"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Tomando no cu


autor: Suaruiva
publicado em: 28/02/17
categoria: hetero
leituras: 5227
ver notas


Apesar de safada, tenho o cuzinho virgem, o que me deixa com a buceta toda ardendo de tanto dar só ela. Agora vou contar como perdi as minhas preguinhas. Sou ruiva, 22 aninhos, branquinha e tatuada, peituda e buceta lisinha.
Eu namorava um cara muito safado,sempre tentava comer meu cu mas eu só deixava lamber e enfiar os dedos. Ele me traia sempre, até que em uma dessas traições eu resolvi dar o troco e sair com um amigo que era louco pra me comer mas eu nunca deixava, fomos pra um bar, debaixo da mesa já rolava uma mao boba ali, outra aqui, até que enchi a mao por cima da calca dele, mesmo coberto dava pra sentir seu pau super duro, e grande, entao resolvemos sair dali. No meio do caminho ele desvia o carro e dirige até um mato bem afastado.
Nem falou nada, ele já sabia que eu queria aquela pica enorme dele, ele apertava minha coxa e minha buceta já molhava o shorts só de imaginar aquele pauzao socando fundo. Quando o carro parou ele soltou o pau pra fora, minha buceta piscava de vontade de engolir um pau, devia ter uns 23cm aquilo, todo rosinha, depilado e grosso. Ele nao perdeu tempo e me pois pra mamar, me segurava pelo cabelo e empurrava até o pau bater na minha garganta, eu sentia as bolas dele nos meus labios, chupava e mamava aquela rola até o talo. Me puxando pelo cabelo me empurrou pro banco de traz, puxou meu shorts e a calcinha e enfiou a lingua na minha buceta, lambeu ela todinha, chupava, socava os dedos, cuspia, e eu nem lembrava mais do meu namoradinho, gozei gostoso na boca dele, tudo assim, rapido, ele queria me comer a anos, ele sentou no banco e me puxou, eu fui me encaixando devagar naquela pica grande e grossa enquanto ele levantou a minha blusa e mamava meus peitos, puxava e mordia os mamilos. Sentia minha buceta se esticando pra acomodar a cabeça e ia descendo devagar, quando ele agarrou forte minha bunda e me fez sentar de uma vez só, nem me dando tempo pra me recuperar me batia na bunda e me fazia cavalgar, meus peitos pulavam na cara dele. Ele me fodia até o talo, as bolas batiam na minha bunda com força, e ele me batia em todos os lugares, na cara, me dava tapa nos peitos, na bunda, até que seu dedo achou meu cuzinho virgem, ele acariciava e tentava enfiar um dedo, que sumiu dentro do meu buraquinho, depois ele enfiou dois e ficou bem apertado, foi ali vendo minha cara de dor que ele deve ter se tocado que ninguem tinha comido meu bumbum. Do nada ele me empurrou e saiu do carro, me levando junto, me encostou e tirou toda minha roupa, fiquei peladinha e ele me virou e chupou meu cu, enfiou um dedo, depois dois.
_Não quero, para, sou virgem ai.
_Nao queria trair seu corninho? Ja arrombei sua buceta agora vou estourar seu cuzinho.
Eu já estava com medo dele notar a diferenca na minha buceta, que é apertadinha mas aquele pau deve ter feito um estrago, agora meu cuzinho sem prega nenhuma não tinha como disfarçar.
Ele cuspiu no pau e no meu cuzinho, forcou a cabeca que entrou ardendo, ele arreganhava minha bunda com uma mao segurando em cada lado, abrindo, e forcou mais, ia metendo devagar, eu tava toda rasgada, até senti as bolas dele.
-Ai meu cu, meu cu...
Eu gemia e ele estocava, ele nao estava comendo meu rabo, tava é devorando.
-Que cu apertado! Ta engolindo a minha pica inteira.
Ele fodia sem dó, massageava a buceta, enfiava uns dedos e depois cheirava, lambia, enfiava os dedos na minha boca, bombava forte até que encheu meu buraquinho de porra.
_Sente aqui como você é uma puta arrombada.
Ele tirou o pau e pegou minha mão, me fez enfiar uns 4 dedos meu dentro da minha bunda, e entrou facil. Meu cu escorria porra. Tive que sentar de lado no carro de tanta dor. Tinha umas cinco ligações perdidas do meu namorado, que nem imaginava que enquanto ele comia umas putas já largas, alguem comeu um cuzinho virgem e apertadinho. Fui embora com o cu cheio de porra e ardendo, e a buceta ainda molhada. Bati ainda uma siririca e gozei gostoso lembrando que dei o cu igual uma cadelinha.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.