"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Uma surpresa pra mim!!!


autor: GustavoN
publicado em: 21/02/17
categoria: gays
leituras: 1586
ver notas
Fonte: maior > menor


Meu nome é Ricardo e num certo dia, mais precisamente uma sexta-feira, fui a um barzinho no Centro do Rio de Janeiro com uns amigos da faculdade, sentamos e pedimos algumas cervejas e ficamos conversando sobre vários assuntos. Logo percebi uma menina me olhando, achei que não era pra mim, pois a menina era muito linda, loira, olhos azuis, branquinha como uma bonequinha, coxas grossas, seios lindos e uma bunda muito gostosa, e continuei a conversa, mas em certos momentos eu olhava como quem não queria nada e reparava que ela estava me olhando, mas disfarçava.
Minha cerveja acabou e o balcão do bar era justamente na direção da mesa dela, não esperei o garçom trazer e fui buscar, assim tinha um pretexto para puxar assunto com a tal menina. Me aproximei e perguntei o nome dela, me respondeu com um sorriso lindo o seu nome, Rafaela. Perguntei se ela estava esperando alguém ou namorado ou algo assim, disse que estava esperando umas amigas e que não tinha namorado, abri um sorriso e ficamos conversando. Uma amiga dela chegou e meus amigos estavam me chamando, falei com ela que não iria atrapalhar o encontro dela com as amigas e os meus estavam me chamando, ela falou que queria muito conversar com as amiga e trocamos os números telefônicos.
As amigas dela chegaram todas e na minha mesa com meus amigos e ela na dela não paramos de nos olhar e trocar sorrisos. Depois de um bom tempo ela foi embora com as amigas me deu tchau e mandou um beijo, eu mandei outro de volta e não demorou muito eu e meus amigos também fomos embora.
No dia seguinte durante minha hora de almoço peguei meu celular e fui no whatsapp e fui ver se ela também tinha e por sorte ela também tinha, mandei uma mensagem e fiquei esperando a resposta, mas a mensagem não havia chegado pra ela. Voltei do almoço e a mensagem ainda não tinha chegado e não mexi mais no celular. A caminho da faculdade peguei o celular no ônibus e tinha uma mensagem dela, começamos a conversar, conversamos muito, até mesmo durante minha aula. Marcamos de nos encontrar no sábado e para minha surpresa ela morava em Niterói, mesma cidade onde eu moro. Ela veio de Santa Catarina para casa da tia e também para estudar.
Nos encontramos no sábado, numa pizzaria, em Niterói mesmo, e conversamos muito, rimos e tudo mais. Acabamos de comer e fui pegar o meu carro, eram umas 23:30hrs, me ofereci para levá-la em casa e ela aceitou. Já no carro, no estacionamento, olhamos um para o outro e começamos a nos beijar, beijava muito gostoso, o clima foi esquentando, eu estava cheio de tesão pois não transava a algum tempo, ela estava ficando muito excitada também, fui descendo minha mão e ela tirava, descia de novo e ela tirava, então decidi apalpar seus seios, logo abaixei as alças da blusa dela e seus peitos lindos e rosadinhos estavam pra fora e eu mamando, meu pau já estava latejando na cueca e então decidimos ir para um motel.
Chegando lá continuamos de onde paramos no carro, começamos a nos beijar e acariciar de novo, e novamente eu descia a mão para entre suas pernas e ela tirava, então tirei minha camisa e a dela, tirei minha bermuda e cueca e fui segurando ela, beijando a nunca, indo para a orelha e deixando ela louca de tesão, senti ela tremer de tesão, virei ela de costas e deitei por cima dela, desabotoei a saia dela e puxei, deixei ela de calcinha, olhei para a bunda dela e que bundão gostoso, lisinha e branquinha, ela ficou meio inquieta e tentando se virar e não conseguia, continuei por cima e continuei a beija-la, deixei ela se virar lentamente e continuei, comecei a beijar a boca dela sentindo seus seios colocados no meu corpo, fui descendo e beijando o pescoço até chegar nos peitos, ela tremia de tesão, já estava sem forças, beijava os seios e continuei descendo pela barriga até chegar a virilha e ela começou a tentar me tirar de novo, mas comecei a beijar por dentro das coxas dela até que cheguei na virilha, eu estava louco pra chupar a buceta dela, já me imaginava fazendo isso, imaginava como seria, rosadinha como seus lindos seios, mas quando tirei a calcinha dela, para minha surpresa, tinha um pau, fiquei sem saber o que dizer e como agir, ela ficou meio sem jeito, mais estava com muito tesão. Não sabia como agir, pois nunca havia feito sexo com uma travesti, nem imaginava que ela fosse, muito feminina, muito.
