"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Meu Cachorro me Fudeu


autor: Dezinho
publicado em: 28/01/17
categoria: outra
leituras: 11644
ver notas
Fonte: maior > menor


cQuando tinha 16 anos estava em casa lavando o carro do meu pai e depois fui lavar meu cachorro (na época era uma labrador branco muito bonito e com 5 anos).

Tudo normal, um adolescente com os hormônios a mil e com uma namorada que não passava dos limites por medo de tudo. estava só em casa pois meus pais adoravam ir no mercado passear e ficavam horas lá.

Nunca me passou nada pela cabeça no sentido de ser passivo pois adoro mulheres e sempre vou adorar. mulheres são lindas, inteligentes, sensuais, enfim, a oitava maravilha do mundo.

Hoje com 28 anos lembro do que aconteceu sem arrependimento como você pois temos que nos arrepender daquilo que não temos coragem para fazer.

Mas na época fiquei mais de um mês com um sentimento de culpa muito forte. estava lavando o aramis (minha mãe tinha dado este nome ao nome cão pois adorava a história dos três mosqueteiros) como sempre faço aos sábados e aproveitando a ausencia dos meus pais terminei logo e corri para dentro de casa para colocar um filme que peguei escondido na locadora. tinha só garotinhas, coisa de europeus. não lembro o nome mas tinha de tudo 1x1, 3x1, teen x teen e no final minha surpresa, um carinha que estava com duas meninas estava sobre uma quando a outra começou a abrir atrás dele e colocava 2 dedos e ele deixava e gemia, dizendo que ia gozar mais rápido e fez mesmo numa quantidade maior.

Achei aquilo interessante e fiquei na dúvida se era verdade. já havia me masturbado duas vezes e estava meio sujo mas aquela cena me deixou rigído novamente comecei uma nova seção de movimentos. mas faltava algo. aproveitei que já havia gozado duas vezes no chão sobre uma toalha (para depois ficar fácil de esconder caso alguém chegasse) e molhei um pouco um dedo no líquido fino e viscoso e comecei a massagear meu anel, e com cuidado coloquei o dedo dentro. me subiu um frio na espinha pois como tocava meu penis a sensação de prazer aumentou 100%. fiquei lá massageando meu cuzinho e novamente molhei os dedos no meu líquido da toalha e agora passei a introduzir 2 dedos e logo 3.

Fiquei tonto e sai do sério deixando de lado todo o meu pudor de menino macho, briguento e conquistador. quando estava prestar e gozar novamente escuto um barulho no quintal e correndo tiro a fita do vídeo e escondo junto a toalha, coloco meu shorts e chuto a cueca para baixo do sofá. coração a mil me recomponho e corro para o quintal para ver quem era e para minha surpresa era apenas o cara da sabesp mexendo na caixa para fazer a leitura e com isso o barulho pareceu de alguém entrando em casa.

Fiquei puto da vida pois estava maravilhoso lá dentro e eu estava em ponto de bala. corri para dentro e quase atropecei sobre o aramis (nosso cão labrador).

Mandei ele sair da frente o voltei para dentro correndo para o meu quarto e tirando o shorts peguei a toalha de novo e desta vez passei todo o semen que estava nela nas minhas mãos e dedos. com uma comecei a massagear o pênis e com outra fiquei entrando e saindo os 3 dedos no meu anus.

Estava em pé e acabei me ajoelahndo para ficar numa posição melhor. estava gostoso e quando vi o espelho grande da parede resolvi pegá-lo para poder ver eu mesmo me deflorando. encosteio na parede sobre o chão de modo que encostei as costas na cama e de cócoras figuei vendo minhas mãos brincarem em minha frente (penis) e por baixo (anus).

A sensação e a cena que via eram incríveis, nem me preocupava como tempo e minha ereção estava mais demorada pois já tinha gozado duas vezes e agora fiquei mais tempo me masturbando com os 3 dedos no rabo. mas eu queria ver melhor e fiquei de quatro com o bumbum virado para o espelho e aí pude ver como era bom, parecei que estava vendo o filme de novo com a menina brincado com o rabo do garoto.

Daí minha surpresa , quase morri do coração quando olho para a porta do quarto e vejo o aramis já sentado com o rabo balançando não entendendo nada o que eu estava fazendo, assustei pois pensei que era alguém (na correria não fechei a porta da cozinha e ele entrou) mas como era o meu cachorro pensei "bom ele não fala e não entende nada mesmo"... e continuei pois não queria perder o clima de novo.

Enfiava meus dedos no rabo com força que fazia até barulho, mas estava fácil pois meu gozo da toalha facilitava a penetração e também a masturabação. eu pingava de suor, escorria pela testa, costas, braços e pernas, barriga, tudo estava muito calor e eu estava totalmente pelado.

Fixo em olhar no espelho para não perder nenhum detalhe tomo outro susto quando aramis se aproxima de mim e fica lambendo meu rosto, deixei ele lamber todo o suor e ele começou a explorar meu corpo e aquela lingua aspera parecia uma mulher me lambendo inteiro ficou ainda melhor e o tezão estava aumentando com isso, de repente ele entra embaixo de mim e fica alucinado (depois entendi que era pelo cheiro do meu sexo e semen) e começa a lamber freneticamente minha mão e penis, lambia gostoso a cabecinha e toda a extenção do pau até o saco e voltava a lamber, eu já apertava o penis para sair o pré goxo viscoso e lubrificante e ele ficava lamendo ainda mais forte, pelo espelho a cena era indescritível. porém quando olho para o lado tenho outra surpresa, o pau do aramis estava todo para fora, era enorme, vermelho e cheio de veias roxas com uma bola do fim do tamanho da minha mão quase.

