"Os mais excitantes contos eróticos"


Minha Lindinha


autor: adriano.master
publicado em: 19/03/17
categoria: incesto
leituras: 9609
ver notas
Fonte: maior > menor


Chego em casa e ela esta me esperando com aquele sorriso lindo, que sempre me anima, me alegra, que me faz acreditar que todo sacrifício é valido para vê-la feliz.

Ela esta usando uma camisa com pijama e uma calcinha simples. Seu olhar me parece triste. Sinto que ela precisa do meu carinho e atenção e me diz

_Me faz carinho, faz tempo que não o abraço

_Claro meu amor, meu bebê, papai te ama, ama, ama,,, deixa eu te abraçar.... sentir teu calor... papai vai abraçar e não vai largar meu amor... vamos ficar coladinhos...

Sempre ficamos abraçadinhos, colados um ao outro. Sempre foi tão bom, mas hoje, sinto que ela esta diferente. Percebo uma tensão no ar. Uma vontade de querer mais, entre eu e ela.

A abraço com força e digo

_Meu bebê fica só de calcinha? Papai adora ver meu Amor só de calcinha. Não tem problema não... fica sendo nosso segredo meu Amor...

_Mas papai, isso é errado, n?

_Amor de Pai pra filha nunca é errado. É algo maravilhoso... vem abraça Papai...

_Ai papai eu tô com vergonha

_Vem... deixa papai te abraçar... assim... assim... com carinho... Papai te ama... vêm... vem pra perto de Papai... Papai... te adora... papai não vai fazer nada pra magoar meu Amor... minha Princesinha... meu bebê...

_Vem meu Amor... assim Papai não resiste... meu Amor é tão linda... papai não resiste...

Ela diz que me ama.

_Também te amo... fica só de calcinha pra Papai?

_Mas, pai eu tô com vergonha, não quero ficar assim na frente do senhor - Ela responder.

Ela nota que estou cansando e perguntar se não quero deitar para que ela possa massagear minhas costas. Ela já tinha feito isso. Ela tem mãos maravilhosas. Sempre me faz relaxar de um dia cansativo de trabalho.



_Está bem... vamos fazer assim... Papai... vai fechar os olhos.. bebê tira a camisa... papai deita e bebê começa a massagem... Papai só vai olhar quando bebê deixar... pode ser?

_Bebê vai fazer massagem em Papai? Papai pode deitar?

_Sim, pode deitar sim

Tiro a camisa, os sapatos, meias, cinto. Deito na cama de bruços. Fecho os olhos como havia prometido e peço que ela tire a camisa.

_Tirei, posso colocar o óleo, ou você quer sem?

_Com oleio meu Amor...

_"Ta bom, papai me diz se estiver doendo ta?"

Ela senta ao meu lado na cama. passa óleo em minhas costas e inicia a massagem. Suas mãos delicadas massageiam minha nuca e costas. O calor de suas mãos, sua técnica e uma delicadeza temperada com um pouco de força, me trazem prazer e relaxamento.

_Que delicia. Assim tá bom, tão bom, mãos da minha princesinha... quentes ... gostosas... mãos de bebê. Quando papai puder abrir os olhos avisa.

Suas mãos sabiam encontrar os pontos de dor e me pressionavam estes pontos. Sentia um calor tomar conta do meu corpo. Um calor gostoso e relaxante. Me movo, distraído, mas plenamente consciente da sua presença.

_Se papai abrir o olhos eu terei que tapar ou colocar a blusa.

_Papai não vai abri os olhos. Papai vai manter fechados. Que gostoso, que gostoso.

_Quer que eu ligue o ar, papai?"

_Não, não precisa. pPapai tá bem... o suor e tremor é tesão, amor, carinho, desejo,. vontade...

_Mas eu vou ligar mesmo assim estou com um pouquinho de calor também". Ela pegou o controle e ligou. Depois passou a massagear minhas coxas.

Era um tormento, como padecer no paraíso. A constante lembrança da sua presença. A consciência de estar tão perto do que se deseja, sem poder tocar.

