"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Esquenta com as amigas


autor: Marcela_Xavier
publicado em: 27/01/17
categoria: lésbicas
leituras: 9124
ver notas
Fonte: maior > menor


Meu nome é Marcela, e na época desse fato tinha apenas 17 anos. Eu já não era mais virgem, como já contei aqui (“Minha irmã me ajudou a perder a virgindade”). Eu estudava o terceiro ano do ensino médio, e nessa fase todo mundo está se descobrindo, saindo pra festas, bebendo e coisas do tipo. Mas eu não era muito de sair nem de beber, por isso minhas amigas sempre reclamavam que eu nunca saía com elas, e já estava ficando chato escutar as suas reclamações. Nós estávamos no colégio conversando, e a Ariana falou que ia rolar uma festa sábado perto da casa dela.
- Vamos! – eu disse sem titubear.
Todas olharam pra mim assustadas e aos mesmo tempo felizes.
- Vai ter esquenta na minha casa! – Ariana gritou.
Nosso grupo era de quatro amigas: Eu, Juliana, Alice e Ariana. Nós éramos conhecidas como o “grupo das 4”, já que segundo dizem, (e eu concordo) nós 4 éramos as mais bonitas do colégio, até por que estávamos no terceiro ano, e nossa fase das espinhas já tinham passado, nosso corpo já era bem desenvolvido, já sabíamos bem quais e como usar as melhores maquiagens.
Chegando em casa, a primeira coisa que eu fiz foi falar com meus pais, afinal aquela era minha primeira festa. A princípio eles ficaram se olhando e não aceitaram muito bem, até por que eu ia sair com a Ariana. O problema dela é que desde os 14 anos ela já bebia, fumava e ficava com caras bem mais velhos. Meus pais não a viam com bons olhos, muito menos como uma boa influência. Mas eu tinha um bom argumento.
- Mãe, você sempre diz que eu preciso sair. Que eu quase não saio do meu quarto e que eu preciso me divertir mais.
Eu tinha usado as próprias palavras da minha mãe a meu favor. Minha mãe disse:
- Tá bom, você vai. Mas minha filha, tome muito cuidado. A Ariana vive bebendo, fumando, talvez até se drogando. Ela já deve ter perdido a virgindade a séculos!
Mal ela sabia que eu também já não tinha a minha.
Eles ficaram meio sem jeito, mas acabaram cedendo. Então, dei mais um passo.
- Ah, outra coisa. A gente marcou de se arrumar na casa da Ariana, porque fica bem perto da festa.
Eles aceitaram. No entanto, eles iam ligar pros pais da Ariana, pra saber se sábado a noite eles estariam em casa, minha mãe não deixaria eu ficar sozinha com as loucas das minhas amigas. Eu fiquei nervosa, já que eu sabia que era impossível os pais da Ariana ficarem em casa num sábado a noite, eles gostavam de festa tanto quanto ela.
Eu liguei pra Ariana explicando a situação, e ela respondeu:
- Relaxa Mah! Eu falo com meus pais, eles dizem pros seus que vão ficar em casa e tomar conta da gente.
Fiquei aliviada. Agora eu entendia por que a Ariana era assim, a loucura estava no sangue. A semana foi terminando e sexta nós acertamos tudo: Iremos na festa sábado às 22h, por que até 23h mulheres não pagam. Vamos pra casa da Ariana 15h, fazer um esquenta. Começamos a nos arrumar às 19h, tinham 3 banheiros na casa, então não ia engarrafar nenhum banheiro.
No sábado, minha mãe já tinha falado com os pais da Ariana, e no horário combinado me deixou na casa dela. Eu fui a última a chegar, e as meninas estavam todas no quarto, escutando música alta e bebendo tequila com limão e sal. Eu fiquei um tempo parada, olhando todas bebendo e se divertindo. A Juliana era a mais gostosa de nós. Tinha peitos e bunda enormes, um leve bronzeado que deixava uma marquinha de biquíni no seu ombro até seus peitos. Seu cabelo era naturalmente castanho. Já Alice era a bebê do grupo, também tinha 17 como nós, mas com carinha de 14/15. Ela era baixinha, com os cabelos pretos quase até a cintura, tinha um bumbum lindo, de dar inveja, e peitos pequenos. Por último a Ariana, ela com certeza era a mais linda de nós. Ela era alta, mais ou menos 1.70, tinha um corpo cheio de curvas lindas. Suas pernas eram lisinhas, nem grossas, nem finas, mas eram torneadas. Sua unhas vermelho Rebu era enormes e perfeitas. Ela tinha o sorriso mais lindo e sexy que eu já vi na minha vida. Seu olhar era de deixar qualquer um nervoso. Eu via todas aquelas meninas lindas e ficava meio pra baixo por que na época não me achava tão bonita como elas. E reparando no meu estado, Ariana veio falar comigo:
- Mah, tá tudo bem? Vem dançar com a gente!
