"Os mais excitantes contos eróticos"

 

MEU ENTEADO, MEU DONO!


autor: eericaa
publicado em: 28/04/17
categoria: hetero
leituras: 6979
ver notas
Fonte: maior > menor


Meu nome é Cláudia, durante toda a minha vida eu adorei ser feita de putinha, amo quando um macho bate na minha bunda e me chama de safada.
.
7 anos atrás eu conheci o Fernando, era um policial viúvo que vivia com o filho de 15 anos que já na época era um gostoso! O nome dele era Diogo, nosso relacionamento sempre foi tranquilo e eu nunca tinha visto ele como Homem, o que começou a mudar isso foram as brigas com o Fernando por causa do trabalho, ele se irritava comigo e passava muito tempo fora, de noite chegava ainda com raiva e uma vez passamos 9 dias sem transar, eu como sempre estou no cio (rsrs), me masturbava como uma louca todos os dias.
.
Uma bela tarde eu estava subindo pelas paredes e precisava que meu maridinho me comesse, mas aí brigamos terrivelmente, eu já tava com uma calcinha fio dental toda socada na bunda, e um bundão bem gostoso no auge dos meus 40, resolvi não trocar e pra assanhar mais o meu fogo coloquei um vestidinho curto branco que marcava meu corpo todo, esperei o Fernando sair e fui na cozinha, Diogo tava na sala bem de frente pra onde eu ia, deixei cair no chão o fone de ouvido e abaixei empinando a bunda bem pra onde ele tava, eu tava irritada e queria sentir um macho me desejando, na volta o Diogo me chamou e me pos sentada no colo dele pra me consolar, eu ali dividida entre a raiva do pai e a excitação de sentir aquele pau tão quente e gostoso crescendo debaixo de mim, levantei, coloquei meu rabão bem na cara dele e perguntei se tava feia, o moleque me arrastou pro quarto, levantou meu vestido na frente do espelho e disse “você é uma gostosa baixinha” (tenho 1,49 de altura kkk).
.
o safado deu um tapa na minha bunda e agarrou ela, soltei um “aiii” dengoso e safado como a muito tempo não fazia, Diogo sentou na cama e me puxou pra perto, abriu minhas pernas e me sentou em cima dele, falei “ain filho para” com aquela voz de quem quer muito mais e meu sorrisinho de puta, ele que nunca tinha me chamado de mãe disse “mamãe fica tão gostosa de fio dental”, me molhei toda, rocei no pau dele gemendo baixinho e falei “com um pau tão gostoso desses assim a mamãe goza meu amor”, foi aí que o safado me pegou com uma mão na cintura e outra na nuca e me deu um beijo de tirar o fôlego, ele levantou e eu deixei ele nu, como uma vadia eu engolia aquela pica e mexia nas bolas dele.
.
Depois de uns poucos minutos ele me joga na cama e chupa minha bucetinha tão gostoso que me faz gritar, o movimento daquela língua me enlouquecia e eu gozei na boca dele. Ele veio pra cima e “agora a mamãe vai gozar mais ainda”, meteu em mim na frango assado, papai e mamãe, me fez cavalgar de frente e de costas e me comeu de quatro trancando minhas pernas, ficou tão apertadinho que eu precisei morder uns lençóis pros vizinhos não escutarem meus gritos de tesão!
.
Diogo além de pauzudo fodia muito bem, nos xingamos e falamos coisas como: Di – “quem é minha putinha”? Eu – “mamãe é sua putinha amor” “mete bem fundo na pepeca da mãe vai” era assim o tempo todo, fora os gritinhos e gemidinhos dessa morena safada aqui. “oown”, “aiii”, “meetiii an aann” haha depois que eu gozei como um chafariz na pica de 21cm’s daquele puto ele enfim gozou, eu como gulosa e looouca por porra que sou, pedi na boquinha e engoli tudinho, limpando tudo com a boca.
.
No fim o Diogo me ajoelhou de novo, bateu no meu rosto com a o mastro e disse “agora mamãe me pertence, minha putinha faz tudo o que eu mandar”, eu sou uma putinha obediente e disse “sim senhor, meu dono”. No banho que tomamos só dei mais uma mamadinha no meu filhinho pra gente não suar muito e fui dormir como uma pedra de tão cansada que o puto me deixou…
.
Hoje confesso que tô com medo, antes de sair pro trabalho Diogo bateu na minha bunda e “mamãe vai vestir um fio dental e roupa de enfermeira hoje” eu despreocupada falei “sim senhor” e enchi a mão com aquele pau por cima da calça, o safado me olhou e disse “mãozinha apertada, igual uma coisinha que eu ainda não comi”, meteu a mão no meio da minha bunda e completou “até hoje” Gente, socorro ele chega daqui a pouco e o pai dele tá noutra cidade kkkkkk mas se for pra doer, tomara que aquele gostoso também me dê prazer, por que eu hoje oh “oooownn” haha beijos na cabecinha meus tarados.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.