_Papai pode confessar algo?

_Claro paizinho, fale sobre o que quiser

_Essa massagem tá tão deliciosa.. Papai... não aguenta... esta com tesão... com vontade... com vontade... agora é Papai que esta com vergonha...

_Vontade de que papai? - Ela perguntou e passou a massagear minhas panturrilhas.

_Vontade de te abraçar, te colocar no colo, te beijar. Te ver....assim, do jeitinho que meu amor esta. Seria tão bom... o melhor presente que meu bebe podia dar pra Papai.

Ela parou a massagem. Abri o rosto e virei o rosto em sua direção. Ela pegou rapidamente a blusa e cobriu os seios.

Fiquei receoso de ter falado de mais. Fiquei calado durante algum tempo, mas depois falei

_Bebê ficou com raiva de papai? Papai magoou bebê? Papai devia ter ficado calado.

_Desculpa Papai? papai não resistiu? Meu amor é linda demais... demais... perdoa Papai... deixa Papai beijar bebê?

_Ta bom pai, mas só um beijo.

Nossos rostos de aproximaram. Nossos lábios se encontraram. Sua boca se abriu e nos beijamos. Sua boca pequena, macia, gostosa. Me senti nas nuvens, o carinho me invadiu, o amor... era deliciosamente profano. Nosso lábios se afastaram. A olhei nos olhos. Ela me parecia envergonhada.

_Meu Amor gostou? Papai pode repetir?

_Nossa papai beija muito esse beijo foi muito bom

_Bebê quer mais? Papai quer!!!

Ela me olhou envergonhada, depois reclinou a cabeça em direção ao chão. Ela não falou nada, não sabia o que dizer.

Acariciei seu rosto. Olhei nos olhos dela. Ela percebeu minha alegria, meu carinho, meu desejo. Nosso rostos se aproximaram, se encontraram. Nos beijamos. Desta vez com mais vontade, mais desejo. Nossas línguas novamente se encontraram e compartilharam prazer e desejo como nunca.

Nossos beijos se tornavam cada vez mais prazerosos, longos e com maior desejo. Tanto que foi difícil se afastar. Ela corada, confessou.

_Papai, eu tive um casinho escondido com um garoto, mas ele não me beijou assim" f

_Tudo bem meu Amor. Papai que bebê feliz. Papai vai ensinar meu amor,tudo, tudo que ele sabe. Quando bebê ficar com o garotinho ele vai ficar louco e vai fazer tudo que meu bebê quiser. Meu bebê vai ter ele nas mãos. Bebê quer aprender?

_Papai ama bebê. Papai só que te dar carinho. Bebê quer carinho? só um pouco?

_Quero, sim pai

_Que bom. Bebê vai fazer Papai ser o homem mais feliz do mundo. Tira a camisa? Deixa Papai ver os peitinho da filhinha? Papai quer ver os peitinhos. Papai sempre sonhou com eles..

_Aiii... fico envergonhada, mas.. tá Papai.

Ela envergonhada, tirou a blusa da frente dos seios e olhou pra baixo.

Meu Deus, que lindos, que lindos. Pequenininhos,como Papai sonhava. Durinhos. Uma delicia, delicia, delicia. Segurei um com as mãos. Apertei os biquinhos com carinho. Um depois o outro. Sem saber qual beijar primeiro.s

_Papai, pensei que só ia olhar.

_Não resisti meu Amor. Ta doendo? Papai tá machucando? quer que Papai pare?



_Ainn, Papai não estou o reconhecendo, ai paizinho o que é isso que eu sinto?"

_Prazer meu Amor. Se meu Amor deixar vai sentir muito mais.

_As vezes o senhor machuca, mas é uma dor boa.

_aaaiiiiii, meu amo. Que delicia, que delicia, que delici,. que delicia. Peitinho, peitinho, peitinho, peitinho. Que delicia..hummmmm, hummmmm., assim, .aaaahhhhhhhh.

_Papai vou deitar, esta cansando as pernas, posso?"

