"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Fazendo as pazes pela manhã


autor: Poli
publicado em: 21/02/17
categoria: hetero
leituras: 2380
ver notas
Fonte: maior > menor


Boa tarde, meu nome é Poli e tenho 26 anos e esse é meu primeiro conto. Sou casada há 3 anos e adoro contos eróticos então resolvi contar um pouco de minhas aventura pra vocês.

Ontem eu e meu Marido brigamos, vou chamar de Jean, eu estava muito brava então quando ele veio me tocar a noite na cama eu tire suas mãos e disse que queria descansar. Mas estava muito calor então dormi peladinha pra provocar...

Tenho um corpo bonito tipo tantão, e sei que minha bunda deixa o maridão louco. Ele passou a mão a noite toda e encostou seu pau duro na minha bunda, mas eu fingia que estava dormindo, afinal estávamos brigados.

Pela manhã eu acordei e ele estava com a mão na minha bucetinha, alisando os pelinhos curtos e insinuando colocar o dedo entre os lábios da bucetinha, por um tempo fingi estar dormindo, mas logo não deu mais pra esconder, soltei um gemido abafado que acabou me entregando.

Jean: -Está acordada né safadinha? Ta gostando do carinho nessa buceta gostosa? Eu sei que você adora.

Como resposta dei mais um gemido e apertei minha bunda contra aquele cacete duro. Então ele enterrou o dedo na minha buceta que já estava escorrendo de tesão. Alisava meu grelinho e enfiava o dedo na minha bucetinha com força. Ele viu que eu não estava mais aguentando então abriu minhas pernas, se ajeitou entre elas e começou a me chupar bem gostoso, lambendo o grelinho e enfiando dois dedos em mim, gozei deliciosamente, gemendo e pedindo pra não parar.

Jean: - Gozou gostoso minha putinha? Ainda está brava comigo?

Ele sabe que adoro quando me chama de putinha, nós nos entendemos muito bem na cama e achamos no sexo uma ótima maneira de acabar as brigas. Foi então que ele me virou e quatro e começou a passar a cabecinha do pau na minha buceta molhada, me provocando e perguntando se eu queria aquele pau todinho dentro de mim.

Poli:- Quero amor!!! Quero esse pau todinho.
Jean:- Então pede, implora bem gostoso, bem safada!!
Poli:- Fode bem gostoso tua putinha, tua vadia. Enfia esse pau bem forte na minha buceta...
Jean:- Ai amor, eu queria torturar você, mas não consigo resistir vendo você safada assim, de quatro, implorando por pau...

Então ele enfiou o pau todinho , bem devagar e começou a bombar forte na minha buceta. Eu gemia muito e ele dava tapas na minha bunda enquanto socava gostoso na putinha dele. Eu adoro ele me comendo nessa posição, me sinto uma verdadeira vadia. Ele para e eu fico rebolando no pau, perguntando o que eu sou dele, e ele me responde: vadia, cadelinha, puta, safada... Gozei de novo.... Ele estava quase gozando e pediu pra eu virar pois de manhã tem que tomar leitinho... Lambi tudinho e ainda ganhei mais uma chupada na buceta molhada. Adoro fazer as pazes pela manhã!!!




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.