"Os mais excitantes contos eróticos"


A dama e a Puta !!


autor: Pampam
publicado em: 19/04/17
categoria: lésbicas
leituras: 4997
ver notas
Fonte: maior > menor


Eu chegava em casa depois de um dia exaustivo no trabalho, de uns tempos pra cá eu e Ivonete não estávamos tão próximas mais, havia de fato alguma coisa estranha e por muitas vezes se negava a suplir em nha necessidades ou eu estava muito cansada de um longo dia de trabalho... Mas voltando ao assunto não tendo a menor vontade de descansar ou dormir, pois estava querendo um amor selvagem e gozar a noite inteira...Era lua cheia e eu como uma loba excitada agitação por todo o meu corpo, quente e excitada...Minha mulher já dormia na nossa cama meia que jogada com uma camisola transparente e sem nada por baixo, não querendo acordá-la pois estava num sono profundo, fui caminhando em direção ao banheiro, eu ainda era uma dama e como tal resignava com um único objetivo...Resolvi então tomar um banho demorado, deixando a água quente do chuveiro correr pelo meu corpo que esta pegando fogo ao me deparar com Ivonete jogada na cama..Sentia as gotas descendo pelo meu cabelo, correndo pelo colo, passando por meus seios, pingando nos bicos rígidos, outra gota corria pela minha barriga, passando por meu umbigo, se perdendo na minha boceta, descendo pelas minhas coxas e passando pelos meus pés...Imaginando com uma das minhas mãos no lugar dessas gotas.
Minha mão faminta e delicada, com meus dedos curtos passeiando pelo meu corpo com tamanha paciência que chega ser cruel, passando pelos meus seios, fazendo carícias no meus bicos e desce pela minha barriga...Diante dessa imagem, com a minha própria mão, a dama que havia em mim tocava minha buceta molhada e quente...ela se agita com essa imagem, seu pudor não permite tal ousadia, mas a puta que existe em mim, ria de tanto pudor diante de um prazer maior..a dama encerra o banho rapidamente como querendo fugir dos pensamentos, mas isso era em vão...comecei a me enxugar rapidamente até que parei em frente ao espelho...gostando do que via, eu uma mulher de pele morena,  cabelos castanhos, olhos castanhos, ombro seios medios, bumbum grande, um boceta bem grande, pernas grossas, possuo curvas arredondas e convidativas para o sexo, eu comessava a ficar excitada com a própria imagem no espelho, parecia ser outra mulher, com um creme aromático e começando a passar pelo meu corpo, lentamente, continuando a me observar no espelho.
Novamente me acaricio me tocando, passando a mão nos seios sendo eles médios, enchem a mão de prazer, os bicos estão duros eu sentia vontade de sugá-los, e com os dedos brincava com eles, sentia-me excitada..minha boceta estáva ardente, pensava nela com prazer imenso, com uma das mãos desço até a minha boceta e começo um doce movimentos no clitores, e instintivamente dava início a um vai e vem dos quadris...minha respiração acelerava cada vez mais, e mas forte..eu já não conseguia fechar os olhos, ao me ver no espelho me admirando, vendo uma mão delicada explorando com fome sua boceta, vendo uma mão apertando os bicos dos seus seios, vendo uma expressão de gozo no rosto daquela outra mulher no espelho, estava tão excitada que chegava ao clímax rapidamente, senti um prazer mas não me saciando por completo, estava com o rosto vermelho e não sabe se é de prazer ou de vergonha...Coloquei uma bulsa de seda e uma minúscula calcinha que mal dava pra tampar minha boceta para ir se deitar na  cama...
Já deitada na cama a puta que morava dentro de mim se revoltava em ter que dormir tão excitada e querendo mais daquela prazer devastador, querendo se libertar das amarras convencionais e morais ao experimentar algo novo e se surpreendendo ao ver a dama vira de lado e adormecendo...passados alguns segundos a dama  começou a sentir um cheiro gostoso, meio doce ao mesmo tempo meio madeira, fiquei envolvida por ele como um abraço quente e forte, de repente sentiu um beijo de lábios delicado mulher, não tendo medo e somente puro prazer, abri minha boca e deixa aquela língua explorar a cada canto, sentia um segundo corpo sobre o seu, apreciando a sensação dos dois pares de seios se tocando, isso sempre me deixa muito excita, brincando um com os bicos da outra, de repente aquela boca abandona a minha boca e começa a sugar meus seios, sugando com brutalidade e delicadeza ao mesmo tempo, a dama não fogia pois a puta a domina por completo, mais uma vez saia a dama e entra puta...Sentindo fome e por isso começa a sugar o seio da outra, no começo acha algo estranho mas gostoso, por fim se abandona aos instintos, passando a ponta da língua nos bicos, delicia-se em sentir que eles vão se enrijecendo com seu toque, a outra se afasta, e começa meio que beijar meio que lamber sua barriga, já excitada a puta se contorce, movendo os quadris, se oferendo de tão molhada que sente escorrer o líquido do prazer da sua boceta, a outra na maior delicadeza abre suas pernas, expondo sua intimidade e senti um cheiro de sexo no ar e na maior habilidade a outra abre seus lábios maiores e com a ponta da língua começa um deliciosa vai-e-vem no clitóris, a puta geme de prazer, no vai-e-vem antes lento, acelera e os ritmos vão aumentando.
A puta movimenta os quadris, buscando mais prazer, e a loba que a está devorando a outra começa a chupá-la, sugar os lábios maiores, depois os menores, sem deixar de manipular o clitóris, descendo com a língua até encontrar o canal e penetrá-la aquela pequena extensão daquela doce boca provoca maravilhosas ondas de prazer, gulosa a puta quer mais e puxa aquela boca mais para perto de si querendo ser devorada por completa a outra não para e a puta goza com plenitude, a dama continua a sugá-la, chupando seu gozo e continua a tocá-la com a língua no seu sensível clitores, não parando, e nem diminuindo o ritmo, e a puta nem teve tempo de se recuperar do gozo e está excitada novamente sente a língua penetrando-a vorazmente, movimenta os quadris e esfregando a boceta na boca da dama, e rapidamente chega mais uma onde de gozo. 
A Dama abre os olhos assustada e está muito ofegante, Ivonete dormia profundamente ao meu lado, eu meia indecisa toquei a minha boceta que por sinal estava cheia de gozo....a dama volta assumindo seu lugar e adormerce assustada com tamanho prazer a puta também se embala num sono profundo feliz com a amanhã satisfação.

Comente pois sua opinião é importantíssimo para mim beijos! Espero que tenham gostado?



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.