_Pode meu Amor. Deixa Papai tirar a calcinha? papai quer te ver peladinha.

_Papai tem certeza que é certo?

_Amor de Pai e filha sempre é certo. Papai te ama, te ama, te ama... meu amor duvida do amor do Papai?

_Não, pai nunca duvidei, só que é um amor diferente.

Ela se deitou, levantou um pouco o corpo e me permitiu tirar sua calcinha. Sua bucetinha linda, alva, rosadinha, sem pelos. A xaninha mais linda que Papai já viu.

_Meu Amor, que bucetinha linda, que bucetinha linda. Papai esperou tanto tempo,tanto tempo, tanto tempo. Papai quer beijar.

Sua bucetinha linda me espevava. Hummmm que bucetinha linda, linda. Passei a língua de leve. Senti o sabor. Que delicia. Gostinho de leite em pó, limão, mas estranhamente doce. Uma delicia.

_Aiiiii, paiiii, não paraaaa, issooo é boommm.

_Aiiiii xaninha gostosa do meu bebê. Que delicia,que delicia. Minha bucetinha gostosa e lisinha, lisinha. Delicia. Inchada e melada, gostosa.... aaaaahhhhhh....

_Paiiiii, é... Aaaaa" - Ela gritava. Acho que os vizinhos achavam que eu a estava machucando. Ela sentia muito prazer naaquilo.

assimmmmm... deixa eu lamber... bem fundo... na bucetinha virgem... da minha bebê... deixa papai lamber.... beijar... sugar... assimmm.... assim... meu bebe... meu bebe...

_Aaaiiiinn, isso é bom demais - Ela gritava e se contorcia.

Enfiei a língua, enfiei com vontade na bucetinha da minha bebê. Com fome, com vontade de saciar meu desejo a tanto tempo guardado.

_ Assim, assim, assim. Que delicia, que delicia meu amor. Papai te ama. Papai te ama, Papai te ama.

A língua percorria toda a extensão da sua bucetinha. De cima abaixo, de baixo pra cima, pra cima e pra baixo. Minha língua quente e grossa, grossa e quente. Fudia e fudia. Seu melzinho com gostos de limão, deixava o cacete do Papai duro,duro,

Tirei a calça. Me posicionei ao seu lado, deitado na cama. Dei cacete pro meu bebê segurar. E enfiei a boca no grelinho úmido, gostoso, safado. Minha ninfetinha, minha filhinha, meu bebê. Diz que ama Papai, diz que ama a Pika do papai. Fala meu Amor, fala....

_Sente a pika do Papai pulsando na tua mão, sente... Ela espero tanto tempo por isso. Uma eternidade. Agora abre a bucetinha pra papai. Papai vai enfiar a língua lá dentro da grutinha melada do meu amor.

_Eu te amo, mas o que eu faço com isso? - Ela falou segurando meu membro.

_Dá beijinho meu Amor... beijinho... vai... vai...

Ela deu um beijinho e viu o pré gozo escorrendo e melando meu membro. Fez uma careta, dizendo que era salgadinho.

_Meu amor vai se acostumar. Vai gostar, vai até pedir pra chupar mais depois. Vai engole., devagarzinho...

Ela fez como ordenado. Colocou na boca e deu uma sugadinha. Deslizou a mão até a base do cacete e voltou. Começando uma punhetinha deliciosa.

_filhinha quer continuar? chupar? bater uma punhetinha? o que meu bebê quer?

Ela me olha, dar um sorrisinho de canto de boca, como quem diz sim.

_Chupa Amor... Papai tá ansioso... desejando... essa boquinha linda... na vara de papai.... Papai vai gozar gostoso... Papai sempre sonhou com isso.... bebê também?

Ela continuou a punhetar, sem ritmo, mas gostoso. Apertou um pouquinho e deu uma mordidinha enquanto me olhava nos olhos. Doeu um pouco, mas também foi delicioso.

_Assim, assim, assim. Que delicia, que delicia. A melhor chupada da vida de Papai. Assim meu amor. Papai te ama, Papai te ama.

