"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Nem tudo é o que parece.


autor: casada_safada
publicado em: 10/06/16
categoria: hetero
leituras: 2214
ver notas



Mais uma vez eu a vi.
Não só a vi, pois isso sempre fazia, mas estive com ela, só eu e ela.
Ela disse que sentiu minha falta.
Na bancada, vi vários apetrechos que seriam usados. Pra mim, na verdade, materiais de tortura.
Tirei a roupa e deitei.
Me pôs de bruços e pediu que eu abrisse um pouco as pernas.
Depois disso pediu que eu colocasse as mãos pra trás e abrisse bem as nádegas.
Eu prontamente atendi.
Estava com calor.
Senti minhas mãos começarem a transpirar.
Com meu rosto colado na cama não podia vê-la, mas sabia que ela me tocaria e que seria doloroso.
Ela me lambuzou o cuzinho com um gel quente.
Meu coração pulsava forte.
A excitação do que estava por vir me fez trincar os dentes.
De repente uma dor forte.
Eu gemi baixo, não podia deixar que alguém nos ouvisse.
Ela imediatamente afagou a parte que doía. Isso me acalmou.
Mas ela iria fazer mais...
E fez.
Mais uma vez o gel.
Calor.
Excitação.
Minhas unhas cravaram nas minhas próprias nádegas.
Dor...
Afago...
E a sensação de alívio.
Ela disse: terminei com você por hoje, mês que vem nos vemos outra vez.
E assim acabou mais uma sessão de depilação.
Agora estou depiladinha e prontinha pro meu maridinho que estava a dias viajando e retornou hoje de viagem.
Num próximo conto digo como foi matar a saudade dele.

Espero que gostem e comentem.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.