Ela me puxou pela mão e começou a rebolar na minha frente, me olhando nos olhos e sorrindo. Eu tentei acompanha-la, mas eu estava maravilhada com ela dançando com uma blusinha que deixava sua barriguinha quase negativa a mostra, e um shortinho jeans branco que valorizava sua pele bronzeada. Ela se aproximou e colocou uma de suas pernas entre as minhas. Seu rosto estava no meu pescoço e eu podia sentir sua respiração. Ela de repente beija meu pescoço. Me arrepio por completa. Sua boca me beija outra vez a bochecha. E logo em seguida ela fica frente a frente comigo, parada por alguns segundos me olhando nos olhos, e depois me beijou suavemente. Sua língua se entrelaçava com a minha num beijo maravilhoso. Senti sua mão e suas unhas na minha nuca puxando minha cabeça ao encontro da dela. E melhor ainda, senti sua outra mão apertar minha bunda, e depois acariciar minha boceta, ainda por cima da roupa. Ouvi os risos da Alice e da Juliana e depois seus gritos:
- Safadinhaaas! Que delícia! Vai Ariana, aproveita!
Ariana parou de me beijar, virou pra elas e disse:
- Aproveita? Vamos todas aproveitar! (Sussurrando) Venham!
Vi as duas vindo e fiquei ainda mais excitada. Já podia sentir minha boceta um pouco molhada e quente. Todas nos beijamos, pude provar o beijo de cada uma, mas ainda assim o da Ariana era o melhor. Fomos todas pra cama de casal que havia no quarto. Como aquela era a minha primeira vez com elas, todas me queriam. As três começaram a me agarrar por todos os lados e lentamente tirar minha roupa, até que eu ficasse completamente nua, e junto a mim elas se despiam também. A Juh e a Alice se beijavam e chupavam minha bocetinha completamente depilada. Eu me contorcia e gemia de prazer:
- AAAAHHH!... CHUPEM! Que delícia!
Enquanto as duas me faziam gozar com suas línguas, Ariana me fazia gozar por dentro. Ela ainda estava de lingerie preta e chupava meus peitos, agarrando os forte com as mãos e mordendo suavemente meus mamilos. Entre um peito e outro ela me beijava, mordia minha boca e puxava meu lábio devagar, até escorregar de entre seus dentes branquíssimos. Ela ficou de pé na cama e tirou bem devagar a calcinha. Depois se sentou de pernas abertas sobre meu peito. Senti sua bocetinha quente encostar minha pele. Logo vi que ela tinha um “risquinho” de pelos bem desenhados e aparados. Ela se deitou sobre meu corpo e seus seios foram parar no meu rosto, e em seguida minhas mãos foram apertar sua bunda macia e eu chupava e mordia seus lindos peitos redondinhos. Nesse momento, Juh e Alice chupavam freneticamente meu clitóris e colocavam seus dedinhos na minha boceta que já estava inchada de tesão. Ariana falou em meu ouvido sussurrando:
- Tá gostando?
Respondi:
- To amando!
Ela então disse:
- ME CHUPA ENTÃO!
Ela de pernas abertas em cima de mim colocou sua boceta na minha boca. Que cheiro delicioso. Passei a língua por toda aquela boceta. Mordi levemente seus grandes lábio carnudos e suguei sem clitóris. Ela rebolava enquanto eu a chupava, e eu ouvia seus gemidos baixinhos:
- Oooohh... Que língua deliciosa Mah! Vai! Me chupa... não para!
Nesse momento não aguentei! Juh e Alice enfiavam seus dedinhos muito rápido na minha boceta e a voz da Ariana pedindo mais era muito excitante. Gritei:
- Eu vou gozar! Vou gozar... AAAAAHHHH...
Senti meu líquido escorrer pelas minhas virilhas até chegar a minha bunda, derramando na língua das duas. Depois que gozei, Ariana se contorcia e gritou:
- Não para Mah! Continua...
Então continuei a chupar, e as meninas agora vinham beijar Ariana. Depois de alguns segundos chupando Ariana não aguentou:
- OOOOOOHHHHH...
Logo após seu grito seu gozo escorreu pela minha boca, passando pelo meu queixo e molhando meu peito. Depois dei um beijo triplo nas duas que tinham meu gozo em suas bocas. Foi um dia incrível! Depois ainda fomos pra festa, mas nada que se compare aquela tarde.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.