Fiz de novo, tentei colocar tudo na boca, mas engasguei, voltei e passei a língua pela glande

Ela não parou, continuou, dando uma leve acelerada na chupada, mas sempre perdia o ritmo. Enfiava tudo na boca e sugava... depois voltava lentamente... até a cabeça e voltava...

Sabia que não ia resistir muito tempo então fiz a pergunta que tanto me angutiava.

_Papai quer saber se pode experimentar a bucetinha do meu amor? Papai pode? pode fazer amor? com meu bebê? imagina como vai ser gostoso... a pika de papai dentro da bebê...

Ela não respondeu. Apenas continuou. Colocou mais pressão e eu era só gemidos.

_Não pode pai.

_Assim.... então papai vai gozar, vai gozar na boquinha do meu amor, na boquinha... na boquinha...

_Cacete de papai tá doendo. Papai pode gozar?

_Assim, assim, assim, assim. Que gostoso, aaaiiii.... aiiiiii...aaiaaaiaiaiaiaia.... Papai tá quase gozando.

_Goza Papai, goza, mas na boquinha não, no chão"

Não resisti e gozei, gozei, como gozei gostoso.

Ela se assustou com um jato na boca. Tirou meu membro e cuspiu no chão.

_Não gostei do gosto pai. - Ela disse. Aff, tem um gosto estranho.

_Meu amor, que gozada, que gozada deliciosa. Agora Papai te quer peladinha.

_Papai, se doer e eu reclamar tu para?

_paro meu amor. Papai pode beijar meu amor, na boca, como mulher, com desejo?

_Sim paizinho, quero que nem o primeiro.

_Vem meu amor,me beija, me beija, me beija. Beija papai, com carinho,com tesão. Bebe quer ser a mulher de papai, hoje a noite?

_Meu Amor vai dizer que amam Papai, ama muito?

_Amo muito meu paizinho.

_Fica peladinha pra Papai?

_Se me quer nua, tire você mesmo papai!"

Nervoso, tiro primeiro a camisolinha e depois a calcinha. Deito meu amor, peladinha na cama. Beijo a boca e posiciono o cacete na entradinha da grutinha do meu amor.

_Papai vai tomar cuidado e se doer papai tira. Papai promete.

Me coloquei entre suas pernas... fiquei receoso de machuca-la. Então apenas coloquei meu pau sobre a bucetinha e fiz pressão, sem enfiar. Roçando gostoso, levemente, mas com uma pressão gostosa. Minha vara deslizava gostoso, pra cima e pra baixo, por cima da bucetinha linda.

Senti sua buceta ficar molhadinha e com desejo, esse era o sinal que tanto esperava. Coloquei a cabeça na entrada... e enfiei, com cuidado, não deixando entrar tudo. Apenas a cabeça inchada. Colocava e tirava, colocava e tirava, colocava e tirava, colocava e tirava. Tava gostoso demais.



Ela começou a gemer gostoso, feliz uma cara sapeca e feliz. Gemendo e ronronado, como uma gata feliz.

Aproveitei seu prazer e aprofundei a penetração. Centímetro por centímetro foi descobrindo como fazê-la mulher. Penetrando, divagar, divagar, divagar. Era delicioso, é delicioso. Assim... assim.

_Aii paizinho, isso é bom, mas dói, tira um pouquinho tira"

_Tiro, tiro. Meu amor. Que foi? doeu?

_Sim bastante.

_Quer chupada? com a língua. Ou papai pode tentar de novo?

_Tenta de novo.

Reiniciei a penetração. Com cuidado, estava nervoso, com tesão, desejo, medo. Tudo misturado. Meti divagar.

_Ainn, está melhorando.

Meu tesão só aumentava. Estava indo a loucura

_Papai te ama, papai te ama, papai te ama, papai te ama, papai te ama.

_Também amo papaiiii.

Meu cacete duro penetrava fundo. Enfia e latejava dentro dela. Colocava tudo. com cuidado e gentileza. Queria cumer, amar,cuidar, penetrar e meter. Tudo ao mesmo tempo agora.

