"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Surpresas e sexo


autor: odeflor
publicado em: 19/05/17
categoria: jovens
leituras: 2120
ver notas
Fonte: maior > menor


Estava com 17 anos e tinha um ficante gostava dele, era um gato nos dava muito bem mas ainda não tinha rolado sexo, saímos algumas vezes conheci ele na casa de uma amiga ele tinha uma namorada mas acho que ela não dava conta do recado. Como disse saímos algumas vezes mas o que vou relatar foi especial pois nesse dia fomos parar em um motel e foi bom para min e acho que para ele também, começou assim.

Era uma quarta feira mês de novembro após almoço aquele calor estava arrumando meu quarto que por sinal aquela bagunça quando o telefone toca minha mãe atende era ele querendo falar comigo, parei o que estava fazendo e fui atender ele me convida para tomar um sorvete e conversar um pouco, relutei e expliquei que estava arrumando o quarto não podia deixar assim, ele então falou que estava muito afim de sair comigo e dava 2 horas para eu terminar de arrumar e sair com ele, queria me fazer uma surpresa.

Resolvi aceitar afinal o quarto podia terminar em outro dia. Como estava um calor fui tomar um banho e resolvi colocar um vestido de alcinha sem sutiã e para deixar o gato maluco não ia usar calcinha, peguei ela e coloquei na bolsa para mostrar no encontro e se surgisse algum imprevisto colocaria, o vestido deixava minhas coxas, bunda e seios em evidencia. Como ele tinha namorada e eu não queria arrumar confusão marcamos para ele me pegar duas ruas depois da minha assim ninguém via e ficava melhor para os dois, quase na hora marcada me perfumei passei um batom coloquei um salto e sai de casa com um sol a pino.

Caminhei toda linda até o local e lá estava ele com o seu carro me esperando, entrei ele já me deu um beijo bem gostoso falou que eu estava linda com aquele vestido e toda perfumada estava uma deusa fiquei toda toda com aquele elogio, falou que tinha uma surpresa e ia mostrar depois do sorvete.

Perguntei se não tinha problema com sua namorada, ele me falou que ela estava viajando com seus pais e que poderia ficar sossegada. Entramos no carro e fomos a uma sorveteria bem longe do meu bairro onde ninguém nos conhecia, descemos tomamos um sorvete que estava uma delicia com aquele calor depois revelou a surpresa que tanto falou. Era uma coleção completa de CDs de uma banda que eu amava, ele ficou sabendo que eu gostava através dessa amiga em comum, eu amei e fiquei ainda mais apaixonado por ele, então resolvemos parar o carro em uma sombra para ouvir os CDs foi ai que começou a rolar algo mais. Ele me beijava passava a não pelo meu corpo fiquei toda arrepiada meus seios já durinhos de tesão, ele beijou os dois por cima do vestido e depois abaixou um pouco o vestido e sugou os biquinhos fiquei doida e pedi para parar não estava certo, aquele cachorro só não parou como continuou e foi passando a mão pelas minhas coxas não aquentei o tesão e sei do carro, então ele me chamou.

Ele - Volta princesa eu não faço mais isso me desculpe, volta vamos ouvir as musicas.

Eu - Não volto você é safado e quer só o meu corpo vem com esse presentinho mas na verdade quer outra coisa.

Ele - Volta prometo que não faço mais nada.

Então resolvi voltar ai foi a minha perdição, como estava com tesão e o gato ficou assustado comigo resolvi deixar ele encabulado, falei para ele não fazer mais isso não passar a não nas minhas coxas e se ele fizesse isso novamente eu não iria mostrar a minha surpresa a ele. O gato ficou louco e queria saber a surpresa foi ai que falei.

Eu- Se você se comportar eu mostro senão vai ficar sem saber.

O coitado ficou um anjo só ouvindo as musicas do CD, depois de uns 20 minutos ele comportado resolvi mostrar a surpresa. Pulei em cima dele dei um beijo na boca muito gostoso, ele não entendeu nada então falei.

Eu- Isso é parte da minha surpresa a outra esta dentro da minha bolsa, vou pegar.

Peguei a bolsa no banco de trás abri tirei a minha calcinha e mostrei a ele.

Eu- Olha como estou por baixo do vestido com esse calor melhor ficar assim, solta.

O gato ficou sem entender nada mas não perdeu tempo pegou a calcinha da minha mão cheiro apertou achou ela linda e falou

Ele – Morena gostosa não sei que quero ver essa calcinha no seu corpo ou fora como esta, já estou com o pinto duro dentro da cueca só de ver ela na sua mão. Posso ver sua bucetinha sem ela.

Eu- Não minha buceta só quem pode ver é meu namorado, você não é.

