"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Sitio do prazer


autor: odeflor
publicado em: 03/05/17
categoria: aventura
leituras: 2351
ver notas
Fonte: maior > menor


Depois de um ano de trabalhado enfim chegou a tão sonhadas férias o começo coincidiu com um feriado prolongado fui convidada por uma amiga a passar uns dias no sitio onde a família dela tinha alugado por uma semana e pedíamos desfrutar o sitio piscina cachoeiras, cavalos, paisagem enfim a tranquilidade do interior. Minha amiga era casada há pouco tempo mas segundo ela tinha mais gente no sitio a casa era grande e dava para acomodar umas 10 pessoas, como estava de férias e era verão porque não aceitar e passar uns dias na tranquilidade da roça.

Acertei tudo custo alimentos o que cabia a cada um e arrumei as malas, sábado de manhã passei na casa dela para pegar umas pessoas que iria comigo, o sitio não era muito longe da minha cidade uns 70Km mas o suficiente para se desligar de tudo sem sinal de telefone tinha TV por satélite, mas quem queria assistir TV num lugar daqueles.

No meu carro foi uma senhora e duas adolescente tia e sobrinhas dessa minha amiga para dividir as pessoas nos caros e mostrar o caminho, eles tinha ido na frente para acertar tudo e eu estava levando os alimentos passamos no supermercado na cidade próxima ao sitio compramos e fomos para uns últimos km. Chegando no sitio para minha surpresa já tinha mais 3 carros, eta este final de semana vai ser agitado, minha amiga já veio nos receber descarregamos as malas as compras ela mostrou a casa e já tinha um pessoal na piscina se divertindo, depois ela me apresentou a todos que estava na casa e ainda tinha mais para chegar. Era um pessoal divertido e tinha gente de todas as idades crianças jovens adulto e pessoas de idade.

Ajeitei minha mala em um dos quartos e logo fui procurar minha amiga para ajudá-la nos afazeres mas ela não quis falou para ficar a vontade que ela e sua tia dava conta do recado caso precisasse me chamaria, mandou eu ir para a piscina ou conhecer melhor o pessoal ou conhecer os arredores do sitio com sua sobrinha uma das adolescente que veio cominho, aparentava ter uns 17 aninhos linda branquinha corpo proporcional cabelos lisos . Assim fui passamos pela piscina tinha somente um adulto marido dessa minha amiga o resto era crianças brincando.

Fomos visitar o pomar tinha vários pés de frutas cada uma mas gostosa que a outra, minha acompanhante já começou a se soltar e fazer perguntas do tipo cadê seu marido, quantos anos você tem que corpo lindo como faz para manter ele assim ficamos conversando a saboreando as frutas, também quis saber sobre ela se estudava sem tinha namorado. Ela me explicou que o namorado tinha ficado na cidade não gostava muito de viajar, ela já estava de saco cheio com esse namoro ele era muito tímido já estava namorando a quase um ano e não tinha rolado nada entre eles a nãos ser beijinhos e passadas de mão nos seios, não que ela não queria mas eles não avançava o sinal e ela estava louca para que isso acontecesse logo. Dei risada e falei que isso é uma coisa natural para não ficar procurando por, como ela era jovem tinha muito tempo pela frente.

Ela não mudou de ideia e falou que se não fosse com ele seria com outro, então tentei explicar novamente que não é assim sexo tem suas consequências e não pode ser feito com qualquer um “olha eu dando conselho risos”, expliquei que tem que ser uma coisa legal feito com amor usar preservativo.

Mas logo nossa conversa foi interrompida por um barulho vindo de uma casinha que ficava atrás das arvores. Olhamos uma para outra e caminhamos até o local como não conhecíamos o lugar fomos bem devagar chegando lá era uma casinha onde eles prendia as vacas e estava todo suja e tinha duas pessoas no local um era o marido dessa minha amiga conversando com uma mossa que também estava na casa, ele tentava beija lá mas ela resistia e tentava sair do local, resolvemos ficar quietas só olhando oque ia acontecer uma vez que estávamos atrás de um pé de flor e não dava para ver a gente.

Não demorou muito e ele conseguiu um beijo e já foi passando a mão pelo corpo dela tirando a parte de cima do seu biquíni e beijando seus seios, ela se entregou a suas caricias e também começou a apertar seu corpo chegando até sua sunga. Minha amiga não tirava o olho do que estava acontecendo e segurava minha mão apertando como se estivesse na local recebendo aquelas caricias , ficamos quietos só observando.

Ela logo abaixou a sunga dele e começou a chupar o seu pau, ela sabia como fazer beijava chupava engolia tudo ele encostado na parede e gemendo. Logo ela levanta coloca a calcinha de lado e fica de quatro para ele penetrar, ele segura aquele pinto e enfia com tudo naquela buceta recebendo um golpe e geme da onde estávamos conseguia ver nitidamente as ações e reações dos dois logo ele apeta o seios dela e comprime o corpo e pelo jeito gozou dentro da sua buceta, era vira beija a boca dele e os dois começa e trocar carinhos só que com menos fogo, ele veste a sunga ela o biquíni e sai os dois do local.

Minha amiga fica de boca aberta mais que cachorro, marido da minha tia e comendo a amiga dela, aqui nesta casinha no meio do mato, vou contar tudo a minha tia ela precisa saber com quem casou. Tive que intervir e explicar para ela não se meter afinal ela não tinha como provar e eu não queria me meter no caso e estragar o final de semana de todos, sua tia ia acaba descobrindo mais cedo ou mais tarde. Ela ficou puta mas entendeu e no caminho até a casa queria saber dos detalhes do que tinha rolado ali se era bom transar o que sentia uma mulher quando um homem estava dentro dela alisando seu corpo, enfim perguntas de adolescente. Respondi algumas outras deixei no ar e assim chegamos na casa. O marido da minha amiga já esta na piscina novamente e a moça não vimos.

