"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Noiva matando a vontade


autor: odeflor
publicado em: 01/02/17
categoria: traição
leituras: 5214
ver notas


Sou uma morena de coxa grossa seios pequenos e bunda grande que gosta muito de sexo, quando estava noiva eu e meu noivo resolvemos pintar a casa onde íamos morar, a minha parte era somente decoração, outros detalhes quem acertava era meu noivo, como formas de pagamento, valor do serviço tempo de duração e etc.

No dia da ida até a obra para falar com o pintor e acertar detalhes da pintura coloquei uma blusinha solta sem sutiã, não gosto de sutiã me aperta incomoda uma calça jeans definindo bem meu corpo uma calcinha bem pequena ia de caro e descia na porta da casa não vi problemas afinal quem vai gostar é o pintor. Cheguei ele estava me esperando no portão desci do carro e entramos para mostrar o serviço. O pintor era jovem um cara bonito corpo atlético e com cara de tarado e não tirava o olho da minha bunda e de meus seios.

Conversa vai conversa vem e andando pela casa peguei ele olhando na minha bunda, não gostei e chamei atenção. Falei que era noiva e queria respeito. Ele simplesmente falou “olha moça você é gostosa demais ainda mais com essa roupa, não venha assim na obra senão vou te agarrar”. Não fiquei contente e falei quer olhar para bunda de mulher olha para bunda da sua esposa, ele respondeu “se minha mulher fosse gostosa assim com certeza eu ia olhar beijar apalpar e etc”.

Não falei mais nada afinal quem estava errada era eu, fui embora e avisei que voltaria para ver o andamento do serviço. Aquele homem tinha mexido comigo. Cheguei em casa tomei um banho e liguei para meu noivo afinal ele iria apagar aquele fogo deixado pelo pintor, me deixou na mão literalmente disse que estava terminando um serviço e iria trabalhar até mais tarde, então não tive outra escolha senão pegar meu brinquedo e me satisfazer pensando naquele pintor. Outro dia como fiquei na mão, resolvi matar a vontade, por volta das 15hs tomei um banho depilei me arrumei coloquei um shorts jeans apertado e curto, blusa branca transparente e essa vez coloquei sutiã devido a blusa ser transparente, prendi o cabelo perfumei, coloquei salto alto e sai para tomar um sorvete e quem sabe apagar esse fogo que estava dentro de min me consumindo. Parei em uma sorveteia de bairro peguei o sorvete e sentei em uma cadeira na mesa da calçada para tomar o sorvete foi quando passou pela rua um rapaz com um cachorro igualzinho aquele pintor, quando veio a lembrança junto com vontade de procurar ele para quem sabe............

Tomei o sorvete rapidinho paguei entrei no carro e fui na obra, parei em frente entrei e não achei o danado como a casa tem cômodos na fundo pensei ele deve estar lá. Andei mais um pouco e ouvi barulhos vindo do fundo, fui bem devagar para ver o que estava acontecendo no local. Foi quando vi um garoto aparentando uns 16 anos sentado na cadeira e o pintor em pé conversando com ele e mexendo a tinta, ufa pensei que era outra coisa acho que vou embora afinal ele estava acompanhado e não ia rolar nada, mas já que estava ali vou dar o ar da graça e depois vou embora. Apareci levaram um susto principalmente o garoto que não me conhecia, acho que não esperava uma mulher daquele porte com aquelas roupas em uma obra. Olá tudo bem estava passando por aqui e resolvi dar uma olhada no serviço, vejo que arrumou um ajudante. E esse é meu irmão veio aqui para dar uma força, ele esta de férias é bom trabalhar desde cedo. Isso mesmo é de criança que se aprende e o garoto não tirava olho das minhas coxas coitado nunca deve ter visto uma gostosa assim pensei. Estava despedindo para ir embora já vou ter que ficar na vontade novamente, ele veio em minha direção e falou “calma não quer ver o que fiz de onde para hoje”, então falei “mostre que já estou indo embora”, o danado me levou no quarto que estava com a janela semiaberta uma fresta entrava pouca luz e já foi falando “você é abusada mesmo falei para não vir aqui com essas roupas e você veio, agora é dois que ficou tarado por você, meu irmão nunca viu uma buceta ao vivo e você se apresenta assim coitado vai ficar na punheta por um bom tempo”.

Não tenho culpa se vocês são tarados, nisso ele encostou a porta do quarto e já veio em minha direção me agarrou beijou minha boca meu pescoço meu seios por cima da roupa enfiou sua perna no meio das minhas e começou a apertar minha buceta e foi falando baixinho no meu ouvido, “agora você vai dar para os dois e um você vai tirar a virgindade”, fiquei louca mas não podia demostrar afinal era noiva e não podia fazer isso.

O safado já tinha planejado tudo menos a parte do irmão eu acho, deixando o quarto com a janela semiaberta um pedaço de papelão no chão resto de caixa de material da obra, era um lugar perfeito para eu matar a minha vontade, ele me beijou abraçou por traz apertou minha bunda meus seios e eu somente falando baixinho “não posso sou noiva” mas deixando tudo isso rolar. Ele tira minha blusa beija meu pescoço seios ajoelha e começa a beijar minhas coxas eu fico sem forças com a perna mole, beija a parte interna delas e começa a abrir o botão do meu shorts e deixa ele cair no chão, fico em pé só de calcinha e sutiã e ele ajoelhado me beijando e falando coisas ao meu respeito do tipo que mulher gostosa olha que coxa lisinha e sem pelo, que bunda durinha, que buceta cheirosa, de repente levanta solta meu sutiã na parte de traz e meu seios fica livre para ele acaricia-los morder dar pequenos beliscões, nessa hora já tinha me esquecido do local que estava e que tinha um garoto na mesma casa.

