"Os mais excitantes contos eróticos"


Como fui seduzida por meu pet - Relato 1


autor: eericaa
publicado em: 01/05/17
categoria: aventura
leituras: 4321
ver notas
Fonte: maior > menor


Primeiramente meu nome é Mari, não é apelido é meu nome mesmo, tenho 19 anos e agora depois de adulta me deparei com várias questões sexuais, desde minha adolescência eu sempre tive muito contato com tudo que se relaciona ao assunto, contato indireto na maioria das vezes mas que sempre me aguçaram o sentido, um sétimo sentido, sensibilidade sexual talvez rsrs.

Nasci no interior do Paraná, onde morei até meus 10 anos, acho que por isso sempre gostei de animais, na verdade sou uma amante da natureza, animais e seres humanos são os principais gostos.

Antes vou me descrever;
19 aninhos recém completados como citei, branca de olhos claros e cabelo castanho bem clarinho quase loiro, 1,69 de altura e confesso que um pouquinho acima do peso, tô tentando entrar em forma rs

Sem muita enrolação vamos aos fatos;
Quando eu tinha 14 anos eu passava muito tempo em casa pois minha mãe trabalhava fora e meu padrasto passava uma semana em casa e outra viajando ou no trabalho, nunca entendi ao certo.
Em casa tínhamos dois dogs um poodle com nome de “nego” e um doberman chamado alpha, nunca tivemos fêmeas pois minha mãe sempre achou que daria mais trabalho. Eu nessa época tinha mais intimidade com o nego nosso poodle carinhoso e todo cheirosinho até o dia que minha mãe me mandou começar a cuidar dele, dar banho, por ração e tudo mais. No começo era um saco, mas comecei a perceber que sempre que eu ia dar banho ele coloca o pauzinho pra fora, era bem vermelinho e eu achava uma graça, com o tempo comecei a chamar de meu bebê, deixar ele dormir comigo e tudo mais, o nego era bem calminho e sempre ficava na minha cama quietinho.

Meu love com ele começou um dia quando voltei da escola e vi ele no portão doido pra sair, acho que tinha alguma cadela no cio por perto, daí levei ele pra dentro e coloquei na coleira, coisa que odeio fazer, é um pouco triste pro bichinho rs
Eu tava estudando na sala quando ele começou a querer pular sobre uma almofada e querer “cruzar” e eu fiquei observando e rindo, rapidamente me veio na cabeça a ideia de fazer gracinhas com ele, nesse momento eu fui lá pra perto e coloquei a almofada em uma posição que ele se ajeitasse, ele ficava balançando seu pauzinho no ar como se tivesse procurando algo, algumas vezes ele esbarrou o pau no meu braço e eu achei super quentinho, até então nunca tinha namorado nem tido relações sexuais.
Percebi deixei o nego meio maluco e resolvi segurar o pau dele até ele se aliviar, pra quem já fez isso sabe o quanto é gostosinho ele ficar pulsando na mão e soltando uns jatinhos rs

O nego tava muito tarado e começou a ficar ofegante e fazer movimentos mais rápidos e mais rápidos até que resolvi colocar aquele cacetezinho na boca, daí me abaixei, e fiquei bem próxima, de vez em quando ele se virava pra me lamber e lamber o pau tbm.
Foi incrível, aquele pauzinho pulsando na minha boca, e jogando um líquido meio salgadinho, indescritível a sensação, uma mistura de nojo e estranheza mas ao mesmo tempo eu tava com a impressão que o nego tava gostando daí continuei.
Prendi o pau dele com meus lábios e comecei a engolir o nó (aquela bola maior no finalzinho do pau dos dog rs), depois de alguns minutos ele começou a pulsar muito e gozou, gozou bastante e intenso.

confesso que cuspi tudo no chão e fiquei me sentindo meio culpada, eu estava com a boca cheia de porra de cachorro e praticamente deitada no chão da sala feito uma cadela, apesar que cadelas não fariam um boquete tão bom hihi

Demorei uns 2 minutinhos pra voltar a realidade e me levantar pra ajeitar a bagunça, a sala estava melada e minha boca suja, fiz tudo rapidamente e voltei pros meus deveres. Na minha cabeça estava uma confusão, eu, uma menina meio gordinha e provavelmente até que me achavam meio nerd na escola, me envolvendo com um cachorro, que loucuraaa

Um pouquinho depois fui pro meu quarto e resolvi relaxar e distrair a cabeça, mas a situação não mudava, eu ficava pensando naquele cacete quentinho e não me contive e comecei a me tocar. Pra minha surpresa o nego tava na cama, acho que na hora do meu boquete eu tinha soltado ele, ele ficava pulando em mim e eu fui ficando excitada e resolvi me tocar olhando pro meu dog lindo.

Levantei um pouco a blusinha, abaixei o shorts e coloquei a mão por dentro da calcinha, tava tão bom que comecei a gemer baixinho, o nego percebeu e começou lamber minha perna, tentou algumas vezes cheirar minha buceta, mas eu ainda estava de calcinha e morrendo de medo de tirar, mas não teve jeito, ele enfiou o fucinho até me forçar a colocar a calcinha de lado e ceder minha bucetinha praquela língua quente e gostosa, deixei ele lamber e continuei me tocando, é prazeroso sentir as lambidas mas ele não parava quieto, quando fiquei meladinha comecei dar os dedinhos pra ele lamber, as lambidas eram até mais fortes e intensas, ele gostou do meu dedinho melado.

Ficamos nessa brincadeira um tempinho até que intensifiquei a velocidade e comecei a me virar até gozar, foi SENSACIONALLL, tudo que escorreu do meu gozo o nego lambia e eu tremendo e suando na cama, fiquei rindo sozinha e puxei meu bebê pra mais perto, acho que o orgamos me deixou carinhosa rsrs

Bomm, foi assim que me envolvi com meu primeiro amor canino, daí pra frente eu e o nego começamos a brincar maiss a cada dia, passou minha culpa e comecei aproveitar minhas loucuras.

Espero que tenham gostado, do conto real da Mari, se vocês leitores, gostarem dessa categória, deixem seus comentários, e de suas notas, que continuarei publicando!
É para quem tem uma aventura e gostaria de contar anonimamente para a Tia izzis aqui, só entrar em contato; 66 9 99043172.

Beijo Tesudo.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.