Nunca tinha visto o seu penis pois sempre via a pontinha vermelha e achava que penis de cachorro era assim pequeninho mesmo, mas aquilo era incrível o penis dele era maior que o meu e mais grosso, meio estarnho mais depois descobri que nos cachorros era assim mesmo para facilitar a cópula com as fêmeas e neste mesmo momento ele vai para trás de mim e começa a lamber meu rabo e meus dedos que entravam e saiam do meu cu. aí ele ficou louco seu rabo balançava sem passar e quando eu tivara os dedos do rabo ele enfiava a lingua lá dentro, parecia um aspirador, foi demais e olhando aquilo no espelho acabei gozando sem estar mais me masturbando, nem tocava meu pau e gozei naturalmente e intensamente, parecia que até meu cu estava gozando e ele lá com a lingua passou correndo para o meu pau e lambeu todo o gozo do pau e do chão prolongando ainda mais meu orgazmo.

Nunca tinha sentido isto antes, minhas pernas tremiam, meus braços perderam força e debrucei a cabeça sobre eles apoiando-me sobre a cama, fiquei tonto e perdi a noção da realidade, aquelas lambidas no rabo foram demais... de olhos fechados e exausto senti com pesar quando aramis parou de lamber meu penis e fiquei lá esperando recobrar minhas forças para levantar e arrumar tudo. novo susto, aramis aproveitando minha posição pula sobre mim me agarrando pela cintura, olho para trás e vejo seu enorme pau balançando e batendo nas minhas costas (como eu estava abaixado só batia nas costas). assustei mas deixei o coidado lá como retribuição pelo orgasmo incrível que ele havia me dado, ele ficou lá todo torto dando pauladas nas minhas costas e não sei porque meu pau começou a ficar duro de novo e meu coração disparou de novo. pensei o que é isso cara, o que você esta fazendo, mas não adiantou fiquei olhando o espelho mais um pouco e vi pequenos jatos de líquido sairem do penis do aramis e escorrer pelas minhas costas, achei que ele estava urinando mas não tinha cheiro de urina, minha bunda começou a ficar molhada e o líquido escorreu pelo meio e molhou meu cu de dando um forte arrepio, era quente e viscoso, coloquei a mão para traz e por curiosidade e tesão molhei os dedos e levei até a boca, o gosto era diferente, salgado, parecia mostarda só que menos picante, achei gostoso e não tive nojo até porque já havia experimentado meu próprio sabor por curiosidade.

Porque não, aquele momente poderia acabar e nunca mais poderia ter outro e por isso me virei com muito esforço pois aramis não queria me largar e fiquei de quatro com a cabeça para frente do aramis, ele alucinado não quis saber e me montou de novo pegando-me pelo pescoço, seu pau começou a bater no meu rosto e os jatos se espalhavam na minha cara, ai fui eu que fiquei alucinado e segurei seu pau pela bola de trás e comecei instintivamente a chupar como se fosse a melhor das frutas, meu instinto animal tomou conta de mim e agora via aramis como um parceiro sexual e não mais como meu cão.

Chupei e chupei e por vezes me engasguei com aquele mastro na garganta, tomava todos os jatos com sofreguidão não querendo perder nada, minhas costas estavam sendo bem arranhadas pois aramis afoito não parava de se contorcer e gemia como se fosse uma menina de repente a bola que eu segurava começou a crescer na minha não e comecei a sentir jatos grossos, quentes e mais fortes na minha boca, naquele momente ele estava gozando de verdade, comecei a tomar aquele leite que agora era ainda mais gostoso, salgado e farto que antes e não dava conta da quantidade que saia de seu pau, escorria pelas boca e eu alucinado pegava com a mão é levava até o meu rabo e ainda os 3 dedos lá nas vésperas de atingir um novo orgasmo. não sei quanto de porra ele gozou mas era muita, parecia que saia de copo, bebi até ele parar com os espasmo do seu corpo e sair de cima de mim, minha boca estava dormente e minha garganta grudava.
Estava de estômago cheio de tanto que bebi seu leite. ele desmontou de mim e sentou com aquele enorme penis para fora e ainda maior e começou a lamber o próprio penis.

Eu já havia tido outro orgasmo mas percebi que não tinha gozado e que meu orgasmo havia sido pelo cu que estava totalmente lubrificado. foi demais, me sentei e me olhei no espelho, estava suado ao dobro, totalmente molhedo, com o rosto lambuzado de liquido viscozo e com a boca vermelha e nos cantos algum respingo de gozo do meu cão que havia escapado. foi demais. aramis deitou e seu pau se escondeu e eu fui arrumar a bagunça e limpar tudo que havia molhado o chão.

Fui tomar um banho para recobrar as forças e botei aramis para fora de casa e ele foi para sua casinha. quando fui escovar os dentes para limpar minha boca dei um arroto forte onde pude sentir o cheiro e o gosto do gozo do aramis de novo e percebi que realmente estava estufado de tanto leite que tinha bebido.

Meus pais chegaram e perguntaram se estava tudo bem com o nosso cão pois ele estava deitado dentro da casinha e não havia feito a festa normal que ele faz quando alguem chega em casa. respondi que ele deve ter se cansado pois ficou latindo durante muito tempo para um cachorros que estavam na rua.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.