Eu estava pelado e meu pau estava pedindo um sexo, latejava e eu estava com muito tesão. Ela falou que tentou me falar, mais que estava gostando muito da conversa, do meu jeito e do que estava acontecendo entre nós e com o tesão que eu estava não quis parar por causa disso. Continuando de onde parei, voltei a beijar a virilha dela, ela me puxou pra cima e começou a beijar e chupar meu pau, chupava muito gostoso, me fazia delirar de tesão, meu pau estava babado, bem molhado. Ela se virou e ficou de quatro, toda empinadinha, que lindo cuzinho, bem fechadinho, parecia que piscava pra mim cheio de tesão, coloquei a cabecinha bem na entradinha, enfiei a cabeça e fui empurrando devagar, cravei tudo e ela soltou um gemido forte, fui tirando e colocando bem devagar, tirando e colocando. Ela trocou de posição e deitada de costas e com as pernas abertas me puxou pra cima dela e colocou meu pau no cuzinho dela e fui enfiando e tirando, estava metendo quando ela pegou minha mão e colocou no pau dela, me fez segurar, fui apalpando o pau dela, mexia no saco macio, apertei as bolas dela e comecei a punhetar o pau dela e foi endurecendo, não podia negar o pau dela era bem bonito, já duro não tinha 16 centímetros, mas era bem grossinho, nada exagerado.
Ela saiu da posição com o pau já duro, me deitou e veio pra cima de mim e sentou bem devagar no meu pau, ficou indo pra frente e pra trás me deixando louco com essas reboladas, se inclinou e deitou em cima de mim, continuei enfiando nela e ela com os seios sobre mim, foi no meu ouvido e falou entre gemidos que queria me comer também, olhei pra ela e ela rindo com uma cara de safada. Ela se levando e agachou no meu pau, ficou subindo e descendo e eu vendo aquilo na minha frente, o meu pau entrando todo naquele cuzinho e o pau dela duro, bem rígido balançando. Ela saiu e eu sentei na beira da cama, segurei meu pau e ela veio sentando de costas, segurou meu pau e colocou no cuzinho, sentou até todo meu pau estar dentro dela, começou a rebolar muito gostoso, fui beijando a nunca e o pescoço dela, sentia ela se arrepiar. Ficou por um tempo e saiu, eu estava cheio de tesão mas não iria gozar ainda, ela se sentou na beira da cama e segurou o próprio pau e me chamou pra sentar, totalmente sem jeito mas cheio de tesão, me virei e coloquei as mãos sobre os joelhos dela e fui me aconchegando sobre o colo dela, procura o pau dela com o meu cuzinho, ela passou a mão com saliva no meu cu e passou seu pau alisando ele no meu cuzinho, senti a cabecinha entrar e fui descendo devagar até entrar tudo, descia e subia, estava com muito tesão, a Rafaela estava gemendo muito, parecia que ia gozar, pediu que eu saísse e me deito de costas, entrou no meio das minhas pernas e novamente passou seu pau em meu cuzinho o procurando, peguei e coloquei a cabeça dentro, eu estava com tanto tesão que parece que meu cu sugou o pau dela pra dentro, enfiava e tirava devagar. Nunca me imaginei assim, com tanto tesão fiquei de quatro pra ela, falou que meu cuzinho estava piscando, estava pedindo pelo pau dela de novo, ela deu uma lambida bem babada no meu cuzinho deixando molhadinho e novamente colocou a cabecinha e meu cu sugou o pau dela, foi enfiando dando umas bombadas num ritmo normal, ela gemia muito, iria gozar a qualquer momento, começou a falar que ia gozar, tirou o pau do meu cu e falou pra eu comer ela, ficou de quatro pra mim e como piscava aquele cuzinho, coloquei tudo dentro, tirava e colocava e ela gemia muito, eu já estava gozando, faltava pouco, ela saiu da posição e pediu pra eu me deitar, agachou sobre meu pau, sentava e subia segurando os peitos, pegou minha mão e com ela ficou punhetando seu pau, sentia ele na minha mão latejando, ela tirou a mão e voltou a apalpar seus seios, gemia e falava que iria gozar, eu já estava quase gozando, o pau dela latejava na minha mão e senti ela gozando, ela agachada no meu pau, subindo e descendo, gozou muito, tão forte que quase acertou meu rosto, quando senti aquele pau na minha mão gozando eu também gozei, gozei muito, ela subindo e descendo sentia o meu gozo escorrendo pela bunda dela e pelo meu pal.
Nos deitamos e nos beijamos, fomos para o banheiro e tomamos um banho, lavei todo o corpo dela enquanto ela lavava o meu. Saimos do motel e levei ela em casa, marcamos outra saída, vamos ver como vai ser o próximo sábado...




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.