Ai foi a minha vez de dar carinho tirei a camisa dele beijei seu peito ajoelhei e tirei a calça depois a cueca e peguei naquele pinto e comecei a bater uma punheta, foi quando olhei de lado e levei um susto era o garoto me olhando nós dois naquele momento de tesão, não sabia o que fazer afinal estava pelada só de calcinha mostrando minha bunda meus seios enfim aquele mulherão batendo uma punheta para seu irmão, foi quando achei melhor parar ele é uma criança, agora você não vai parar olha como estamos, vai ter que dar para os dois, vai lá e da um trato no garoto sua puta gostosa depois vem aqui que vou te comer.

Então meio acanhada levantei e fui em direção ao garoto que já estava com o pinto na mão batendo uma punheta. Encostei mele esfreguei o pinto na minha coxa na minha bunda e peguei a mão dele coloquei no meu seios e apertei para ele sentir uma mulher, seu coração disparou falei calma e relaxa você vai gostar vou tirar a sua virgindade hoje se você deixar, você me acha gostosa olha minha bunda da vontade de que, meus seios pode chupar eu deixo, ele muito afobado já queria tirar a minha calcinha não deixei e falei “calma isso é o seu premio, primeiro vamos brincar, tirei a roupa dele deixei ele me alisar seios bunda coxas beijei ele na boca nisso o pinto estava em ponto de bala , mandei ele dar beijinhos na minha buceta por cima da calcinha para ele sentir o calor e o cheiro de uma mulher gostosa e nisso seu irmão só olhando e com certeza com muito tesão também. Quando peguei o pinto e novamente passei na minha buceta por cima da calcinha nos seios nas minhas coxas e apertei entre elas e comecei a fazer movimentos ele quase gozou parei não queria que o primeira vez fosse nas minhas coxas risos.

Então falei para ele tira a minha calcinha e chupe ela e veja como é bom uma buceta de uma mulher e nisso seu irmão chega por traz encosta em min com aquele pinto duro e começa me acariciar e vou abrindo a perna para tirar a calcinha e ser chupada e rebolando para sentir aquele pinto na minha bunda, nisso eu tenho meu primeiro orgasmo e começo a gemer alto. Nesse estado de tesão eles me deita no chão em cima do papelão e ficam me chupando um nos seios boca e pescoço e outra nas coxas e buceta até o momento que o garoto deita em cima de min e me penetra todo afobado eu estava com tanto tesão e lubrificada que entrou fácil e nem pensei em camisinha só queria um deles dentro de min para me saciar a vontade, nisso seu irmão sai do quarto e me deixa sozinho com aquele menino eu aproveito e começo a gemer a ensinar ele a meter em uma mulher vai chupa meus seios mete mais vai enfia tudo aperta minha bunda isso não para não e sempre querendo mais o garoto já estava suando até que dou uma chave de perna nele e falo vai essa buceta esta tirando seu cabaço, não deixa ela na vontade mete lá no fundo e o garoto por não ter experiência não aguentou essa buceta e todo suado e gemendo começa a gozar tudo dentro, só senti uma coisa quente escorrendo de dentro de min e ele parou com os movimentos ai pensei esse FDP gozou dentro de min. Soltei a perna que estava travando e ele saiu de cima seu pinto já estava mole e pingando porra ai falei “você estava sem camisinha” ele falou “com essa buceta para que usar camisinha eu quero mais gozar dentro mesmo”. Mais que garoto....... pensei novamente.

E nisso entra o seu irmão com o pinto em ponto de bala e fala e “ai maninho como foi meter com essa gostosa agora é a minha vez”, estava deitada e nem me levantei só esperei o outro macho e falei “seu irmão não usou camisinha não tomo remédio”, Ele disse “eu vou usar mas prefiro também sem sua gostosa”, e assim me colocou de quatro e me penetrou fácil estava toda lubrificada e cheia de esperma do garoto, fui a loucura matei a vontade daquele homem ele era mais experiente que o irmão pinto maior e mais grosso e já me pegou com mais tesão e lubrificada, apertava minha bunda dava tapas enfim transamos de todas as maneiras e posições o irmão tinha saído do quarto ele trancou a porta e ficamos sozinhos, foi uma loucura na hora de gozar tirou de dentro e gozou no meus seios na minha bunda e assim ele gozou umas três vezes e eu umas quatro, ficamos até umas 19hs e fomos embora. Cheguei em casa com esperma na roupa no cabelo uiiii, matei minha vontade e foi uma loucura aquela tarde.

Passado uns dias fui visitar a obra no sábado com meu noivo o pintor não estava lá, ele entrou no quarto e viu as camisinhas jogadas no chão e comentou “esse pintor fica trazendo puta aqui para comer olha as camisinhas no chão” nem falei nada só pensei essa puta é muito gostosa seu corno.

Antes do fim do serviço estou pensando em voltar lá para verificar se esta tudo certo.





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.