"Os mais excitantes contos eróticos"

 

55- Quatro amigas no Pensionato


autor: bernardo
publicado em: 26/02/17
categoria: hetero
leituras: 5223
ver notas
Fonte: maior > menor


Dos 13 até aos 18 anos, Kelly estudou e morou em um pensionato. Junto com ela havia muitas outras garotas nesta mesma faixa de idade. Os quartos eram formados por quatro garotas e no dela ficava a Michele, a Denise e a Fernanda todas mais velhas que ela.

O fato que narro passou no dia do aniversário dos seus 15 anos. Ela e as outras meninas, aniversariantes do mesmo dia, ganharam um bolo de chocolate e muitos abraços. Em todo o pensionato só havia mulheres e apenas um jardineiro que era surdo e mudo, muito bonito com traços indígenas que morava nos fundos do pensionato em um quartinho.

O dia todo as colegas de quarto, falaram que a noite iriam lhe fazer uma surpresa, e ela curiosa ficou louca para que chegasse à noite. Depois das atividades da noite que ocorria por volta das 20:00 horas, todas se retiravam para os respectivos quartos, para tomar banho e dormir, pois, levantavam muito cedo para o início das aulas.

Como era costume elas tomavam banho de duas em duas onde esfregavam umas às costas das outras sem nenhuma malicia, pelos menos até aquele dia. Kelly foi tomar banho com a Fernanda, uma loirinha mignon muito bonitinha de olhos claros e seios grandes, muito bonita. Neste dia, Kelly percebeu que os toques da Fernanda eram mais ousados. Ao lavar suas costas ela se dedicou muito tempo alisando a sua bunda com mais pressão, e aquilo começou a deixa-la de rosto vermelho, pois estava gostando muito, mas não podia falar nada para ela.

Quando saíram do banho, a Michele e a Denise entraram no banheiro e demoraram uns quinze minutos e saíram rindo sem parar lá de dentro, mas rindo baixinho devido ao horário de recolhimento. Todas se sentaram na cama da Kelly e elas falaram que tinham um segredo para contar, mas ela teria que jurar que não falaria nada para ninguém. Kelly jurou fidelidade e elas pediram que confiasse nelas, pois iriam fazer uma coisa muito gostosa com ela. Kelly lhes disse que se fosse realmente gostosa ela deixaria fazer sem problema.

Elas a deitaram na cama e cada uma pegou um potinho de óleo de amêndoas que elas tinham preparado e começaram a fazer massagem cada uma em um pedaço do seu corpo. Se já tinha ficado com o rosto vermelho no banho agora estava com o corpo pegando fogo, porque a Fernanda começou a fazer massagem nos seus seios, enquanto a Michele e a Denise cuidavam cada uma de uma perna alisando os pês e subindo pelas coxas. Kelly, então disse para elas que era melhor parar e tentava sair, mas a Fernanda totalmente nua empurrava os seus seios contra os dela forçando-a ficar deitada e quase beijando a sua boca e ela dizia:
- Calma, Kelly, você concordou que iria fazer tudo, então fica quieta e fecha os olhos.

Quando ela fechou os olhos pode sentir muito mais as caricias que recebia e aquilo foi lhe causando um calor bem no meio das coxas as quais eram massageadas pelas duas que hora chegavam bem perto da xoxota, que estava úmida parecendo que estava mijando. Ela teve também as mãos levantas sobre a cabeça e amarrada na cama, nisso a Fernanda passava o bico dos seus seios bem perto da boca dela. Kelly fechou os olhos mais forte ainda, mesmo querendo abri-los para ver aquele bico tão perto da sua boca.

Enquanto isso as outras meninas passavam óleo na xoxota dela e a massageavam uma de cada vez deixando-a louca ainda mais principalmente quando sentiu a boca e a língua da Fernanda nos seus seios. Ela queria protestar e pedir para pararem mas só ficou no queria, porque estava muito gostoso e logo a Michele que era um tesãozinho de morena toda jeitosinha começou a lamber a sua xoxota.