Nisso ele me agarrou me beijou na boca, beijou meus seios e quase ficamos sem folego, ele passava a mão na minha coxa querendo chegar até a minha perereca eu não deixava e alisava seu pinto que já sentia duro dentro da calça. O carro era apertado e o calor estava forte ele então falou.

Ele- Vamos sair daqui e ir para um lugar sossegado onde podemos ficar a vontade e fazer algo mais, o que acha.

Eu- Já aviso se for motel não vai ter sexo, sou uma moça comportada.

Saímos dali e entramos em um motel, musica favorita tocando no CD do carro e a não dele alisando minhas coxas e eu fazendo de difícil mas louca para transar com ele. Entramos no motel era umas 18hs ele abaixou a porta da garagem eu saio do carro e começamos os beijos e amaços ali mesmo, ele me coloca encostada no capô do carro me levanta o vestido fico em uma posição fácil para receber os seus carinhos na minha buceta ele começa a beijar chupar ela, fiquei louca gemendo passando a mão na sua cabeça e querendo mais e me movimentando para aumentar o tesão.

Logo ele para e começamos a nos despir tirei sua camisa sua calça consigo ver o volume daquele pau duro querendo sair da cueca. Ele tira meu vestido e já estou toda nua para receber os beijos as caricias do meu macho. Me coloca agora deitada de frente no capo e fico com a bunda para ele onde me beija da pequenas mordidas alisa minhas costas o tesão só aumenta, quando ele pede baixinho no meu ouvido.

Ele- Vai sua puta tira minha cueca e chupa meu pau engole tudo quero ver sua boquinha engolindo ele e me dando carinho.

Não resisto de tanto tesão, me viro abaixo tiro sua cueca e vejo de perto aquele pau lindo a cabeçudo que estava me roçando o tempo todo e me deixando maluca.

Começo beijando a cabeça e logo já estou enfiando na boca pareceu que cresceu ainda mais e quase me engasgo com aquilo tudo, como não bastasse o tamanho dentro da minha boquinha o safado dava golpes enfiando, não aguentei e deu vontade de vomitar parei e fiquei brava com ele.

Ele- desculpa gata eu fiquei com tesão em ver meu pau dentro da sua boquinha nenhuma mulher vez isso com tanta vontade e maestria, vai continua não faço mais.

Resolvi continuar ele ficou gemendo e olhando eu chupar aquele pau massageava as bolinhas até uma hora que gemeu alto a falou que estava gozando senti ele inchando dentro da boca mas não deu para tirar ele não deixou. O primeiro jato foi no fundo da minha boca garganta assustei e engoli o segundo consegui tirar foi no meu cabelo rosto e seios que garoto parecia que estava urinando em min.

Depois de gozar tudo me sujar seu pinto ficou mole e resolvemos pegar as roupas espalhadas pelo chão e entrar no quarto do motel, queria me limpar tinha esperma até no meu olho. Entramos era um quarto maravilhoso tomamos uma ducha juntos começamos o fogo ali mesmo, foi coisa de 15 minutos e ele já esta querendo transar novamente saímos da ducha e fomos para cama. Ele deitou em cima de min me beijou falou que tinha gosta de porro na minha boca, falei que era dele mesmos quem mandou gozar dentro da minha boca.

Me colocou de quatro foi ai que senti aquele pinto todo dentro de min, como estava toda lubrificada entrou fácil e ficou socando e batendo aquilo na fundo do meu útero até uma hora que ele tira de dentro e fala.

Ele- morena você é gostosa demais quase gozei novamente, essa buceta com essa bunda grande me deixa louco e você ainda fica rebolando no meu pau, quero você em outra posição.

Levantamos dali e fomos para um sofá que tinha no quarto sentei no colo dele e começamos novamente sentava e rebolava, ele estava ficando louco até uma hora que pediu para eu parar não queria gozar assim tão rápido, mas não adiantou novamente fiquei de quatro apoiada em uma cadeira ele não aguentou e gozou na minha bunda na coxa enfim foi a segunda e eu ainda estava com tesão e queria mais.

Ele então me limpou e ficamos na cama abraçadinhos que amor “risos”.

Logo comecei a fazer carinho naquele pinto queria ver ele firme e forte novamente para me satisfazer não deu outra logo estávamos novamente transando, dessa vez ele ficou deitado e eu sentei e cima socava rebolava e ele acariciando apertando meus seios até eu não aguentar mais e gozar pela primeira vez ele em seguida só que sessa vez foi dentro na minha bucetinha que ficou toda larga e suja de esperma do meu macho.

Nisso já era 20hs tomamos um banho e resolvemos deixar o resto para outro dia. Saímos outras vezes mas não foi tão bom. A primeira foi melhor mais completa acho que foi por causa das surpresas “risos”.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.