Entrei dentro de casa a primeira pessoa que vejo era ela com uma canga amarada a cintura me cumprimentou e foi logo para o banheiro acho que tomar banho, minha amiga apareceu e quis saber sobre o passeio se estava bom se tinha visto coisas interessante eu falei que até de mais e ri ela não entendeu nada tadinha.

A noite chegou fizeram um tipo roda de viola e lá estava todos, as bebidas começaram a rolar e logo já tinha algumas pessoas altinhas eu fiquei só observando já tinha visto muita coisa para um dias. Lá pelas 22hs algumas pessoas já tinha ido dormir principalmente as crianças ficaram somente os adultos a bagunça continuava e quando ou levanto e vou a banheiro e volto para festa que estava uma delicia, pessoas alegres divertidas e uma noite linda. Minha amiga já não estava mais na festa e nem o marido dela mas eu mantive a curiosidade e fiquei na minha, sentei do lado da adolescente que agora virou minha amiga, ela estava tomando uma caipirinha e já estava meio altinha. Ela falou que seu tio e tia tinha saído em direção aquele rancho e ela ia lá ver o que estava acontecendo. Não deixei afinal ela estava bêbada e podia fazer coisa errada. Ela levantou e entrou na casa fui atrás lá dentro ela me explicou que sua tia saiu da festa brigando com seu tio e foram na direção do rancho e ela ia ver oque estava acontecendo.

Então resolvi ir com ela mas expliquei que íamos somente dar uma olhada se estava tudo bem e voltar para festa, de longe vimos uma luz acessa a alguém lá dentro, chegamos bem devagar era sua tia pelada seu marido e tinha um outro rapaz também pelado sentado em uma mureta sua tia beijando seu marido e sendo acariciada nos seios pelo rapaz que estava com o pinto duro. Fiquei confusa queria voltar conforme combinado mas a adolescente não deixou e pediu só um pouquinho quero ver o que minha tia vai fazer com dois homens tia safada.

A coisa esquentou os dois fizeram um sanduiche era 2 pinto querendo a sua buceta ela simplesmente estava se deliciando e gemias pedia mais, da onde estávamos dava para ver e ouvir os acontecimentos dentro daquele rancho e por causa da escuridão eles não conseguia ver a sua volta e nem queria o coisa boa estava na dentro.

“Quem vai ser o primeiro a me comer o maridinho ou o amante quero ver quem esta com o pinto mais duro, vamos esfrega isso bem gostoso em min vou decidir quem vai gozar dentro primeiro ou outro vai ficar olhando o outro fuder”.

E assim os dois começam a bater esfregar o pinto duro nela, escolhe o amante e seu marido fica de lado olhando e batendo uma punheta sua mulher sendo beijada apertada por outro macho e gemendo, encosta ela numa tabua da cerca e começa a beijar seus seios com vontade ela pega seu pinto e coloca na entrada da buceta olha para o marido de lado e fala.

“Benzinho esta duro e grande acho que vai machucar esfolar a sua bucetinha, fica ai olhando eu quero você depois”

Em uma empurrada entra tudo e ela gemi e grita.

“vai devagar seu cachorro não é de borracha”.

Nisso a sobrinha do meu lado querendo ver cada detalhes da tia com dois homem. Eu tento segurar ela e falo baixinho para irmos embora que já vimos demais ela não quer e fica ali estatelada vendo tudo e acariciando a sua bucetinha e eu confesso que estava louca de tesão também. Enfim volto aos olhos para aqueles três e a coisa estava pegando fogo ela encostada na cerca gemendo e pedindo mais, o rapaz socando beijando seus seios pescoço e seu marido olhando e batendo uma punheta foi quando ouvi o amante gemendo e falando assim vou gozar vou gozar eta mulher gostosa e faz um movimento e fica imóvel só sentindo o orgasmo, ela também fica imóvel por uns segundo apertando seus corpos depois chama seu marido para continuar a meter com dela, ele pega ela coloca de quatro da uns tapas na sua bunda penetra e fala. De longe pelo reflexo da lux consegui ver líquidos escorrendo pelas coxas da minha amiga o amante deve ter dado um banho de esperma no útero dela.

“Amor você esta tão gostosa tão quente e lubrificada acho que é o esperma do outro macho que deixou assim, agora é a minha vez quero comer minha esposinha gostosa”

O outro rapaz senta do lado e fica olhando os dois, as posições vão variando até ela fazer uma chupeta e ele gozar na boca dela. O pinto do rapaz já estava duro novamente vem para cima dela e ela recebe ele com carinho e assim vai cada um pouquinha até a hora que decidimos ir embora e deixar eles ali afinal não queriam ser interrompido.

A sobrinha agora cada vez com mais vontade e não consigo explicar nada final o que ela viu explica tudo e não tem nenhum argumento que posso usar que justifique algo. A sobrinha quer seguir os passos da tia.

Voltamos para a festa lá estavam todos se divertindo e tomando cervejas, caipirinhas e cantando nem notaram as ausências. Sentamos e ficamos nos divertindo com o pessoal e com um calor, “Risos”

Mas esse final de semana esta apenas começando promete muitas aventuras ainda.





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.