_Aiii papaiiiii, deliciaa" - Ela dizia enquanto aranhava minhas costas e ombros.

_Te amoooo, não paraaa, papaiiiii, vaiii um pouquinho mais rápidooo"

A xaniha se abre toda. Meto e enfio, coloco até o talo. Aquele atrito gostoso na bucetinha apertada. Fico louco e fora de mim, a bucetinha da minha filhinha e gostosas demais.

Meto com muita pressão na buceta. Metendo com muita força e ao velocidade meu cassete enorme e grosso. Entalado na bucetinha gostosa da minha menininha, minha tesuda, minha safada, minha delicia, minha filhinha... gostosa

Meti sem ela esperar. começo a socar com uma intensidade fora do normal, a xaniha se abre toda. Meto e enfio, coloco até o talo. Aquele atrito gostoso na bucetinha apertada. Fico louco e fora de mim. Princesinha, minha princesinha, gemo gostoso, tarado e safado.

_Aiiii papaiiiiii, me da um tapa e diz que eu estou sonhando - Ela se contorcia, gritava e me arranhava.

_Aiiiiinnn paaaiii, asssimm.



Meto e enfio, meto e enfio, enfio. Bem gostoso, na minha menininha, tesuda, meu amor, meu tesão, minha linda. Que buceta gostosa, buceta gostosa, buceta gostosa. Que delícia.

_Deixa eu te cumer, deixar eu te cumer. Leva pika, pika, pika,meu amor...

_Me da um tapa papaii.

Assim acelerando os movimentos. Metendo fundo, fundo, minha vara faz barulho. Eu gemo alto. Como e fodo, como ela merece ser fodida. Com gosto e tesão. Fodo essa bucetinha deliciosa, deliciosa.

_Vai levar tapa pra aprender a amar papai. Paffftt....(minha mão estala em seu rosto)

_Agora diz que ama Papai.Fala, fala.

_Paaaiiiii - Ela da mais um grito e desfalece, enquanto eu continuou fudendo

Ela se recupera e diz:

_Te amo papai.

_Eu te amo, papai.

Meto e enfio, meto e enfio, enfio.. Bem gostoso, sua bucetinha lisinha é deliciosa demais. Enquanto a fodo, não consigo desviar os olhos do seu corpo lindo. Seu rosto angelical. Seus seios pequenos e duros. A barrriguinha lisa e deliciosamente gostosa. Sua buceta maravilhosa e pequenininha. Fodo com gosto sua xana.

Minha lindinha da buceta gostosa. Certo princesinha agora vou com calma, devagarzinho. Com cuidado, com carinho. Vai tomar pika, mas vai ser de leve. Fudendo, tirando, fudendo, tirando, fudendo, tirando, fudendo, tirando, fudendo, tirando, fudendo. Pafftttt, sem aviso dou outro tapa.

_Diz que ama papaii, diz...

_Te amo Papai, te amo Papai, te amo Papai.

_Papai não goza dentro por favor, não tomo pílula e estamos sem proteção.

_papai vai gozar nos peitinhos meu amor, quer nos peitinho?

_Ta, tanto faz, menos dentro"

_Gozaa papaii.

_Te amo papai!!

_AAaaaaiiiiii... tô gozando, gozando, gozando, gozando. Assim, assim, assim. Bem gostoso...

Tirei o cacete pra fora e coloque e segurei por cima da sua barriga. Os jatos saíram fortes, longos. Meu corpo se dobrava de prazer. Meu leitinho cobriu sua barriga, seus seios e pescoço. Foi uma gozada deliciosa. Depois que gozei ela pediu:

_Papai vamos ficar abraçadinhos e deitados, podemos?"

_Podemos linda. Mas primeiro vamos ter que tomar banho.

_Ta, mas posso dormir com o senhor?

_Claro meu amor. Papai vai passar a noite acariciando meu bebê e beijando com muito carinho.

_Então vamos tomar banho e se deita Papai...









ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.