"Os mais excitantes contos eróticos"


No Carnaval? Gozei todas...


autor: GostosudaPE
publicado em: 07/03/17
categoria: hetero
leituras: 4264
ver notas
Fonte: maior > menor


Adoro sexo e gozar é minha necessidade diária...
Olá, gente. Me chamo Marina e tenho 33
anos. Sou negra, baixinha, gordinha, com coxas grossas, bunda e seios grandes. Já relatei aqui muitas aventuras minhas e hoje falarei pra vocês de uma trepada maravilhosa em pleno Carnaval.

Sou de Pernambuco e aqui o Carnaval ferve. Literalmente. É sol na cara, bebida gelada, frevo no pé e muita animação. Não tem lugar melhor pra passar essa festa! Estava eu no Galo da Madrugada, bloco tradição no sábado de carnaval, e descia até o chão numa coreografia bem gostosa... quando bato o olho no trio elétrico: que gato da porra estava a dançar! Negro, careca, Alto, forte, com o corpo pintado com símbolos africanos e um sorriso enlouquecedor. Ufa. Gamei.

Mas não encarei por muito tempo não. Continuei a dançar e cantar. Pulava, requebrava, ria com as amigas. Olho novamente para o trio. O gatão me fitava agora. Sem tirar os olhos dele, continuei a coreografia e ele fazia os mesmos passos. Hipnotizada estava eu... a música acabou e o cara fez sinal, me chamando pro trio. Olho para os lados pra ver se era comigo que ele estava falando... era eu mesma. Faço sinal de sim. Kkkkkkk a vida é muito curta pra perder qualquer oportunidade!

Me despeço das amigas, atravesso a multidão suada e chego na porta de acesso ao trio, um segurança me deixa entrar. O gatão já tinha dado o aval. Subo aquela escadinha apertada e chego ao topo. Que visão massa daquele mar de gente a se sacudir ao som da música. O gatão me pega pela mão. Pergunta meu nome e me diz o dele:
---Nilo. Em homenagem ao rio mais lindo e mágico de toda a África!
---Marina. Em homenagem ao mar e a reconstrução energética que ele proporciona.

Sorrimos. Estávamos gritando pra nos fazer ouvir e tínhamos melhor coisa pra fazer com a boca. Um beijo começou. Acanhado, exploratório. Mas assim que as línguas se tocaram, tudo explodiu. Tesão a mil. Beijo profundo, línguas se enroscando e gemidos altos. Ainda bem que a música cobria nossa zoada. Nos encaramos um pouco, dançamos um pouco, mas o tesão tava demais...
---Vamos descer, Marina?
--- Bora...

Descemos pela mesma escadinha e ele me levou pra um cubículo perto da cabine do motorista. Era o lugar onde ficavam os equipamentos auxiliares do trio. Começamos a nós pegar ali mesmo. Beijo quente. Minhas mãos percorrendo suas costas, enquanto minha língua percorria sua boca. Desço meus labios por aquele peito decorado e mordo de leve os mamilos. Ele geme alto. Continuo descendo. Estamos encostados na parede do trio. O batuque acompanha o ritmo dos nossos corpos. Faço a trilha do prazer e encontro um pau duro no caminho. Caio de boca e o gostoso dá um pulo. Adoro sentir o gosto de um pênis cheio de tesão e o desse negão dançarino estava simplesmente delicioso! Sugo com volúpia e começo o vai e vem com a boca. Nilo se remexe de encontro à parede e me chama de putinha safada. Amo ouvir gemidos de prazer. Minhas mãos punhetam ao mesmo tempo e sinto o corpo do gatão estremecer.
---Marina... para. Você é uma puta muito gostosa. Desse jeito vou gozar na sua boca e não quero deixar de provar o resto do seu corpo.

Agora sou eu que estou encostada na parede, sendo beijada e mordiscada por aquele deus africano. Enquanto seus lábios devoram os meus, suas mãos passeiam pelo meu corpo e agarram meus seios por baixo da camiseta. Que delícia do caralho! Quando me dou conta, minha blusa está levantada e meus peitos sendo sugados por aquela boca maravilhosa. O prazer é intenso. Estou toda molhada. Nilo segue o caminho do prazer e me toca por baixo da saia. Pulo de tesão.
---Ensopada, cachorra?
---Você é gostoso demais, meu Preto...

O homem urra, arranca a calcinha vermelha e cai de boca na minha bucetinha encharcada. Dou um grito de prazer. A boca de Nilo invade minha gruta e faz estripulias lá. Aperto sua cabeça de encontro a mim e rebolo gostoso naquela língua. Ao sentir o clímax se aproximar. Me derreto na boca do meu negão e minhas pernas ficam bambas. Gozo forte da porra!

Nilo agora está sentado em uma alfaia, que é um instrumento musical, semelhante ao bumbo, muito usado nos maracatus e afoxés. Sento no colo dele. Com a bucetinha ensopada, a penetração é fácil. Me delicio com o aquela rola gostosa entrando em minha gruta e gemo alto. Cavalgo beijando aquela boca carnuda, enquanto ele aperta meus seios. Nosso suor se mistura, nossos corpos dançam no embalo do prazer e eu gozo ouvindo a música do trio acima de mim.

Meu negão dançarino dizia putarias no meu ouvido, enquanto metia com mais força. Paro o movimento e me levanto. Ele reclama um pouco. Viro de costas e desço devagar... encaixo seu pau no meu cuzinho e rebolo até entrar tudo. Nilo solta um grito. A penetração é profunda e deliciosa. Começo a quicar. Meu cuzinho apertadinho se expande pra acomodar aquele rola grande e grossa. Ouço os gemidos dele. Que pena que não posso olhar aquele gostoso nos olhos e ver o prazer refletido neles. Mas sei que ele está adorando. Amo essa sensação de preenchimento total. Sinto o meu corpo tremer... as mãos dele estão apoiadas na minha bunda agora. Sinto o orgasmo se aproximar. Adoro dar o cuzinho! Rebolo mais um pouco e gozo gostosamente naquele membro maravilhoso. Nilo chama meu nome e jorra litros no meu rabo. A porra quente me preenche e escorre perna abaixo.

Ficamos abraçados, ouvindo o trio cantar um frevo canção lindo! Nos arrumamos e subimos de volta pra perto da banda. Nosso perfume era o prazer...
---Marina! Essa foi a trepada mais gostosa que já tive.
---Nilo! Você é gostoso pra Caralho...

Gostaram? Me digam! gostosudape@yahoo.com

Nilo, você ainda permeia meus sonhos...







ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.