"Os mais excitantes contos eróticos"


Punheta no trabalho


autor: Mayers
publicado em: 06/06/17
categoria: hetero
leituras: 2972
ver notas
Fonte: maior > menor


Sempre desde meus 9 anos de idade minha puberdade vinha dando sinais. Então sempre fui de me masturbar sempre. Ficava horas e horas me masturbando e gozava deliciosamente.

Os anos fora passando eu fui crescendo e sempre, sempre batendo punheta. Dia era para a professora gostosa, outros para a vizinha, outros para a amiga gostosa do meu irmão mais velho e por ai vai. Batia tanta punheta que o meu pau em certo horários já ficava duro sem eu ao menos querer ou poder, e já com 17 anos e trabalhando no meu primeiro emprego que um dia o meu pau fica duro, eu no meio da sala de reunião com os gerentes, diretores, falando sobre negócios e o meu pau lá DURO, não tinha o que fazer não ser se concentrar e deixar para depois, mesmo estando ao meu a minha linda e deliciosa chefe.
Bem a reunião acabou eu já estava mais calmo, fisicamente, pois a vontade dentro da mente era enorme, eu precisava gozar o mais rápido possível, então fui ao banheiro e me acabei imaginando a minha chefe.

Os dias passaram e as vontades mesmo que se repetia todos os dias, as vezes no mesmo horário.

Detalhe, eu não era mais virgem, já tinha namorado e feito muito sexo, mas a punheta mesmo com namoradas me acompanhou.

Um dia minha chefe me chama na sala dela para eu explicar umas planilhas de orçamentos, ela era linda, loira, 1,70 de altura, cintura fina e sempre usava como uniforme uma blusinha social branca de botões e uma saia preto até o joelhos vezes um pouco mais a cima. Um perfume delicioso, unhas em feitas e uma bela maquiagem. Sentado ao lado dela conversando e explicando as planilhas um hora notei que o botão da blusa dela se abriu, eu parei de falar na hora perguntou o que houve, eu disse que o botão abriu e pedi desculpa. Ela então logo chegou e disse não precisa pedir desculpa, acontece.
Desse momento em diante não me concentrei mais, meu pau ficou duríssimo dentro da calça e precisava bater aquela punheta.. Porem eu não podia sair dali e deixá-la sozinha.

Fui tentando explicar mas ela percebeu que algo não estava certo e me perguntou o que estava acontecendo.

Eu disse com das mãos por de baixo da mesa segurando o meu pau que estava tudo certo.
Ela então retrucou: - Foi por causa do botão?
Eu disse assustado: Não não, esta tudo bem.
Ela ficou me olhando por alguns segundos, e percebeu que eu estava olhando de novo para os peitos dela. Então ela chegou um pouco mais perto de mim e colocou a mão sobre a minha mão por de baixo da mesa e veio dizendo: Querido, se acalme, isso acontece com frequência nesse tipo de blusinhas. E eu adorei que tivesse acontecido com você aqui.
E tirou a minha mão e pegou no meu pau latejando por cima da calça.

Eu me assustei, nunca pensei que minha chefe teria esse comportamento comigo.
Eu disse: Não calma, é que....me desculpe por isso.
Ela disse: Esta tudo bem. Eu sei o que você faz aqui na empresa todos os dias.

Na hora eu fiquei vermelho, não sabia onde meter a cara, mas a mão dela continuava ali no meu pau, e antes que eu pudesse me explicar ela disse, que adorava imaginar um novinho batendo punheta na empresa e que muitas vezes sentia vontade de estar junto.
Ela então com a outra mão desabotoou não um, mais 2 botoes da blusinha dela. Apareceu aquele vale lindo no meio dos peitos dela, meu pau latejou e ela abriu o botão e o zipper da minha calça.
eu disse: aqui não seria um bom lugar.
Ela disse: fica quietinho, aqui é um ótimo lugar, ninguém vai vir agora.

Então eu dei uma relaxada e peguei nos peitos dela, ela abriu o sutiã, era aqueles que abria na frente, nossa, meu pau se melou todo quando vi aqueles lindos peitos na minha frente.

Mas ela era malvada e perguntou: Diz a verdade, você sempre pensou em mim nas punhetas ou na secretaria?
Eu disse: Nas duas.
Ela soltou um risada e me chamou de safado pervertido e ordenou: Me mostra como você faz no banheiro pensando em mim.
Eu fiquei meio com vergonha e acuado e ela então disse: sou sua chefe, estou te mandando me mostra.
Então eu levantei, abaixei minha calça e comecei a bater, leve, bem de boa, e ela disse: Não não, não pode ser assim, eu tô aqui, na sua frente segurando os meus peitos, te dando a chance de gozar bem mais gostoso e você vai ficar fazendo corpo mole?
Ela então pegou o meu pau, puxou para bem perto dela e começou a bater, e disse: vou te ensinar como eu quero que você faça quando for pensar em mim de novo.

Então ela sentada na cadeira, com os peitos a mostra, começou e me punhetar, mandando eu relaxar e falava: Vai safadinho..goza pra mim...goza pra sua chefinha... que pau duro e gostoso....

Mas para mim estava difícil ainda associar toda aquela situação então ela disse: Goza nos meus peitos. Me lambuza todinha vai safadinho da chefinha.

Foi ai que então eu me concentrei, relaxei, meu pau ficou mais duro ainda e então ela começou de novo a punhetar meu pau, botei minhas mãos para trás, posicionei a cabeça o meu pau perto dos peitos e ela batia, batia mas não chupava, até que eu disse: Isso safada, bate gostoso, que delicia, issoo.. quero gozar pra você chefinha... e então soltei 3 jatos de gozo nos peitos dela.. que logo escorreram até os biquinhos.. Assim que gozei, assumi o controle do meu pau e puxei lá do saco até na cabeça a última gota de gozo e joguei no peito dela.

Fiquei ainda sem jeito, ela foi se limpar com uma toalha no banheiro, voltou toda arrumada eu já estava com ele guardado, e então essa disse: Muito boa as tuas planilhas, continua assim, me traga mais planilhas amanhã para analisarmos.

Eu então disse sorrindo: Sim é claro, com todo o prazer. Algo mais?
Ela então disse: Trás as planilhas e o algo a mais é comigo pode deixar.

Dali pra frente, todos os dias eu tinha planilhas para mostrar para ela.
Passei não mais gozar em outros horários do dia, para poder gozar só com ela e para ela.

Logo logo, contarei a evolução dessas planilhas.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.