"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Trepando com o cunhado pauzudo


autor: Enzolopes
publicado em: 11/04/16
categoria: hetero
leituras: 11549
ver notas



Irei relatar mais uma corneada que dei no meu marido, dessa vez foi com o irmão dele! Tenho 35 anos e estou casada ha 16 anos,sou simpática,ainda chamo muito a atenção dos homens,sempre vejo minhas amigas falando de suas transas extraconjugais,e sempre fico excitada,e me imaginando no lugar delas,mas eu também não fico pra trás e nunca perco a oportunidade de por um belo par de chifres na cabeça do meu marido!
E mais uma oportunidade pintou quando meu cunhado veio passar uns dias em minha casa,ele mora em uma cidade do interior de Minas,e veio a BH para resolver alguma coisas,meu marido disse que ele ficaria uma ou três semanas,e era pra eu tratar muito bem o irmão dele, Luciano tem 39 anos,enxuto,um homem forte e descarado,me olhava como se quisesse me comer com os olhos, ele chegou num domingo a noite,tomou um banho jantou,conversou bastante com meu marido e foi dormir, como estava fazendo muito frio, meu marido me mandou levar mais um cobertor pro Luciano, peguei o cobertor e fui ao quarto dele,chegando perto vi que a porta estava entreaberta e ouvi sons de gemidos,olhei pelo vão e vi uma cena que me deixou de boca aberta e buceta molhada, Luciano tava batendo punheta de olhos fechados,todo nu, que pica enorme, nem parecia que era irmão do meu marido, aquilo era pica de jumento, não sei o que me deu na hora,mas o tesão era tanto que fingi não saber de nada e fiquei olhando ele com aquele monumento gigante na mão, meu deus Luciano como é grande, ele ria e dizia,quer ver de perto? Sem falar nada cheguei perto e peguei naquele pau lindo, enorme, quando senti a mão de Luciano por baixo da minha saia indo direto na minha xana,fechei os olhos e senti seus dedos entrando na minha buceta que já tava pingando, comecei a punhetar seu pau, ele dizia: chupa Samantha vai, me curvei e fui botando aquela jeba na boca enquanto,ficava de costas pra ele já sentia todos os dedos me fodendo,era impossível por sequer a metade do pau dele na boca, era grande de mais,mesmo assim,fiquei alucinada e chupava mais rápido. Quando senti, explodi na minha garganta uma enxurrada de porra quente, engasguei, olhei pra ele e ele me disse: quero sua bucetinha ,aquele pau que não amolecia, parecia ficar maior, sai correndo,fui ao banheiro lavei o rosto a buceta, que pingava, fui deitar chegando a cama só de calcinha, com um tesão enorme,comecei a mordiscar a orelha do meu marido, esfregava minha buceta nele pedindo pra me foder, peguei seu pau que era minusculo em comparação com o do irmão dele, porra Samantha me deixa, tenho que trabalhar cedo,sossega o facho, decepção,como sempre,fui dormir com um tesão do lado de um marido sem fogo,e com um irmão com um pau enorme no outro quarto. De manha meu marido saiu pra trabalhar,e eu fiquei sozinha com Luciano,preparei o café pra ele sem olhar na cara dele mas minha buceta latejava só em pensar naquele vara enorme.
Samantha me desculpe por ontem, desculpar o que Luciano? Você não fez nada, já não aguentando me abaixei pra pegar uma panela embaixo da pia de proposito e como eu tava de vestido curtinho,e sem calcinha, Luciano não aguentou tirou o pau pra fora,e disse,quer terminar o que começamos ontem Samantha? Larguei tudo,puxei o Luciano pro quarto e fui caindo de boca no pau dele,Luciano gemia,feito louco,me botou de quatro,e apontou sua pica na minha buceta e foi enterrando,meu deus,pensei que ia desmaiar,achei que nunca ia parar de entrar,o tesão foi tanto que gozei assim que ele deu sua primeira estocada ,gritei como uma cadela,enfim um homem de verdade,uma pica de verdade,minha bucetinha acostumada com pintinho, sofria para acomodar aquela tora, ele não parou e nem eu queria. Fode,vai arromba sua cunhadinha,ele me fodeu de quatro,de ladinho,de frango assado,de todos os jeitos possíveis, quando eu implorei, chega Luciano não aguento mais, eu chorava feito uma menina na vara dele, quando ele parou, me deixou de conchinha e foi apontando aquilo no meu cuzinho, você ta louco Luciano, você arrombou minha buceta,vai rasgar meu cu, nem me ouviu, me segurou com força, e só me lembro de sentir metade da pica entrando,quando acordei tava cheia de porra na barriga e Luciano do meu lado vendo tv, o safado me arrombou, ele só ria, quando levantei vi a cama toda lambuzada de porra, meu cuzinho ardia, minha buceta parecia que tinha levado picada de abelha toda inchada, tentei andar mas só conseguia de perna aberta, Samantha,você ta bem? Voltei em direção a ele, abaixei,dei um beijo de língua na boca dele, e uma chupada longa naquele pau de jumento e disse, você me fez uma mulher realizada, de hoje em diante você e meu ,e esse pau só vai entrar na minha buceta e no meu cuzinho enquanto estiver aqui! Você precisa acostumar meu rabinho com sua jeba, e foi assim durante três semanas! Todos os dias em que ele permaneceu na minha casa ele me fodia a buceta e o cuzinho,eu só andava de pernas abertas, mas completamente satisfeita, pois gozei muito na vara do meu cunhado!!!



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.