"Os mais excitantes contos eróticos"

 

AVENTURAS AO AR LIVRE.


autor: Amora
publicado em: 18/04/15
categoria: aventura
leituras: 4101
ver notas


Meus amores vou contar outros segredinhos safados!
Após o primeiro final de semana que passei junto de Michel (o meu jovem macho), passei a ter encontros com ele pelo menos uma vez por mês, minhas amigas obviamente não eram muito a favor desse meu pequeno relacionamento, ainda mais que além de presentinhos como roupas, tênis, celular, perfumes e outras coisinhas que dava a ele eu ainda ajudava sua família financeiramente, a desculpa que ele dava a seus pais quando vinha me visitar era de que ele estava fazendo alguns serviços para mim.
Certa vez iriamos viajar ao litoral norte de São Paulo, mas antes precisei ir até sua casa para levar algumas coisas para sua família, estava começando a ficar difícil disfarçar nosso casinho, seu pai já começava perceber o nosso comportamento, mas sua mãe uma pobre senhora inocente não tinha noção o quanto seu jovem filho safado e eu aprontávamos.
Neste final de semana que iriamos viajar e fui busca lo em sua casa eu estava com tesão a flor da pele subindo pelas paredes, eu não aguentaria esperar até chegar a pousada no litoral para ser saciada, então antes de sairmos para viagem arrumei uma desculpa para sair de dentro de sua casa e da companhia de seus pais e saímos para dar uma volta na chácara, nessa caminhada provoquei muito ele e ele a mim.
Estava difícil controlar a vontade ele teria de me saciar ali no meio do mato mesmo!
Paramos perto de uma arvore, o risco de sermos flagrados ali aumentava o tesão, abaixei minha calça legging já tinha saído de minha casa sem calcinha, Michel abaixou sua bermuda,seu pau estava duro feito uma rocha, eu estava totalmente molhada, me encostei na arvore e Michel me penetrou!
Tentei não gemer alto para não fazer barulho e chamar a atenção, tinha impressão de estarmos sendo observados, Michel deu dois tapas em minha bunda enquanto virilmente me dava estocadas, ele enfiava tudo e eu sempre com aquela sensação de não estarmos só ali!
A sensação de transar ao ar livre era ótimo, mas precisamos ser rápidos, apesar de não querer que aquela transa acabasse tão cedo!
Algo me fez olhar para o lado e a sensação de que eramos observados foi confirmada, "Seo" Sebastião nos olhava, mas não só olhava seu filho foder uma mulher mais velha em meio ao mato mas também se masturbava enquanto assistia aquela cena!
Não sei se o fato de esta sendo observada aumentou meu tesão, mas virei e olhei para Michel que segurava com suas duas mãos minha cintura e pedi que ele puxasse meus cabelos e fodesse me mais forte!
Puxando meus cabelos e me fodendo mais forte, estava difícil de segurar meus gemidos, comecei a rebolar, gemer e falar o quanto era gostoso ser fodida por ele!
Olhei novamente para o lado e "Seo" Sebastião ainda estava lá em pé com seu pau na mão, se antes ele tinha alguma desconfiança agora ele tinha certeza, que eu era a putona de seu filho e que os presentinhos que ganhava eram por que seu filho estava me satisfazendo!
Após olhar não resisti por muito mais tempo e gozei, fiquei curtindo aquela sensação enquanto Michel ainda me fodia!
Poucos minutos depois Michel tirou sua vara de dentro de mim e gozou em cima de meu bumbum!
Nos dois ainda estávamos com as roupas abaixadas e me virei e dei um beijo em sua boca, levantei meu legging e disse a ele para que colocasse sua bermuda, mas antes Michel pediu que eu o chupasse, disse que eu faria mas que seria só um pouco!
Me agachei peguei em seu pau que começava a amolecer e abocanhei, segundos depois sentia seu pau crescer em minha boca, Michel empurrava minha cabeça de encontro a seu pau para que ele fosse cada vez mais fundo em minha boca!
Assim que ele soltou minha cabeça, parei de chupa lo, olhei para cima em sua direção e perguntei se já estava bom, Michel fez sinal de que era para mim não falar nada e pediu para voltar a chupa lo pois estava gostoso, já não estava mais preocupada com a possibilidade de sermos pego por mais alguém, além do mais seu pai ja tinha nos visto mesmo, Michel segurou minha cabeça e a conduziu novamente em direção ao seu pau.
Voltei a chupar seu pau e comecei a passar a mão em minha amiguinha por cima da roupa!
Michel soltou minha cabeça e aproveitei para pedir que não gozasse em minha boca.
Passei a lamber sua cabecinha alternando com lambidas na extensão de seu pau, Michel começou a falar o quanto estava gostoso e o quanto eu era gostosa e safada, até que começou a gozar em cima de meus seios!
Estava com seios melecados, a chaninha melada e bumbum gozado, falei que precisava me limpar antes de ir me despedi de sua mãe e de seu pai que já não nos observa mais.
Fomos em direção ao laguinho de pesca para que eu pudesse me limpar em uma torneira que existe lá, no caminho nos beijávamos e Michel sempre tarado passava a mão em minha bunda.
Já no laguinho após me limpar sentei em um banquinho e disse que Michel teria de recompensar pela chupada que tinha acabado de lhe fazer, ele me perguntou como e respondi que ele me chuparia ali mesmo.
Espantado pelo meu pedido mas sem perder tempo Michel ajoelhou se em minha frente me abocanhou, a sensação foi tão gostosa que comecei a gemer sem me importar no lugar que eu estava.
Michel passava língua de forma tão gostosa que me fez gozar muito rápido!
Já recuperados voltamos para sua casa para pegarmos sua mala e despedir se de Dona Lurdes e "Seo" Sebastião.
Para Dona Lurdes, Michel estava indo comigo para fazer alguns serviços, já para "Seo" Sebastião depois de nos ver aquela manhã sabia que os serviços prestado para mim por Michel seriam bem diferentes daqueles imaginados por sua mãe! 



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.