"Os mais excitantes contos eróticos"


Cunhada Curiosa...


autor: Yamim
publicado em: 19/05/17
categoria: traição
leituras: 7612
ver notas
Fonte: maior > menor



Este é o meu primeiro conto, tenho 40 anos e sempre tive vontade de publicar minhas fantasias e experiências sexuais, este que vocês vão ler abaixo foi super recente e verídico, espero que gostem.
Sou casado e minha esposa tem uma Irmã gêmea, não posso dizer que seja idênticas, pois a minha cunhada e solteira e faz academia todos os dias, tem um corpo super trabalhado e minha esposa já não tem tanto tempo para se dedicar a estas atividades. Desde a época que comecei a namorar com minha esposa sempre notei que minha cunhada ficava com ciúmes da Irmã e fazia de tudo para chamar minha atenção, sempre colocando roupas curtas e provocantes, mas nunca avancei o sinal, mesmo sentindo um tesão enorme, muitas das vezes transava com minha esposa pensando na minha cunhada e algumas vezes querendo as duas chupando minha rola...mas o tempo foi passando e finalmente após 5 anos algo aconteceu entre a gente...para ser mais preciso a semana passada, quando recebi a visita da minha cunhada e alguns outros familiares em casa, pois havia convidado eles para um almoço e como sempre fico na churrasqueira preparando a carne e depois que tudo esta quase pronto eu subo para tomar banho, assim é o combinado com minha esposa, que toma banho antes e depois fica fazendo sala para os convidados. Terminando minha parte eu subi para o meu banho e como em dias normais não fechei a porta do banheiro, naturalmente comecei a tomar meu banho, quando escutei um voz que vinha do quarto ao lado, na hora eu percebi que era da minha cunhada que dizia “aonde tá, estou procurando, calma”, a minha esposa havia pedido para ela pegar uma blusa para minha sogra que estava no outro quarto, por este motivo que minha esposa havia pedido para ela, pois ela não corria o risco de me ver no outro quarto, mas minha esposa não imaginava que só de ouvir a voz da minha cunhada eu já estava de pau duro e levemente acariciando meu pau com movimentos lentos, pois já estava super excitado com aquela situação, eu sabia que ela estava super afim de me ver e continuei batendo uma dentro do Box, não demorou muito lá estava ela me observando de dentro do quarto com olhos fixos e impressionados, aquela situação me deixou maluco de tesão...ver a minha cunhada me olhando de pau duro e doida para me ter e eu ela...resolvi desligar o chuveiro e sair do Box com um “oi cunhada” gostou ??? A resposta foi... nossa não sabia que a porta estava aberta e só vim pegar uma blusa, mas você deveria fechar a porta e se cobrir com uma toalha, se minha Irmã nos ver vai nos matar... foi ai que me aproximei dela e disse... vai me falar que você não queria isso, pegando na mão dela e levando direto ao meu pau... com um olhar de tesão e passando a língua na boca ela simplesmente me falou...”vou te mostrar”...ajoelhada ela me começou a bater uma para mim e passava meu pau no seu rosto, chupando meu saco e falando que sempre imaginou meu pau daquele tamanho e gostoso, ela não conseguia enfiar ele inteiro na boca e por 1 minuto me chupou, não tínhamos muito tempo e não podia deixar de comer aquele rabo gostoso nem se fosse por 1 minuto e considerando que ela estava de sai, rapidamente tirei coloquei minha pica entre suas pernas, só colocando de lado sua calcinha e comecei a enfiar meu pau, ela já estava toda molhada e meu pau entrava gostoso naquela buceta, quando enfiei metade do meu pau ela já estava gemendo e falando “que pau grande, minha irmã é uma sortuda”, isso me deixava com mais tesão e logo meu pau estava inteiro dentro dela e minhas mãos acariciando seus seios fartos e duros, era uma foda forte e com muita pressão, pois deixei meu pau inteiro dentro dela e socava com mais força, seu gemido já era de dor com tesão, pois meu pau estava latejando dentro dela... ficamos uns 2 minutos no Maximo neste ritmo quando ela gozou, seu corpo ficou mole e sem reação, mas eu precisa gozar é muito, mas queria algo diferente, pois estava realizando uma fantasia, queria gozar muito...pedi a ela que voltasse a chupar meu pau, pois queria gozar na boca dela, ela se recusou no início citando que não deveria ser assim e ia dar muito na cara, logo convenci ela colocando meu pau na boca dela e pedindo para chupar, ela começou a engolir meu pau e falava para eu ir rápido, “vai rápido, goza rapidinho que preciso descer”, quero seu leitinho na minha boca....vai seu cachorro... foi uma gozada única, enchi a boca dela de porra, era muita, mas muita, ela tentava engolir e eu gozava mais, pois meu tesão era muito grande, meu pau ainda estava duro e querendo aquela buceta novamente...mesmo sabendo do risco por conta do tempo decorrido, enviei meu pau novamente na buceta dela cheio de porra e fudi ela por mais uns 30 segundos, quando resolvemos descer, mas é claro que ela desceu na frente e alegou que não tinha achado a blusa e pediu para minha esposa subir, entrei novamente no banho e agora de portas fechadas... foi incrível e não vejo a hora de ver ela novamente para sentir sua reação ou melhor minha rola...




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.