Kelly não estava aguentando e se retorcendo toda implorou que a soltasse, que parasse com aquilo, mas a cada toque delas no seu grelinho ela gemia de tesão e as amigas nem escutava o que ela estava falando. Logo a Denise chegou tentando beijar a sua boca, que ela mantinha fechada, mas logo ela descia para a orelha e começava a passar a língua no seu pescoço e o seu instinto começou a caçar a boca dela, que agora a castigava e não deixava beija-la. Então ela começou a fazer beicinho com carinha de choro e parece que isso a fez ficar louca, pois pegou seu rosto com as mãos e enfiou a língua no fundo da sua boca.

Elas nunca tinham feito isso com ela, por diversas vezes kelly se cobria nas madrugas escutando os gemidos delas na noite, pois sabia que elas faziam alguma coisa, mas não sabia o que era, e agora estava sendo chupada pelas amigas que lhe faziam de gato e sapato. Elas se revezavam de lugar, enquanto kelly tinha as pernas arreganhadas e chupada de tudo que e jeito e seus bicos doíam de tanto que estavam duro. Ela recebeu muitos beijos na boca e várias dedadas na xoxota e também no cuzinho.

De repente elas a largaram e teve os seus olhos vendados, e a Michele avisou que agora a festa iria começar, e ela que achava que estava no final, sentiu mãos mais grossa passarem sobre o seu corpo juvenil e começou a tremer mais e mais ainda quando teve a xoxota invadida por uma língua mais forte que a possuía bem diferente da delicadeza das meninas. Ela ficou louca, suas mãos agarravam a sua cintura, com força e dominação, e ela excitadíssima com tudo aquilo, sentiu aquela pessoa subir pelo meu corpo chupando e lambendo sua barriga, seus seios, chupando-os, e quando chegou perto da sua boca teve a venda retirada e ela pode ver que era o jardineiro.

Que loucura, ela estava ali amarrada, sendo esmagada por aquele moreno, de olhos verdes que não podia pronunciar uma palavra sequer e que agora procurava a sua boca com muita paixão. As meninas desamarraram as suas mãos e ela pode enfim abraçar todo aquele corpo e sentir a boca de uma delas na xoxota novamente enquanto uma outra pegava o pinto do jardineiro que colocava na sua xoxota. Ela ficou imóvel, até que sentiu uma forte dor e depois uma sensação muito gostosa e prazerosa de ser invadida cada vez mais por aquele corpão e, ele começou a fazer movimento de entrar e sair bem devagar e acelerando os movimentos ela agarrou no seu pescoço enlaçou a sua cintura com suas pernas enquanto teve o pinto dele entrando na sua alma.

Kelly quase desmaiou quando sentiu tudo aquilo dentro dela e olhando para os lados viu a Michele tocando na sua xoxota feito uma louca enquanto do outro lado podia ver a Denise e a Fernando se chupando em um lindo e ´perfeito 69. Kelly estava loucamente possuída por aquele clima e aquele lugar, pois tinha as suas entranhas arreganhadas e cada vez queria mais até que seu corpo começou a tremer e teve um choque elétrico em todo ele e depois ficou mole enquanto sentia um liquido grosso sendo jorrado pelo pinto daquele moreno lindo que nada falava, mas que a invadia e a possuía como se fosse o seu dono, o dono dos seus desejos mais escondidos e profundos e ela meio acordada meio desmaiada tremia o seu corpo sem parar, até que ele caiu sobre ela fungando no seu ouvido, logo depois ele saiu e todas elas , cansadas dormiram umas abraçadas nas outras. De manhã, Kelly acordou abraçada a Fernanda e na outra cama a Michele dormia junto com a Denise. Acordou com elas lhe beijando a boca e lhe desejando feliz aniversário. E este foi o melhor presente que recebeu em toda a sua vida e a partir daquele dia tudo mudou naquele quarto de pensionato.

**********************************
Ficou excitada com essa história? Então me dê uma nota e me anime a continuar escrevendo. Skype: bernard.zimmer3 ou e-mail. bernard3320@live.com ou WhatsApp: 11-944517878, agora com vídeo chamada.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.