"Os mais excitantes contos eróticos"


Descobrindo oral aos 40...A foda


autor: Momorena
publicado em: 03/04/17
categoria: hetero
leituras: 1766
ver notas
Fonte: maior > menor


Eu já estava mole depois daquelas gozadas, fiquei quietinha a respiração ofegante meio que sem ar.

Ele veio até minha boca e beijou tão delicadamente, lambeu meus lábios enquanto acariciava meus cabelos eu sentia o gosto o cheiro da minha buceta na boca dele.

Ele beijou todo meu corpo com a ponta dos lábios e eu senti que tinha muito mais dentro de mim que ainda ia aflorar.

É incrível quando se encontra alguém que te deseje a tal modo que faz com que o melhor de você surja, isso seria natural acontecer com esposo(a) mas nem sempre acontece, parece que quando se casa com o passar dos anos nos acomodamos com o sexo por obrigação ou por desespero, o sexo por desejo por carinho e admiração que sentimos pelo conjugue desaparece sem explicação.

Mas com ele era tudo novidade ele fazia com que meu mundo parasse eu fechava meus olhos enquanto recebia aquela chuva de beijos meu corpo sucumbia aquele momento ficaria ali para sempre!

Era um prazer tão intenso, eu queria mais e o sentei na cama me posicionei de frente sentei em seu colo frontalmente meu sexo impregnado de gozo tocou o dele sentia pulsar e fiquei imóvel.

Fui beijando seu rosto acariciando sua cabeça mordiscando sua orelha beijando seu pescoço.

Ele gemia baixinho enquanto apalpava minha bunda apertando meu corpo junto ao seu.

Eu dei uma leve levantada coloquei a camisinha nele olhando nos olhos dele e sentei... Foi entrando devagarinho deslizando engolindo aquela piroca gostosa... Ahhhhhh que sensação era aquela.

Ele dizia como era quente pegava fogo era muito úmida e gostosa. A feição dele mudou as veias de seu rosto se irrigaram estava sério centrado.

Eu fiquei quietinha por alguns segundos sentindo ela dentro de mim, e comecei fazer pompoarismo segurava, soltava.... Segurava... soltava.

Minha buceta agarrava aquele pau dando a sensação que tinha vida própria era algo incrível maravilhoso de se sentir.

Não me contive o mel escorria eu arfava e comecei levantar e sentar naquele cacete não era grande mas era grosso cabeçuda preenchia toda minha buceta entrava apertadinha e me matava de tesão.

Logo me vi cavalgando sobre ele, perdi o senso a razão queria foder sentar e levantar da pica, ele urrava aquela voz grave pedindo para eu não parar e eu obedecia.

Me senti mulher de verdade como a tempos não sentia, me senti safada tesuda morrendo de vontade de foder para sempre. Como pude ficar sem me sentir assim tanto tempo?

Virei -me de costas e sentei entrou com força senti na dentro apoiei minhas mãos na beira da cama e sentei novamente com força como era bom sentar naquela pica. Comecei no vai e vem rebolando em seu colo tirando seu juízo.

Ele apertava meus seios minha cintura enquanto eu fodia sua pica acelerei os movimentos, o gozo veio tão intenso não pude controlar soltei um - Aiiiiiiiiiiiii!!!!!! e apertei minha xota em seu pau.

Nossa que delícia sentir.... meu corpo todo suado respiração precária mas minha buceta se recusava em parar de piscar era muito tesão reprimido.

Ele me colocou de quatro pincelou seu pau melado no minha xota e empurrou para dentro o homem estava louco insano de tesão. Socou muito com força as estocadas ecoavam pelo ar, o cheiro de sexo impregnou o ambiente empinei a bunda para encaixar melhor e ele socou, mas socava e falava palavrões escabrosos.

Eu nesse momento já não estava mais em mim queria tudo com força e pedia com voz manhosa para ele me foder gostoso.

Ele acelerou e foi fazendo tão gostoso que meu mel escorria pelas pernas ele passava a mão e lambia, passava na minha boca o que era aquilo nossa!!!

Ele disse que não aguentava mais ia gozar em mim eu nem conseguia responder mais. Veio uma encaixada tão gostosa que senti o gozo dele vindo o homem tremeu, urrou agarrou minha bunda com força que gozei em sentir tamanho prazer dele.

Gozamos juntos!!!! Que delícia.

Deitamos na cama mortos o abracei beijei seus lábios e agradeci por me dar o prazer de descobrir como é bom ser fodida decentemente.

Ele sorriu beijou minha testa e suspirou fundo.



Continua....









ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.