"Os mais excitantes contos eróticos"


O amigo do meu marido parte 2


autor: Baby_24
publicado em: 21/01/17
categoria: jovens
leituras: 3441
ver notas
Fonte: maior > menor


Continuação....

Como eu disse no conto anterior me chamo Camila sou casada à 4 anos, sou morena, tenho 26 anos e seios fartos e uma banda média, 1,65 de altura, algumas tatuagem, um pouco gordinha mas tenho tudo bem distribuido

Voltamos ao conto assim que meu marido chegou transamos um pouco afinal eu iria trabalhar no dia seguinte, pela manhã voltei minha rotina com as imagens ainda na cabeça do dia anterior, passado os dias meu marido volta a trabalhar e Rodrigo nao sai do meu pensamento, era como se eu pudesse sentir seu corpo no meu.

Sempre que dá eu e meu marido saíamos com nossos amigos para bares, baladas e festinhas e como sempre Rodrigo sempre está junto, o máximo que conseguíamos e só olharmos sem da na cara do que aconteceu, dia em uma balada estava dos os amigos reunidos e eu avisei ao meu marido que iria ao banheiro e já voltava e foi assim que estava saindo do banheiro Rodrigo me joga na parede e me beija com vontade, sinto minhas pernas moles com a sua atitude, e sai e me deixa ali sem fôlego, me recupero e volto pra perto do meu marido como se nada tivesseacontecido.

Passado quatro dias desse ocurrido e meu marido tem que viajar a trabalho, ficando o fim de semana fora de casa e então resolvo que depois do serviço na sexta vou pra minha mãe combinamos assim.

Já na minha mãe estava no sofá mexendo no celular recebo uma msg do Rodrigo perguntando onde estava e o que eu iria fazer sábado a noite, falei onde tava e disse que nao ia fazer nada, ele disse que tava com saudades que queria ter meu corpo no seu de novo e se eu queria ir pra lá ficar com ele a noite toda, eu disse que também estava com saudades e nao parava de pensar nele e que iria sim, ele disse que já tava com a vara dura de tanto tesão sóde pensar e que dessa vez ele queria foder meu rabinho e que ele sempre quis isso, eu ri disse que sim daria mais ele teria que ser cuidadoso por fazer tempo que não fazia e disse que já tava molhada em pensar. Combinamos as 9 e ele me buscaria na frente do ponto de saúde e concordei.

Inventei uma desculpa para minha mãe, falando que iria pra balada com as meninas do serviço e voltaria domingo de manhã, chegando no sábado a noite coloquei um vestido preto a cima do joelho uma calcinha fio dental preta e um salto alto e foi pro local combinado, ele chegou no horário marcado e fomos para o seu ap.

Chegando lá jantamos e fomos para seu quarto e assim que entramos ele me beija intensamente e tira meu vestido me deixando só de calcinha, mama meu seios, chupa, morde um e depois o outro, seguro pelo seu cabelo e levanto sua cabeça e tiro sua camisa e vou beijando seu corpo até chegar na sua calça, retiro a calça e sua cueca box e assim posso chupa seu pau que já estava babando de tesão.

Seguro sua vara e passo a língua na quela cabeça rosada lambendo, ele todo até as bolas, enfio aquela tora na boca e chupo ela toda, ele me segura pelos cabelos e enfia até eu me engasgar, babo seu mastro todo ele geme descontrolado, sem quere gozar ele me levanta e me beija enfia a mão na calcinha e vê quanto estou molhada.

Ele tira minha calcinha e me deita com as pernas abertas na cama e se encaixa no meio da minhas pernas e chupa minha grutinha me fazendo gemer de tesão, ao mesmo tempo ele fia um dedo na minha xoxota e soca ao mesmo tempo um, dois dedos eu seguro ele pelos cabelos e força seu rosto contra minha buceta ele tira sseu dedos melados e enfia no mru rabinho devagar me fazer delirar de prazer.

Aiaiaiaiiii isso chupa, chupa enfio do dedo no meu rabinho... aiaiai vouu gozar não para que vou go... gozar

Ele faz até eu gozar na sua boca, sem esperar eu recuperar o fôlego ele sabe em cima de mim e enfia seua tora com tudo na minja xoxota solto um gemido alto, ele mete mete mete sem parar com força parece que vai colocar até as bolas dentro da minha grutinha. Ele fala entre gemidos...

Fala pra mim que você vai me dar seu rabinho
Fala cachorra que vou te arromba seu cuzinho fala

Com suas palavras gozo no seu pau deixando ele ensopado com emu gozo, para e me coloca de quatro e eu digo pra ele ir de vagar com calma, ele mela meu buraquinho com meu próprio gozo e vai enfiando bem de vagar, vou sentindo sua vara entrando aos poucos a cabeça passa então vou automaticamente pra trás ajudando sua tora a entrar ele me segura pela cintura e vamos nos movimentando até que entra tudo, ele para espera eu me acostumar, me sobe um calor pelo corpo que nao quero esperar.

Mete.. mete essa vara sem dó
Enfia tudo deixa meu cuzinho arrombado deixa

Ele parece se transformar com minhas palavras e mete sem dó, soca sem parar tira coloca com tudo, sinto suas bolas baterem na minha buceta ele esta como um louco metendo.

Então você que arrombe seu cuzinho cachorra
Vou t deixar cheia de porra, vou te foder todo sua puta

Parece que ele vai me rasgar no meio pega no meu cabelo e enfia da tapas na minha bunda e me fode com força até que goza feito louco enchendo meu rabinho dr porra. Ele sem forças tira seu pau de mim e cai na cama ao meu lado, estamos sem ar e molhados de suor. Se recuperamos e vamos tomar um banho, passamos a noite todo se curtindo transando sem pressa.

Até hoje saimos e ninguém desconfia nem mesmo meu marido desconfia que seu amigo está comendo sua mulherzinha. Kkkk

Beijos



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.