciosa, o beijo já começou quente, pois o lugar era excitante e eu acabara de ter visto duas mulheres se chuparem até gozarem. Fernanda então fala para nós irmos para uma cabine, fomo em uma que havia apenas vidros, todos que passavam pararam para olhar dentro da cabine, pois dentro dela havia apenas 1 homem com 3 lindas e gostosas mulheres.

Logo que entramos Fernanda já foi beijando Giovanna novamente e passando a mão na buceta dela por baixo da saia e por cima da calcinha e eu coloquei Larissa em meu colo e fui beijando sua boca, seu pescoço enquanto ela apertava meu pau com força, uma força de quem queria minha rola rasgando a minha calça.

Após alguns amassos Fernanda largou Giovanna e veio em direção a Larissa, era a deixa para trocarmos de parceira. Comecei a beijar Giovanna, colocando a mão em sua nuca e beijando com ferocidade, quando comecei a passar a mão em sua bunda, e levantar sua saia, ela me afastou e disse que não conseguiria continuar com aquilo, pois era muito estranho transar com o namorado de uma de suas melhores amigas, se ajeitou e saiu da cabine.

Pensei que Larissa também iria sair da Cabine, pois eu e Fernanda não eramos amigos dela, apenas Giovanna. Porém ela não negou fogo e continuou beijando Fernanda, então eu me aproximei e começamos a nos beijar a 3.

Que delícia de beijo, é muito bom ter a posse de duas mulheres.

Fernanda começou a deitar Larissa no estofado e começou a lamber seu pescoço e mamilos, que aliás, tinha um lindo piercing em cada um de seus bicos. Fernanda continuou descendo, levantou o vestido, mas dessa vez ela tirou a calcinha da mulher que estava prestes a ser chupada.

Começou com uma lambida no cuzinho de Larissa, que deu uma gemidinha deliciosa. Fernanda então começou a devorar aquele buceta pequenininha, lambia de baixo para cima, com movimentos repetitivos, parecendo uma cachorra lambendo, ela então enfiou 2 dedos e começou a massagear o ponto G de Larissa, após uns 10 minutos de intensa chupada.

Larissa se levantou e foi direto na buceta de Fernanda, que a recebeu com as pernas bem arreganhadas para ser comida pela boca de Larissa, que puxou a calcinha de Fernanda para o lado e enfiou a linga na buceta de Fernanda de uma só vez, então começou a lamber o clitoris em movimentos circulares, os movimentos foram ficando mais intenso, e Fernanda começou a gozar na boca da nossa cachorrinha que lambia a buceta de minha namorada.

Fernanda: Isso não para, sua puta, quero te dar meu melzinho, continua que vou gozar gostoso nessa sua boca gostosa!

Fernanda então goza mais uma vez naquela noite, que delícia de cena!

Larissa após beber todo o suco expelido pela buceta da minha namorada, dá um beijo delicioso nela e diz:

Larissa: Vamos brincar um pouco com ele?
Fernanda: Vamos, claro! Agora é a vez dele...

Fernanda então começa a abrir meu cinto, depois o botão da calça e depois meu ziper, enquanto isso Larissa estava tirando minha camisa como uma vadia no cio! Quando estava só de cueca Fernanda chama Larissa e fala:

Fernanda: Vem cá, não era isso que vc queria?

E abaixa minha cueca, fazendo minha rola pular de uma só vez para perto do rosto de Fernanda, que pega na minhas bolas e junto segura meu caralho que estava pulsando e enorme, acho que nunca vi meu pau tão grande como naquele momento, o tesão tomava conta de mim.

Larissa logo abocanha minha rola, começando um boquete alucinante, uma boca macia que quando chupava, ao mesmo tempo usava a lingua com movimentos circulares na cabeça do meu pau quando subia depois de colocar meu pau até sua garganta. Fernanda logo em seguida começa a lamber minhas bolas, que visão do paraiso! Elas começam a chupar meu pau simultaneamente, uma de cada lado, enquanto uma subia a outra descia.

Depois de uns minutos apreciando aquela maravilhosa cena e fantastica sensação, fui foder a bucetinha de Larissa, coloquei ela de 4 na frente de Fernanda, de um modo que ela pudesse chupa-la, coloquei a camisinha, dei uma pincelada na bucela encharcada dela para lubrificar meu pau e já fui metendo de uma só vez, ela teve que tirar a boca da buceta da minha namorada para poder gemer bem alto. Comecei em um ritmo já acelerado, de quem esta com tesão por horas. Estocava com força e com vontade, Larissa mal conseguia chupar a Buceta de Fernanda, pois não tinha angulo e horas gemia, horas lambia.

Sentei na poltrona e coloquei Larissa para sentar na minha rola, que sentava com maestria, subia e descia como uma puta e gemia de um jeito sexy. Fernanda desceu para lamber meu saco que alternava entre meu cú, minhas bolas e o cuzinho lindo e apertadinho de Larissa, nossa que tesão era aquilo! Larissa, começou a sentar mais rápido e gemer ainda mais alto, percebendo que seu gozo estava chegando, também aumentei o ritmo e a forçava mais forte para cima e para baixo, segurando em sua cintura, então ela goza.

Larissa: Vai seu filho da puta, me fode gostoso vai! Eu to quase gozando... Isso eu vou gozar com a lingua da sua namorada no meu cuzinho.. vaiiiii... Ahhhhhhhh...

Suas pernas ficaram mole e tremulas, mas eu continuei, pois estava prestes a gozar também. Tirei ela de cima de mim, arranquei a camisinha puxei o cabelo de Fernanda e punhetei em sua cara, Larissa chegou ao lado, e começaram a amber meu saco e a cabeça do meu pau, assim que saiu o primeiro jato de porra, Larissa engoliu meu pu por completo e recebeu todo meu leite em sua boca, a porra era farta, deve ter saido umas 7 ou 8 esguichadas, com certeza uma parte foi direto em sua garganta. Assim que parei de esporrar, Larissa tirou sua boca de meu pau e beijou Fernanda passando toda a minha porra que não foi engolida para minha namorada e então ela engoliu tudo! Essa cena fica gravada na minha memória até hoje e muitas vezes é a lembrança que uso para me masturbar.

Obrigado por lerem meu conto, logo postarei outras experiencias que tive.
Se gostou, comente ou me mande um email.
Japasafado69sp@gmail.com



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.